O que os reviews dizem sobre Super Mario Odyssey

Parece que 2017 está sendo um ano excelente para os gamers, principalmente para os fãs da Nintendo. Após o enorme sucesso de The Legend of Zelda: Breath of the Wild, chega às lojas nesta sexta-feira (27) Super Mario Odyssey, a primeira aventura solo exclusiva do bigodudo mais querido do mundo para o Nintendo Switch.

Como era esperado desde o seu anúncio, Super Mario Odyssey está cotado para ser um dos grandes candidatos ao melhor jogo do ano. Pelo menos é o que dizem os reviews dos principais sites especializados no assunto, recheados de scores perfeitos e notas 10/10, ★★★★★ e 100.

Carta de amor à série

Praticamente todas as análises publicadas hoje sobre o game chegaram à mesma conclusão: Super Mario Odyssey é um dos melhores jogos da franquia.

Muitas deram destaque à principal novidade do game: a mecânica de “possessão” de outras criaturas e objetos utilizando o Cappy, o carismático chapéu onisciente que se une a Mario para ambos salvarem suas donzelas das garras de Bowser.

Para o IGN, a maneira como essa mecânica se encaixa não só à jogabilidade – mudando a forma de jogar o game e de vencer cada desafio – mas também com todo o histórico de roupas especiais que o Mario utilizou em sua “carreira”, é capaz de deixar o jogador com um sorriso no rosto durante as mais de 16 horas da campanha principal.

Quase todas as análises lidas para este post, como a do Gamespot, fizeram questão de citar que Super Mario Odyssey é a “sequência de Super Mario 64 que os fãs queriam”. Tal qual seu predecessor, lançado em 1996, o novo game também é jogado em um mundo aberto totalmente 3D, com uma variedade enorme de mundos para serem explorados, objetos para serem coletados e segredos para serem descobertos.

Conteúdo interminável

E se engana quem pensa que a aventura de Super Mario Odyssey acaba depois dos créditos. Um ponto destacado pelo GiantBomb foi a quantidade de conteúdo disponível após o término da campanha principal. São mais de 800 “luas” para serem coletadas, e vários jornalistas terminaram o game coletando apenas cerca de 20% delas. Estas luas são a “base” do jogo e um dos principais objetivos do game, sendo utilizadas para desbloquear novas áreas e desafios para Mario e seu amigo Cappy.

As críticas

Entre as inúmeros notas máximas e recomendações, algumas análises fizeram questão de citar os poucos problemas encontrados em Super Mario Odyssey.

A IGN, por exemplo, citou o controle da câmera, que em determinados momentos pode atrapalhar um pulo ou ataque a um chefão. Já um dos editores do Polygon não gostou de alguns momentos em que foram exigidos comandos mais complexos, como apertar três botões ao mesmo tempo, ou utilizar os sensores de movimento no Pro Controller.

Um dos melhores da história da franquia

Porém, nada disso impediu que Super Mario Odyssey fosse aclamado como um dos melhores jogos do ano, e talvez um dos melhores de toda a história da franquia. Agora, só nos resta saber se o público terá a mesma experiência que os jornalistas especializados e também irá tirar o chapéu para Super Mario Odyssey.

E você, conhece o Mario e também está ansioso por mais uma aventura do ex-encanador mais famoso do mundo?

O que os reviews dizem sobre Super Mario Odyssey

via Tecnoblog

Deixe uma resposta