Desligue sua internet para ler este manifesto sobre uma vida menos conectada

Criado pelo engenheiro de softwares da Formidable, Chris Bolin, este manifesto exibe um conteúdo que somente pode ser acessado quando você estiver offline. É isso mesmo: uma página publicada na internet pede que sua conexão seja desligada para que você leia o texto.

Nele, seu autor diz que as notificações de aplicativos em nossos smartphones minam nosso foco com relação ao que realmente é importante, mas que o verdadeiro problema não é a tecnologia, mas, sim, nossa própria mente. Para Bolin, é o usuário quem deve aprender a focar no que importa, e, para isso, é essencial passar algum tempo desconectado em seu dia-a-dia.

O engenheiro acredita que, se quiser aproveitar 100% algum conteúdo que viu enquanto estava online, o usuário precisa eliminar as distrações que a vida conectada oferece, como notificações, vídeos relacionados e o Feed do Facebook. E apps como Netflix e Spotify já permitem fazer o download de conteúdos que sejam do seu interesse, para curti-los quando estiver offline.

Confira, na íntegra, a tradução do manifesto para uma vida menos conectada:

”2017. 2 minutos de leitura.

Você quer ser produtivo? Basta desligar, pois manter uma conexão constante com a internet é manter uma conexão constante com interrupções, tanto externas como internas.

As interrupções externas são uma legião e bem documentadas: você tem uma nova mensagem no Gmail, Slack, Twitter, Facebook, Instagram, Snapchat, LinkedIn. Amigos, familiares, colegas de trabalho e spammers: cada um tem acesso direto à sua preciosa atenção.

Mas são as distrações internas verdadeiramente perniciosas. Você pode silenciar as notificações do Twitter e sair do Slack, mas como você impede sua própria mente de descarrilar você? Passei horas capturado em teias da minha própria curiosidade. O mais perigoso é o capricho dividido, a propósito do nada: ”Eu me pergunto qual é o segundo idioma mais falado?” Aqueles 500 milisegundos poderiam mudar seu dia, porque nunca é apenas uma pesquisa no Google, apenas um artigo da Wikipédia. A desconexão da internet faz um curto-circuito desses caprichos, permitindo que você se mova sem embaraços. (É o espanhol, por sinal).

Esta página em si é um experimento nesta veia: e se certo conteúdo nos obrigasse a desconectar? E se os leitores tivessem acesso a essa gloriosa atenção que faz devorar um romance por horas de uma forma tão gratificante? E se os criadores pudessem emparelhar isso com o poder dos aparelhos modernos? Nossos telefones e laptops são incríveis plataformas para novos conteúdos – se apenas pudéssemos aproveitar nossa própria atenção.

O conteúdo off-line apenas obrigaria os criadores a pensar de forma diferente. Olhe para esta página: não há um único link, nenhuma oferta de nota de rodapé para distrair os leitores. Quantos bons artigos você deixou a metade da leitura porque você caçou um cintilante link sublinhado?

Quando você está offline, aqui é o único lugar que você pode estar.

Eu já posso ouvir os gemidos: ”Mas eu tenho que estar online para o meu trabalho.” Eu não ligo. Crie tempo. Aposto que o que o torna valioso não é a sua capacidade para o Google, mas a sua capacidade de sintetizar informações. Faça suas pesquisas on-line, mas crie off-line.

Agora volte para sua internet acessada regularmente. Apenas lembre-se de se dar um presente ocasional de desconexão.

Chris”

via Canaltech

Deixe uma resposta