Steve Wozniak: ‘quando o assunto é IA, Google está muito à frente da Apple’

De Miami, EUA*

Na corrida para o desenvolvimento de novas ferramentas de inteligência artificial, o co-fundador da Apple, Steve Wozniak, acredita que o Google – e não a empresa que ajudou a criar – é quem está se dando melhor. Foi o que ele disse hoje no Emerge Americas, um evento que está acontecendo em Miami esta semana e tem como objetivo tornar-se o ponto de encontro de investidores, empreendedores, líderes do governo e todo o ecossistema de startups da América Latina.

Em uma keynote mediada pela apresentadora da CNBC, Melissa Lee, ele foi perguntado sobre os rumos dos novos produtos focados em inteligência artificial. “Nós já temos a Siri. E agora, o que vem em seguida?”, provocou a jornalista. Como resposta, ele disse que o Google Assistant tem mais condições de entender o contexto, além de ser mais “user-friendly” que a Siri.

“Você pergunta algo simples para a Siri, algo que um ser humano entenderia, mas a Siri não compreende. Você pode perguntá-la sobre vidro (glass, em inglês) e ela saberá do que se trata. Mas se existir um político de sobrenome Glass… que todos estão falando a respeito, ela vai se confundir. Já o Google responderá corretamente”.

Woz também se mostrou bastante fã do Google em outro projeto na área de telecomunicações, o Google Fi. “Eles te mandam um cartão SIM e o dispositivo vai se conectar à melhor rede de dados e WiFi naquela região, independentemente da operadora que fornecerá o serviço, por um preço bem baixo, seja para dados, voz e texto. E funciona em 115 países”, completou.

Homens vs máquinas

Por mais que tecnologia tenha sido o assunto principal da keynote de Woz, foram os seres humanos que se mantiveram no centro das atenções. Ao contrário de alguns alarmistas, que dizem que as máquinas substituirão os homens em vários postos de emprego, o co-fundador da Apple tem bastante convicção de que os humanos continuarão a se manter firmes e fortes no mercado de trabalho. “Veja as fábricas de carros, por exemplo. Não é porque essa categoria se transformou que outras também irão se transformar no futuro. Então, eu não acredito nessa coisa de que a tecnologia é uma faca de dois gumes”, concluiu.

E você, concorda com Steve Wozniak? Ele mesmo confessou, nessa apresentação, que não acreditava que o Uber faria sucesso… e se enganou redondamente. Nós já comentamos este assunto no nosso podcast Conexão Silicon Valley. E você, o que acha do tema? Deixe sua opinião nos comentários.

*O jornalista cobre o evento a convite da organização do Emerge Americas.

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: