Falha no sistema pode deixar American Airlines sem pilotos no Natal

Uma falha de sistema pode deixar a American Airlines sem pilotos durante a temporada de Natal. Devido a um erro em seus softwares internos, uma das principais companhias aéreas do mundo acabou abrindo a todos os seus 15 mil comandantes a possibilidade de agendarem férias ou folgas para a semana de festividades.

O resultado seria catastrófico, com voos cancelados em uma das épocas mais movimentadas do ano para a companhia e passageiros irados, sem conseguirem seguir viagem para verem suas famílias. A American Airlines não disse quantos de seus funcionários efetivamente escolherem não trabalhar no período, mas o número foi suficiente para que ela iniciasse um programa para que eles retornassem ao trabalho.

Em comunicado à imprensa, a companhia afirmou ter iniciado um programa de convocação de pilotos reserva. Além disso, está oferecendo um bônus de 50% no salário daqueles que cancelarem suas folgas para auxiliar nos esforços durante a temporada de Natal. A American Airlines não revelou os resultados preliminares desses esforços.

A empresa também não comentou sobre o que, exatamente, levou à falha, o que deixou os especialistas em ritmo de especulação. Mais uma vez, os dedos foram apontados para a complexidade cada vez maior da logística exigida pelas companhias áreas, o que leva as administradoras de sistemas internos, muitas vezes terceirizadas, a cometerem erros ou gerarem glitches desse tipo.

Apenas no segundo semestre deste ano, foram diversas situações de voos cancelados ou atrasados devido a problemas nos sistemas, dificuldades relacionadas a sistemas de reservas que não computavam os passageiros corretamente ou passagens colocadas à venda por valores de, muitas vezes, algumas dezenas de dólares. Em todos os casos, a justificativa sempre foi a mesma: um “erro do sistema”.

Enquanto isso, os números de utilização só crescem. De acordo com dados do sistema aéreo americano, 28,5 milhões de pessoas voaram no último final de semana, o tradicional feriado de Ação de Graças nos EUA. O aumento foi de 3% em relação a 2016 e a expectativa para a temporada de Natal é de um incremento ainda maior.

Ainda assim, segundo a American Airlines, não há motivo para pânico. A companhia aérea tranquilizou seus passageiros e garantiu que todos os horários e datas de voos serão cumpridos à risca.

via Canaltech

Deixe uma resposta