Exclusivo: os malwares que mais atacam o Brasil

A TrendMicro enviou ao TecMundo uma pesquisa que detalha as principais ameaças digitais que o Brasil sofreu durante os primeiros seis meses de 2017. Como resultado, as ameaças mais frequentes são as seguintes: aplicativos mobile maliciosos, ransomware, adware, exploit kits, malware e online banking malware.

É interessante notar que o Brasil é o segundo país analisado que mais sofre com ataques de ransomware, ficando atrás apenas dos Estados Unidos — a pesquisa se baseou em 15 países. E, mesmo assim, são taxas próximas de ataques: 12% para o Brasil e 15% para os EUA.

O Brasil é um dos países mais “profissionais” no que toca fraudes bancárias online

Além do ransomware, o adware é muito presente no Brasil. “O Adware mais visto em atividade no Brasil é o OpenCandy: a Trend Micro detectou mais de 12 mil casos durante o período analisado. O principal problema deste adware é que, durante sua execução, pode ser instalado um spyware ou pode tornar a instalação de programas do PC da vítima, mais lentos”, disse a pesquisa. “O worm Downad, conhecido também por Conficker e Kido, é o malware mais difundido ultimamente. O Brasil é um dos primeiros do ranking, com cerca de 20 mil casos detectados.

Benchmark em fraude bancária

O Brasil é um dos países mais “profissionais” no que toca fraudes bancárias online. A pesquisa identificou isso, indicando que entre os setes países da América Latina que foram analisados, o Brasil é responsável 88% dos malwares que afetam leitores de cartão de créditos e caixas (os ataques de ponta de venda).

Nos primeiros seis meses deste ano, mais de 6 mil ataques de internet banking foram registrados. “Um dos malware bancários mais populares é o KAISER: sempre que o usuário de um sistema infectado visita o site de um dos bancos-alvo, são registradas as teclas digitadas. O surgimento de ataques e-banking podem ter uma explicação devido à grande taxa de adoção de banco online no país. A Trend Micro observou que apps de Android por exemplo, foram configurados para pagar por créditos pré-pagos com credenciais roubadas de cartões de crédito”.

  • Para se proteger: nunca baixe apps ou softwares de lojas desconhecidas ou fora da loja oficial da Google/Apple/Microsoft (smartphones), também não baixe arquivos de links desconhecidos. Mantenha o sistema atualizado e um programa/app antivírus para a segurança do seu dispositivo

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *