Grupo russo que teria influenciado eleições do EUA ataca tropas ucranianas

Agência de cibersegurança diz que o mesmo malware desenvolvido para invadir emails da campanha democrata infectou app que controla artilharia do exército da Ucrânia, que segue em conflito com a Rússia

Tudo indica que o grupo russo que hackeou a campanha do Partido Democrata – e que supostamente acabou influenciando nos resultados das eleições norte-americanas – não estão tirando nenhum tipo de descanso neste final de ano. Segundo a CrowdStrike, uma empresa especializada em cibersegurança que investiga o episódio eleitoral nos EUA, os integrantes do grupo conhecido como Fancy Bear agora estão focando seus ataques em unidades militares da Ucrânia.

Como o país está em conflito com a Rússia desde meados de 2014, por conta da separação e posterior anexação da região da Crimeia, a equipe da CrowdStrike acredita que isso só confirma os rumores de que os hackers trabalham bem próximo da GRU, agência de inteligência do exército russo. Ao que parece, para minar possíveis ações dos combatentes ucranianos, os criminosos virtuais integraram um malware bastante ardiloso a um aplicativo utilizado junto a armamentos militares.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta