Motorista Uber ataca passageira com arma de choque no Rio de Janeiro

Na madrugada de sábado (19), em Copacabana (RJ), um motorista da Uber atacou uma passageira com uma arma de choque. De acordo com o Extra, a executiva de contas Roberta Pereira voltava para casa às 3h50 quando chamou um motorista pelo aplicativo. Após carregar a bateria de seu smartphone no banco da frente, ao chegar no destino, Roberta teria sido atacada com o taser e o motorista em questão também teria roubado o celular da executiva.

O caso foi registrado na 13° DP em Copacabana e a delegada Cristiana Oronato Miguel Bento já pediu à Uber os dados do motorista, que tem o nome Werther registrado no app, mora em Nova Iguaçu (RJ) e dirige um Ford Fiesta Sedan.

A polícia vai seguir com as investigações e a executiva de contas agredida comentou que vai processar a Uber

“Ele foi gentil oferecendo o carregador, mas depois disso, ficou a viagem toda quieto, não falou mais nada. Quando estávamos chegando ao meu endereço, ele passou da minha portaria, aí eu disse ‘moço, o senhor passou’. Então, ele já gritou que daria ré, mas fez isso de forma brusca e eu achei estranho. Mas agradeci, abri a porta e pedi o meu celular. Foi aí que ele veio pra cima de mim, achei que ele ia me agredir. Essa cena não sai da minha cabeça

Segundo o Extra, Roberta teve escoriações pelo corpo, além de contar com hematomas no rosto e braços, provocados por uma queda.

“As pessoas estão me atacando pela internet dizendo que eu devia estar bêbada ou não quis pagar pela corrida, isso é mentira. Mas, mesmo que eu estivesse extremamente bêbada, nada justifica uma agressão, ainda mais à uma mulher. Todas as propagandas falam para, se dirigir, não beber. Eu segui as recomendações, fiz o certo e fui agredida. A dor pode até passar, mas as cenas dele me atacando não saem da minha cabeça”, comentou Roberta.

Vítima (Foto: Extra)

A polícia vai seguir com as investigações e a executiva de contas agredida comentou que vai processar a Uber. Por outro lado, a companhia respondeu que “o motorista foi banido da plataforma” e que “a Uber vai ajudar as autoridades nas investigações”.

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *