Venda de PCs no Brasil cresce 5% durante o segundo trimestre

Há uma impressão geral de que o mercado de computadores pessoais está em franca retração, especialmente pela popularização dos smartphones. Vez ou outra, porém, os números vêm contrariar essa visão, com é o caso do último relatório da IDC Brasil sobre a venda de PCs por aqui. Segundo dados divulgados pelo instituto, a comercialização de desktops e notebooks cresceu 5% no segundo trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2016.

Enquanto ano passado foram vendidos 1,182 milhão de máquinas entre abril e junho, neste ano, o mesmo intervalo de três meses registrou a venda de 1,243 milhão. Apesar do aumento no volume de vendas, a arrecadação de R$ 2,7 bilhões do setor foi 6% menor do que a receita do segundo trimestre de 2016.

Se a comparação é feita em relação ao primeiro trimestre de 2017, entretanto, os números são todos positivos: enquanto as vendas aumentaram 12%, a receita do setor ao longo do segundo trimestre cresceu 14%.

Desktops e notebooks

Segundo o IDC Brasil, foram vendidos 396 mil desktops durante o segundo trimestre deste ano — queda de 10% em relação ao mesmo período de 2016, no qual foram vendidas 438 mil unidades. Já a venda de notebooks aumentou entre abril e junho de 2017 em relação ao mesmo período do último ano: foram 847 mil contra 744 mil, crescimento de 14%.

Expectativa para o agregado do ano é que o mercado cresça 1,2% em 2017, aponta o relatório da IDC

Ainda de acordo com a IDC, foram vendidos 843 mil computadores para o consumidor doméstico, uma fatia de mercado de 68% e um crescimento de 6% em relação à quantidade de máquinas comercializadas no segundo trimestre do ano passado. O mercado corporativo também comprou mais PCs entre abril e junho de 2017 do que fez nos mesmos três meses em 2016. Foram 400 mil máquinas agora contra 387 mil no ano anterior, uma alta de 3%.

O valor médio pago por um computador pessoal no Brasil diminuiu no período mais recente: R$ 2.177 contra R$ 2.445, redução de 11%. Em relação ao início deste ano, o segundo trimestre apresentou um valor 2% menor no tíquete médio.

No agregado geral do ano, a IDC espera que o mercado feche 2017 vendendo 1,2% computadores a mais do que vendeu em todos os 12 meses de 2016.

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: