Microsoft libera navegador Edge em beta para Android

A Microsoft enfim reconheceu que o Windows não tem futuro em smartphones. Por isso, ela vem se esforçando em levar seus produtos às plataformas do Google e da Apple. O mais recente é o navegador Edge, que está em beta no iOS — e agora também no Android.

Você pode testar o Microsoft Edge para Android através deste link para a Play Store. Não adianta usar a busca, porque o app não está listado.

Após instalar o app — são cerca de 170 MB — você será convidado a fazer login com sua conta Microsoft; isto é opcional. Depois, o Edge sugere que você compartilhe seu histórico de navegação com a Microsoft; toque em “Not Now”. A interface está apenas em inglês por enquanto.

O visual é bem semelhante ao Google Chrome, com a barra de busca/endereço e links para os sites que você mais acessa. Há também um botão de microfone para fazer buscas por voz (em inglês) e um leitor de QR codes.

Quando um site estiver aberto, a barra de endereços fica no topo — não na parte inferior, como no Windows 10 Mobile. Deslize-a para baixo, e o navegador mostra as abas abertas. Você também pode tocar no botão Tabs na barra inferior.

O recurso mais bacana do Edge é enviar links para o PC. Você precisa usar o Windows 10 Fall Creators Update, ir em Configurações > Telefone e vincular seu smartphone.

Depois, no Android, toque no botão da barra inferior, selecione seu PC e o link é aberto instantaneamente no computador. Você também pode tocar em “Continue later”; isso envia o link para a Central de Ações. Em ambos os casos, o Edge será aberto, mesmo que não seja o navegador padrão no Windows 10.

Você também pode usar abas InPrivate para navegação sem deixar rastros; mudar o buscador padrão do Bing para o Google; e configurar o Edge como seu navegador padrão no Android — algo que o iOS não permite.

Futuramente, o Edge para Android vai sincronizar seus favoritos e lista de leitura; por enquanto, isso não funciona.

No iOS, navegadores web têm que usar a engine do Safari; enquanto no Android, eles podem usar suas próprias engines. Para ter uma ideia do desempenho, eu rodei dois benchmarks no Moto Z2 Force; estes foram os resultados (maior é melhor):

  • Basemark, desempenho geral: 208,79 (Edge), 240,92 (Chrome)
  • JetStream (da Apple), desempenho em JavaScript: 66,619 (Edge), 64,213 (Chrome)

As páginas que eu testei carregam bem no Edge para Android, então vale a pena testar — mesmo que a sincronização de favoritos ainda esteja faltando.

Microsoft libera navegador Edge em beta para Android

via Tecnoblog

Deixe uma resposta