Facebook quer exibir apenas publicações pagas no seu feed de notícias

O Facebook testa novos formatos publicitários a todo tempo, mas uma recente alteração pode complicar a vida de muitos publishers. A rede social lançou na semana passada para todo mundo um feed de notícias secundário chamado Feed de Exploração, que apresenta publicações de páginas que o usuário não segue, algo similar ao que acontece no campo buscar do Instagram. Até aí, tudo bem, uma baita oportunidade de aumentar o alcance de suas publicações, não é mesmo?

O problema é que em seis países essa nova função fez com que as publicações das páginas não constassem mais no feed de notícias principal. Isso significa que para aparecer no feed principal, agora só pagando. Esse teste pode prejudicar bastante as estratégias digitais de grandes publicações. Sites como BuzzFeed, Tasty, entre outros, cresceram principalmente através de publicações virais gratuitas no feed de notícias do Facebook. Agora, se de fato essa mudança se consolidar, os publishers podem ter de pagar para alcançar os mesmos resultados. Enquanto isso, a empresa de Mark Zuckerberg espera vitaminar ainda mais a publicidade da rede social.

Até o momento Eslováquia, Sri Lanka, Sérvia, Bolívia, Guatemala e Camboja estão recebendo este teste. E o resultado está sendo devastador para as páginas. As interações nas 60 principais fan pages eslovacas, por exemplo, caíram drasticamente, conforme o gráfico abaixo.

Gráfico mostra queda em visualizações de post nas principais páginas da Eslovaquia

Como é um teste, obviamente, o Facebook poderia melhorar esses números, incentivando os usuários a navegarem entre os dois feeds existentes. Temos como exemplo o Discover do Snapchat, que faz o mesmo papel que o Feed de Exploração do Facebook, porém tem uma curadoria maior sobre o conteúdo. 

Um porta-voz do Facebook disse que a mudança se originou a partir de reclamações de usuários que queriam "uma maneira mais fácil de ver postagens de amigos e familiares" e por isso estão testando separar estas publicações em dois feeds diferentes. 

O fato é que a rede social de Zuckerberg quer expandir suas possibilidades de publicidade. Com dois feeds, é possível equilibrar melhor a quantidade de anúncios exibidos em toda a plataforma.

O Facebook também publicou uma nota em seu blog dizendo que não tem planos de expandir o teste para outros mercados, mas não falou sobre quais as chances de isso ser, de fato, adotado num futuro próximo.

via Canaltech

Deixe uma resposta