Hackers da Rússia invadiram eleições dos EUA em 39 estados

De acordo com a Bloomberg, a ação de hackers russos sobre as eleições norte-americanas foi muito maior do que se pensava. Segundo fontes anônimas e documentos da NSA (Agência de Segurança Nacional) vazados pelo The Intercept, os cibercriminosos atacaram os sistemas eleitorais de 39 estados dos EUA.

Ainda não há reivindicações sobre essas invasões, contudo, acredita-se que um grupo chamado Fancy Bear esteja por trás dos ataques. O relato obtido mostra o seguinte: os hackers russos conseguiram acessar as base de dados financeiras de campanhas e também tentaram apagar ou alterar dados de votações. Deste último, o caso mais proeminente aconteceu em Illinois, um dos 39 estados norte-americanos hackeados.

O presidente Obama sabia dos ataques e utilizou o telefone vermelho para alertar o Kremlin

Vale notar que as autoridades locais não acreditam que o resultado tenha sido alterado por causa dos russos, porém, na época, o presidente Barack Obama sabia do caso e reclamou diretamente com o Kremlin, governo russo, utilizando o “telefone vermelho”. Caso você não saiba, o “red phone” é uma linha direta entre Washington e Kremlin, na qual as lideranças de ambos os países podem negociar divergências de maneira segura e rápida.

Sobre o caso de Illinois, a primeira detecção de ataque aconteceu em julho de 2016. As autoridades norte-americanas descobriram uma brecha na base de dados de votos, e isso levou a uma investigação sobre acessos de IP e outros lastros digitais que serviu como pontapé inicial.

Segundo fontes anônimas do Bloomberg, há uma preocupação entre as autoridades norte-americanas sobre o que foi essa invasão que não alterou/modificou nada, apenas explorou as brechas. Essa preocupação, na verdade, toca no sentido de que tudo isso foi apenas uma preparação russa para um ataque mais agressivo no futuro.

Dados de votos nos EUA (David Ryder/Reuters)

O The Intercept, recentemente, divulgou documentos da NSA mostrando que a agência de inteligência militar russa GRU teve sucesso ao invadir os computadores de 122 funcionários do sistema eleitoral norte-americano.

O presidente russo, Vladimir Putin, negou veementemente qualquer tipo de envolvimento de seu governo com as invasões no sistema eleitoral norte-americano. Por outro lado, Putin já comentou que é “teoricamente possível” que hackers russos tenham buscado invadir sistemas norte-americanos, mas sem qualquer envolvimento governamental.

O ex-diretor do FBI disse que os hackers russos vão voltar a atacar os EUA

Neste semana, durante audiência, o ex-diretor do FBI James Comey alertou ao congresso norte-americano que os hackers russos vão voltar e o que o trabalho deles não acabou. Comey foi demitido no mês passado (05) pelo atual presidente dos EUA, Donald Trump, em um movimento polêmico.

Durante março, James Comey e o FBI investigavam a interferência da Rússia na campanha presidencial norte-americana. Na época, Comey disse que a investigação “investigava a natureza dos laços entre indivíduos associados à campanha de Trump e o governo russo e se houve alguma coordenação entre a campanha e os esforços da Rússia”.

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: