Inatel demonstra 5G nacional, que terá mais alcance fora de centros urbanos

Na última semana, o Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel) fez a primeira demonstração do 5G brasileiro, tecnologia que foi desenvolvida pela instituição com o apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Enquanto o resto do mundo foca no aumento da vazão, o instituto decidiu ampliar a abrangência da cobertura em nosso país.

A expectativa é de que a nova geração da internet móvel nacional resolva o problema de acesso à internet mais disponível apenas em centros urbanos, levando o sinal para áreas rurais e também regiões de baixa densidade populacional.

O Inatel usou um novo modelo de operações de redes 5G, usando o transceptor MIMO-GFDM Flexível, que foi desenvolvido pelo órgão e reduz a interferência nos canais adjacentes, se comparar com as técnicas convencionais, conseguindo transmitir ainda mais dados sem causar interferência de maneira que hoje não é possível com o 4G.

Atualmente, o raio de cobertura é de 5 a 10 km, e o novo 5G nacional aumentará esse raio para 50 quilômetros. Agora, a próxima etapa é um teste em campo real, que deve acontecer até o mês de novembro, e o Inatel pretende realizar esse teste em uma área rural de Santa Rita do Sapucaí, em Minas Gerais.

Para Gilberto Kassab, ministro do MCTIC, com a nova tecnologia o Brasil vai contar com uma internet móvel de alta qualidade, deixando pouco a desejar a qualquer outro país. “O 5G democratiza e amplia o acesso à internet. Além disso, nos dá oportunidade de expandir a agricultura de precisão e de melhorar a qualidade dos serviços públicos, principalmente de saúde e de educação”, declarou o ministro.

Espera-se que a solução já esteja no mercado no ano de 2022.

via Canaltech

Deixe uma resposta