Goku na sua casa! Holobox esta disponível para financiamento no Kickstarter

Goku, Vegeta, Sasuke, Pikachu em holografia na sua casa! É o que está cada dia mais próximo de acontecer. A startup brasileira Holobox lançou seu produto no Kickstarter, o maior site de crowdfunding do mundo.

O Holobox surgiu através de um vídeo publicado no YouTube em 2015, onde aparecia o Goku acumulando Ki para soltar o famoso “Kamehameha”. Os efeitos especiais criados pela caixa fizeram com que o clipe viralizasse na internet, atingindo mais de 3,4 milhões de visualizações em todo mundo. Além da grande quantidade de views, o produto foi comentado em diversos canais, como Le Monde, Kotaku, 9GAG e aqui no TecMundo. Já nessa época a novidade atraiu diversos interessados.

VIDEO

Depois de dois anos de pesquisas e crescimento da empresa, que hoje já possui uma sede nos Estados Unidos, o produto será lançado para o mercado como a experiência de holograma em casa.

Equipe Holobox

O objetivo é arrecadar mais de US$ 150 mil (aproximadamente, R$ 470 mil). Esse valor será destinado à viabilização da produção indústria, licenças e desenvolvimento do software. O valor mínimo para receber um Holobox em casa é de US$ 599 (aproximadamente, R$ 1,8 mil). A empresa pretende começar a enviar os boxes a partir de janeiro de 2018.

Muito além da holografia

O Holobox não oferece apenas a holografia através dos princípios físicos de ótica. Nesta versão que está no Kickstarter, o produto emite sons, possui memória interna com 15 hologramas pré-definidos, conectividade WiFi, bluetooth e processador com  quatro núcleos de 1200 MHz.

Faz parte do projeto o desenvolvimento de um app para smartphone para controlar as holografias, a criação de mais hologramas através de sugestões dos usuários e plataforma web para desenvolvimento público de hologramas.

Elsa Frozen holograma

Para adquirir o Holobox, ou apenas ajudar com o projeto, basta acessar o site. O projeto estará disponível até às 18 horas do dia 12 do mês de outubro e só será produzido caso alcance o valor mínimo estipulado pela empresa.

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: