O que dizem os reviews sobre o Pixel 2 e Pixel 2 XL

Ainda que a possibilidade do Pixel 2 e Pixel 2 XL virem para o Brasil seja mínima, é importante ver como os novos flagships do Google estão se saindo nos reviews. Eles têm câmeras melhores e outras atualizações no hardware, como resistência à água e um recurso de apertar as laterais do dispositivo para acionar o Google Assistente.

E o que dizem as análises do Pixel 2? No geral, ambos os lançamentos do Google continuam muito bons no que já faziam bem, como tirar fotos excelentes e oferecer ótimo desempenho, mas ainda há alguns deslizes na bateria e no design.

Foto: CNET

Design não impressiona, mas é ergonômico

A principal diferença é que agora o Pixel 2 e o Pixel 2 XL estão mais… diferentes. Na geração anterior, a tela e a bateria eram as únicas mudanças de um celular para outro. Agora, eles não se parecem tanto, afinal, são feitos por empresas distintas. A HTC fabrica o Pixel 2 e a LG faz o Pixel 2 XL, que não só tem uma tela maior, mas também menos bordas laterais.

Segundo Dieter Bohn, do The Verge, esse design dá a impressão que o Pixel 2 é feito de plástico, mas também ajuda o celular a ter mais ergonomia. “O Google pegou o que poderia ter sido um design visualmente impressionante e o cobriu em nome da ergonomia. Eles literalmente fizeram com que um celular de metal se parecesse com um de plástico”, diz.

Outro deslize no design foram os alto-falantes na parte frontal do aparelho. O The Verge disse que esse detalhe deixa o celular mais alto e menos elegante; o Engadget concorda. “Apesar de as bordas servirem para alguma coisa desta vez, elas ainda fazem com que o Pixel 2 pareça e sinta como um celular ultrapassado”, afirma Chris Velazco.

Foto: Gizmodo

E o recurso de apertar o celular, emprestado do HTC U11? David Pierce, da Wired, se irritou com a novidade. Quando ele deixou a sensibilidade no mínimo, o Google Assistente foi acionado acidentalmente em seu bolso. Quando ele a aumentou, precisou apertar o celular com muita força para o comando ser reconhecido. “Tenho certeza que há um meio-termo em algum lugar, mas eu ainda não o encontrei”, disse.

Sam Rutherford, do Gizmodo, tem sentimentos mistos sobre este celular apertável. Para ele, um novo jeito de interagir com o celular é bem-vindo, mas o Google repetiu erro da Samsung com o botão da Bixby: não é possível mudar o comando, que só ativa o Assistente. Rutherford disse preferir uma função mais customizável.

A falta da entrada para fones de ouvido também foi muito criticada em todos os reviews. “Para ser justo, o Google trabalhou com algumas fabricantes de fones de ouvido sem fio para melhorar o processo de pareamento Bluetooth […] mas a tendência [de tirar a entrada de 3,5 mm] ainda é revoltante.”, diz o Engadget.

A crítica, engrossada pelo The Verge, vem principalmente porque o Pixel 2 não vem com fones de ouvido na caixa, só um adaptador de USB-C para conector de 3,5 mm.

Câmera é excelente, mas não é perfeita

E a câmera, que tirou 98 pontos no DxOMark, conhecido por analisar câmeras de smartphones? Continua sendo excelente, mas tem cores mais pálidas e desliza em baixa luz quando comparada com os concorrentes.

Foto: The Verge

“As fotos do Pixel 2 são muito mais nítidas que as do iPhone 8 e do Note 8 – até demais em alguns casos. […] Quando você olha para todas as imagens lado a lado, é inegável que as do celular da Samsung são extremamente supersaturadas; o iPhone 8 tem fotos mais naturais, enquanto o Pixel 2 faz imagens mais suaves”, diz o The Verge.

O Gizmodo traz algumas fotos para servir de exemplo:

Foto: Gizmodo

“Embora a imagem do Galaxy S8 seja boa, […] o Pixel 2 fez uma foto melhor, capturando um laranja mais rico e mais detalhes nas hastes nodosas [das abóboras]”, comentou Sam Rutherford sobre a imagem acima.

