Apple ainda é influente, mas não é mais a queridinha dos Estados Unidos

Uma pesquisa conduzida pelo The Verge em parceira com a consultoria Reticle Research revelou que a Apple não é mais a empresa queridinha da América, perdendo terreno para gigantes como Facebook, Microsoft, Google e Amazon no que diz respeito a inspirar a paixão e a confiança nos consumidores.

O estudo foi realizado entre setembro e outubro deste ano, entrevistando 1.520 pessoas. Quando os pesquisadores perguntaram o quanto as pessoas gostam de usar os produtos e serviços dessas empresas, a Maçã ficou no último lugar entre as cinco gigantes da tecnologia. Já entre o grupo de pessoas que avaliou os produtos e serviços negativamente, a Apple ganhou do Facebook, ficando atrás da Amazon, Google e Microsoft.

Quanto à quantidade de pessoas que recomendaria os produtos da Apple para seus amigos e parentes, a companhia de Cupertino ficou atrás da Google e da Amazon, com 80% de recomendações, enquanto as rivais atingiram os 90%. 15% dos entrevistados disseram que "não recomendariam de maneira nenhuma" os produtos da Apple para seus colegas.

Ainda, no que diz respeito à confiança que as marcas tecnológicas passam aos usuários, a Apple ficou no meio do ranking, sendo que a marca mais confiável foi apontada como a Amazon. E quanto à paixão que é inspirada pelas empresas ao consumidor, a Maçã ficou em último lugar, mostrando que menos de 40% das pessoas não se importariam muito caso a companhia e seus produtos desaparecessem amanhã, enquanto 20% declararam que não se importariam nem um pouco com o fim da Apple.

Vale ressaltar que há uns bons anos a empresa chefiada por Tim Cook não oferece verdadeiras inovações ao mercado, o que deixa os fãs antigos da marca bastante decepcionados. Já o consumidor mais jovem, acaba se atraindo pelos lançamentos de empresas como Google e Amazon no que diz respeito a aparelhos eletrônicos, e Google e Facebook para serviços na internet. Ainda assim, uma pesquisa recente da CNBC mostrou que 64% dos norteamericanos possuem pelo menos um produto da Maçã, revelando que, apesar da decepção geral do público mais exigente, a "grife" ainda faz parte do cotidiano da maioria das pessoas do país.

via Canaltech

Deixe uma resposta