Engenheiro da Apple é demitido depois de filha publicar vídeo do iPhone X

Os vazamentos que precedem o anúncio de um novo iPhone são tão comuns que parece que a Apple não se importa com eles. Mas se importa, sim. A companhia tem regras rígidas para evitar que detalhes sobre produtos se tornem públicos antes da hora. O descumprimento das normas pode resultar até em demissões. Foi o que aconteceu com um engenheiro depois que filha dele fez um “hands-on” do iPhone X.

iPhone X

Brooke Amelia Peterson é filha de Ken Bauer, engenheiro especializado em comunicação sem fio que trabalhava na Apple desde agosto de 2013. Na semana passada, a garota publicou um vlog em seu canal do YouTube mostrando o que deveria ter sido apenas um almoço com seus pais. O problema é que, no vídeo, ela exibe o iPhone X que Bauer, por ser engenheiro da Apple, usa — o aparelho só vai ser lançado oficialmente em 3 de novembro.

O problema começa, na verdade, quando Brooke encontra o pai no campus da Apple, em Cupertino. Ela mostra o encontro, assim como a ida deles para um café no local. Só que a Apple proíbe filmagens em suas dependências, mesmo em espaços de acesso comum, como restaurantes.

Aparentemente feliz com a visita, Bauer descreve o campus enquanto a filha grava. Ela mostra até o momento em que o pai imprime um adesivo de identificação que vai servir de crachá (as empresas também não costumam permitir gravações desse tipo de procedimento). Segundos depois, ela mostra Bauer fazendo pagamento de um pedido no Caffè Mac via Apple Pay com o iPhone X.

iPhone X

Quando eles vão para a mesa, Bauer passa o iPhone X para Brooke, que começa então a mostrar alguns detalhes do smartphone — ela chega a esclarecer que o modelo deve ser chamado de iPhone “dez”, não “xis” (traduzindo para o português).

O canal de Brooke não tem nem 10 mil inscritos, mas o privilégio de ter acessado o iPhone X antes de todo mundo fez o vídeo explodir no YouTube. Rapidamente a Apple descobriu a filmagem. O resultado foi este: no último sábado (28), a garota publicou outro vídeo, mas para relatar que seu pai havia sido demitido por causa da publicação. O vídeo original foi apagado, mas cópias já apareceram.

Muita gente se pergunta se a Apple não foi radical demais. Brooke explica, no segundo vídeo, que liberou a gravação apenas depois de o iPhone X ter sido anunciado e de muita gente ter feito vídeos sobre o aparelho. Por conta disso, ela não imaginou que o vídeo fosse trazer problemas para o pai. “Quando você trabalha para a Apple, não importa quão bom você é. Se você infringir uma regra, eles simplesmente não vão tolerar”, ela comenta.

A posição da Apple é compreensível. Regras como essa visam impedir que detalhes importantes sejam revelados. Por ser de um engenheiro, o aparelho pode conter recursos que ainda não foram liberados e até informações confidencias. De fato, Brooke chega a mostrar um app de notas que poderia conter dados críticos.

Por outro lado, é difícil não lamentar o ocorrido, mesmo com pai e filha dizendo que compreendem a decisão da companhia: apesar de o erro ser grave, ficou claro que Bauer estava contente com a visita e, acima de tudo, orgulhoso com o projeto do iPhone X.

Até o momento, a Apple não comentou o assunto.

Com informações: Business Insider

Engenheiro da Apple é demitido depois de filha publicar vídeo do iPhone X

via Tecnoblog

Deixe uma resposta