Como os apps de transporte exclusivamente femininos lidam com a transexualidade?

Recentemente, publicamos uma relação dos aplicativos de transporte urbano que permitem escolher uma motorista mulher. Apps como 99, Play Táxi e Yet GO não são exclusivamente femininos, mas têm em suas preferências a opção de o usuário escolher ser atendido por uma mulher, se assim o desejar. Mas há um novo nicho neste mercado que vem oferecendo o serviço de transporte via táxi ou carro particular somente para usuárias do gênero feminino – tudo em nome da segurança, não somente das passageiras, bem como das motoristas, que constantemente sofrem assédio durante o trabalho.

Mas ser mulher vai muito além do que dizem nossos genitais e documentos e, então, surgiram algumas dúvidas: como esses apps que somente permitem o cadastro de usuárias mulheres lidam com a transexualidade? Mulheres trans podem usar o serviço? E como essas empresas lidam com mulheres transexuais que ainda não conseguiram alterar seu nome e gênero em seus documentos?

Decidimos conversar com quatro aplicativos que somente atendem a usuárias mulheres para entender melhor como eles lidam com a delicada questão da transexualidade. Afinal, o Brasil é o país que mais mata travestis e transexuais em todo o mundo, e essas pessoas precisam de meios seguros para se locomover pelas ruas da cidade.

FemiTaxi

Operando nas cidades de São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro, Goiânia e Belo Horizonte, o cadastro para usar FemiTaxi exige apenas nome, e-mail e telefone. Sendo assim, um usuário do gênero masculino até pode se cadastrar, quando desejar pedir uma corrida para sua esposa ou filhas, por exemplo. Mas Charles-Henry Calfat, CEO da empresa, faz questão de frisar que "é imprescindível que tenhamos os cuidados necessários para que tenhamos apenas mulheres utilizando o serviço, tanto como motoristas quanto usuárias".

Perguntamos como as motoristas fazem caso, ao chegar ao local do chamado, se deparem com um passageiro homem, e ele nos contou que a motorista questiona se o passageiro será mesmo aquele homem, somente aceitando a corrida caso ele esteja acompanhado de uma mulher ou criança. Mas, voltando ao assunto da transexualidade, o CEO afirmou que "o FemiTaxi é a favor da diversidade, e se a pessoa se considera mulher, ela é muito bem-vinda".

Quanto à questão dos nomes de registro, o app aceita o registro em nomes masculinos; portanto, mulheres trans e travestis que ainda não conseguiram alterar seus documentos podem usar o aplicativo sem nenhum tipo de problema por conta disso. Apenas para quem deseja se tornar motorista do app, a documentação com o gênero feminino é exigida. Sim, mulheres transexuais podem se tornar motoristas do FemiTaxi, e o executivo disse que "ainda não temos uma motorista trans, mas queremos muito que isso aconteça".

Táxi Rosa

Este app, que funciona na cidade do Rio de Janeiro, trabalha com taxistas regulamentadas pela prefeitura local e, quanto às passageiras, a empresa explicou que a Táxi Rosa não atende somente mulheres, mas, sim, toda a sua família. Sendo assim, uma mulher pode fazer o chamado por um carro para seu marido e filhos, mesmo que o app seja exclusivamente feminino.

Já com relação à questão de mulheres trans, a Táxi Rosa explicou que ainda não precisou lidar com nenhum caso envolvendo a transexualidade, mas se mostrou bastante interessada no assunto, pois não desejam excluir nenhuma mulher que precise de um transporte seguro nas ruas cariocas.

Venuxx

Operando na capital gaúcha, o Venuxx exige que a passageira informe o CPF, além de nome e telefone para o cadastro. "Vale o que está no CPF", de acordo com a empresa e, portanto, para que uma passageira transexual possa usar o aplicativo, é preciso estar com sua documentação devidamente atualizada de acordo com o nome social e gênero, não sendo possível finalizar o seu cadastro se ainda estiver usando um nome e gênero masculino em seus documentos.

OBS: Entramos em contato também com o Lady Driver, um dos principais apps exclusivos para mulheres na cidade de São Paulo, mas não obtivemos resposta em tempo do fechamento desta matéria. Atualizaremos o texto com as informações do Lady Driver em breve!

via Canaltech

Deixe uma resposta