Homem admite ter deletado perfil de Donald Trump no Twitter

Um rapaz de 20 e poucos anos disse ao TechCrunch que foi mesmo o responsável pelo erro que causou a remoção temporária do perfil de Donald Trump no Twitter no início de novembro. Contudo, ele garante que tudo não passou de um erro, não sendo nenhum tipo de ataque intencional contra o presidente dos Estados Unidos.

A identidade de Bahtiyar Duysak, nascido na Turquia e cidadão da Alemanha, não foi revelada pelo Twitter, mas por ele mesmo. O jovem trabalhava no atendimento ao consumidor fazendo parte da equipe que revisava denúncias de mau comportamento na plataforma.

Duysak contou que, no final do último dia em que trabalharia para o Twitter, recebeu um alerta sobre a conta de Trump. Então, ele acabou iniciando o processo de desativação da conta, mas disse que não esperava que a desativação fosse completada, achando que poderia voltar atrás depois de ter saciado sua curiosidade. O resultado foi, no dia 2 de novembro, um período de 11 minutos em que o Twitter de Trump ficasse fora do ar.

"Eu não invadi ninguém. Não fiz nada que eu não fosse autorizado. Todo mundo pode cometer erros. E eu cometi um erro", disse o jovem. Depois do incidente, internautas começaram a questionar o poder que um único funcionário do Twitter tem de apagar uma conta a partir de uma suposta denúncia, sem que ela seja comprovada.

via Canaltech

Deixe uma resposta