Cachorros da Índia estão ficando azuis por conta de rio poluído

Cachorros da Índia estão ficando azuis por conta de rio poluído

A zona industrial de Nova Bombaim, no sudoeste do país, conta com quase mil indústrias. Quem sofre é o rio Kasadi, local de banho dos cães de rua da região

A versão indiana do Bidu vem diretamente de Nova Bombaim, no sudoeste do país. Mas, ao contrário do personagem criado por Mauricio de Souza, os bichos não nasceram dessa cor. Eles adquiriram o tom de azul quase radioativo, que você verá a seguir, por viverem próximo à zona industrial de Taloja, nos subúrbios da cidade.

A nova aparência dos cães tem assinatura das indústrias da região; há 977 delas por lá, entre farmacêuticas, químicas, de alimentos e do setor de engenharia. A consequência do progresso – e da falta de trato com os dejetos químicos das fábricas – é a poluição do rio local, chamado Kasadi. Quando vão dar uma volta nos arredores do rio em busca de comida ou para se refrescar, os cães de rua acabam entrando em contato com toda aquela sujeira despejada na água – e tingindo o próprio pelo com os produtos químicos durante o banho.

Segundo análises da Prefeitura Municipal de Nova Bombaim, o atual estado da água do Kasadi é preocupante, e longe do adequado para abrigar vida. A quantidade de oxigênio na água está bem abaixo do ideal. Já o nível de cloro, que é tóxico para a vegetação e mata os seres aquáticos, é mais alto do que deveria. Uma reportagem do jornal indiano Hindustan Times cantou a bola ainda no ano passado: a poluição do Kasadi era 13 vezes maior que o limite máximo recomendado.

A Thane Society, organização que atua na prevenção de maus-tratos aos animais, assumiu a tarefa de verificar a situação dos novos Smurfs. Até agora, foram descobertos cinco cachorros-azulados, mas estima-se que outros exemplares da fauna local também venham sofrendo o mesmo problema. A notícia mais recente é que um dos cachorros havia ficado cego de um olho – acredita-se, em decorrência do banho químico. A organização recolheu o animal e agora planeja realizar testes para entender melhor o que está causando os problemas, facilitando a identificação dos responsáveis pelos detritos.

Você pode os azulões em seu habitat natural neste vídeo, produzido pela BBC.

VIDEO

via Superinteressante

Deixe uma resposta