Foto: Gizmodo

“Essa é mais acirrada, mas eu dou uma pequena vantagem para o Pixel porque, embora as cores do iPhone 8 sejam mais ricas, o Pixel 2 evitou estourar os objetos no fundo da foto”, continuou.

Foto: Gizmodo

Porém, no escuro, o iPhone ganha. “Nem o HDR+ do Pixel 2 consegue salvar”, diz Rutherford. Segundo o Gizmodo, as cenas com baixa iluminação “são onde o hardware do Pixel 2 atinge seu limite, o que resulta em imagens mais suaves, sem detalhes [ou seja, menos nítidas] e normalmente com mais ruído do que você normalmente encontraria em seus competidores”.

O modo retrato, no entanto, é um diferencial – ainda mais se você considerar que nenhum dos smartphones Pixel têm duas câmeras.

Essa foi com a câmera frontal. Foto: Engadget.

Essa, com a câmera traseira. Foto: The Verge.

“O diferencial aqui é que o Google está muito melhor em reconhecimento computadorizado”, pegando “dados de profundidade do sensor Dual Pixel”, avalia Dieter Bohn, do The Verge. “A habilidade do Google em aprendizagem de máquina significa que imagens no modo retrato do Pixel 2 fazem um trabalho melhor em recortar o cabelo do que o iPhone 8 ou o Note 8”, completa.

Desempenho ótimo, bateria nem tão boa assim

Não tem muito segredo no desempenho: ambos são “incrivelmente rápidos”, segundo o Engadget. “Parte dessa rapidez é claramente graças ao Snapdragon de ponta que o Google colocou [no Pixel], mas os créditos também são de algumas otimizações de desempenho sob o capô”, diz Chris Velazco.

Pra quem gosta de benchmarks. Foto: Engadget.

O The Verge concorda: “Além de preferir [o Android puro] esteticamente, percebi que a versão do Android do Google tende a rodar melhor que a da Samsung ou da LG”.

E a bateria? Não é muito boa no Pixel 2, por ser “significativamente menor” que a do Pixel 2 XL. “Em nossos testes, a bateria do Pixel 2 durou apenas 8 horas e 59 minutos, 15 minutos a menos do que as 9h12min do Galaxy S8 e mais de duas horas a menos do que a marca de 11h17min do Pixel 2 XL”, avaliou o Gizmodo.

Chris Velazco, do Engadget, teve outra experiência; para ele, a bateria dos dois modelos foi o suficiente para augentar mais de um dia. “Você provavelmente consegue aumentar a autonomia para um dia e meio se usar o smartphone com moderação”, principalmente se você estiver com o Pixel 2 XL. O modelo maior aguenta até dois dias, segundo Velazco.

O melhor Android do ano, de novo

Foto: The Verge

No geral, a avaliação dos novos smartphones do Google foi muito boa. “Afirmo com segurança que o Pixel 2 e o Pixel 2 XL são os melhores Androids que usei em todo o ano (e olha que usei vários). Enquanto eu discordo com algumas decisões do Google, algo de especial acontece quando uma empresa tão inteligente quanto o Google toma as rédeas de como sua visão de smartphones deve ser realizada”, conclui o Engadget.

O review do Gizmodo foi mais duro, criticando o design e a bateria do Pixel 2. “A segunda geração do Pixel XL é bonita em um jeito simples e firme […]. Enquanto isso, o Pixel 2 comum parece que foi negligenciado”, afirma Sam Rutherford.

David Pierce, do Wired, disparou elogios para ambos os smartphones. “Como no ano passado, o Pixel 2 é o celular que acerta em todos os aspectos. Ele tem o melhor, mais esperto e mais confiável software. Ele é rápido e a prova d’água. […] Tá, ele não possui entrada para fones de ouvido, o que é ruim. Mas o Pixel 2 ainda é o celular que eu recomendaria”, diz.

“No ano passado, eu disse que o primeiro Google Pixel era o melhor celular no planeta. Estou propenso a afirmar isso novamente, mas só porque o iPhone X [ainda] será lançado em duas semanas”, completou Pierce.

O que dizem os reviews sobre o Pixel 2 e Pixel 2 XL

via Tecnoblog

Deixe uma resposta