LG revela novas – e fantásticas – TVs OLED e Super UHD para o Brasil

Era só uma questão de tempo, mas nós já sabíamos que a LG estava guardando alguns segredos eletrônicos por debaixo dos panos. Pois bem, neste dia 22 de junho, a fabricante resolveu abrir o jogo e revelar suas novidades para os consumidores da América Latina.

Durante o InnoFest Latin America 2017, que aconteceu na Cidade de Punta Cana (na República Dominicana), a LG exibiu uma nova linha de TVs que promete elevar o nível de qualidade e design no segmento.

Os novos modelos da série de televisores premium chegam para abalar o mercado em 2017, ainda mais com a chegada breve dos produtos atualizados da linha OLED – que já foram premiados por seus incrementos ousados em design e funcionalidade – e do tipo Super UHD, que apresentam a tecnologia Nano Cell.

Todavia, os anúncios não param por aí. Durante a apresentação, a fabricante coreana enfatizou o lançamento das TVs LG Signature OLED G7, e das versões E7 e B7, que serão disponibilizadas com vários tamanhos de display.

LG W7 – Uma verdadeira obra de arte na sua parede!

Seguindo o conceito “menos é mais”, que a marca lançou em 2016 com as primeiras TVs Signature, a LG capricha nas medidas e na concepção da nova OLED TV W7 mostra que a sofisticação pode ser ainda mais perceptível em produtos focados na simplicidade.

VIDEO

Com apenas 2,7 milímetros de espessura, esta TV pode ser instalada na parede com o uso de suportes magnéticos, com os quais temos a espessura total de 4 milímetros, o que elimina vãos e outros acessórios atrás da televisão. De acordo com a marca, esse conceito garante mais imersão, já que o espectador tem a impressão de que a TV está embutida na parede.

Assim como as telas mais avançadas do ano passado, a W7 vem com suporte para as tecnologias HDR, incluindo HDR10 e Dolby Vision. De acordo com as informações de Igor Krauniski, gerente de produtos da área de TV da LG Brasil, a ideia desta televisão é focar no conceito Dolby, unindo o Dolby Atmos e o Dolby Vision para uma experiência mais rica de entretenimento.

Inclusive, além da questão da espessura e da qualidade expressiva de imagem, a nova LG W7 se destaca justamente por trazer um sistema de áudio primoroso. No anúncio da InnoFest, a fabricante ressaltou este diferencial, que entrega som de alta qualidade com graves profundos. É graças a barra de som que a televisão não precisa de cabos, pois este item centraliza as conexões, de modo que há apenas uma fita abaixo da TV para transmitir os conteúdos.

Por ora, não há informações se a W7 será lançada no Brasil, mas a A LG está estudando se vale a pena lançar o produto para os consumidores brasileiros. A grande indecisão se deve ao fato de que esta televisão custa 8.999 dólares (29.970 reais) nos Estados Unidos. A fabricante não tem um possível valor para o Brasil, mas Krauniski arrisca que ela poderia chegar por 50 mil reais.

Destaques da LG Signature OLED TV W7

  • Contraste infinito
  • Maior gama de cores
  • Bilhões de cores com o painel e o processamento de 10-bit
  • Compatível com a tecnologia Dolby Vision
  • Múltiplo HDR (HDR10 e HLG)
  • Som com tecnologia Dolby Atmos
  • 4.2 canais de áudio com potência de 60 watts
  • WebOS 3.5

Outra televisão com uma proposta muito similar em design é a LG G7, que ainda vem com espessura reduzida, mas se diferencia ao acoplar a barra de som na parte de baixo. Com essa mudança no design, esta televisão pode ser instalada sobre uma superfície, mas também há como colocá-la numa parede, sendo que a sensação de imersão é semelhante à da LG W7.

As funcionalidades e características tecnológicas da LG G7 (que você confere na imagem acima) são as mesmas do modelo mais avançado, então você pode ter a certeza de que poderá desfrutar da experiência Dolby e de outros recursos de imagem e som. Assim como a W7, a LG tem projetos da G7 para versões de 65 e 77 polegadas.

Mais OLEDs vindo aí – Conheça a LG E7 e LG B7

Para os consumidores que buscam entrar no mundo OLED e querem alternativas mais acessíveis, a LG tem duas novidades bem convidativas. A primeira delas é a LG E7, uma versão um tanto enxuta das duas mais robustas da marca, mas que ainda entrega todas as tecnologias que o consumidor necessita para desfrutar de uma experiência de imagem e som extraordinária.

A LG E7 vem com todos os recursos que já comentamos sobre a W7 e a G7, incluindo novos padrões de HDR e tecnologias Dolby (inclusive a Dolby Atmos). O sistema de som embutido nesta televisão é similar ao das versões mais incrementadas, sendo que as principais mudanças do produto estão no design “mais comum”.

Esta televisão ainda é bastante fina e tem um visual que impressiona pelos detalhes, porém ela é um pouco mais grossa, o que significa que não há a mesma sensação de imersão. Ela pode ser utilizada sobre uma superfície, já que vem com um suporte específico para isso, mas, como é de se esperar, também é uma ótima TV para instalar na parede.

Ainda entre as TVs OLEDs, a fabricante coreana apresentou a LG B7, que é uma proposta mais tradicional e acessível. Assim como suas irmãs, esta televisão também apresenta suporte para as mais recentes tecnologias, incluindo a compatibilidade com Dolby. Assim, as diferenças aqui estão no design mais modesto e no sistema de som, que tem 2.2 canais e potência de 20 watts.

Essas duas TVs serão lançadas no Brasil, em versões de 55 e 65 polegadas. A LG B7 já está chegando as lojas neste mês, pelo valor de 10.999 reais. A LG E7 tem previsão de chegada para o mês de julho, sendo que o preço sugerido é de 29.999 reais.

Novas TVs Super UHD com tecnologia Nano Cell

Entre os destaques da InnoFest Latin America 2017, a LG também revelou mais da sua tecnologia Nano Cell para as linhas de televisores com tecnologia LCD. Com esta novidade, as próximas TVs da LG podem entregar uma fidelidade na reprodução de cores muito acima do atual padrão de mercado.

A tecnologia LG Nano Cell utiliza partícula de aproximadamente 1 nanômetro, de modo que o painel consegue controlar os pixels apresentados de forma muito mais eficiente. Segundo a informação da fabricante, esta novidade é capaz de absorver ondulações em excesso da luz, o que resulta em cores mais limpas e resultados mais puros.

As novas TVs Super UHD (com resolução 4K e qualidade de imagem impressionante) ainda reduzem dramaticamente as instabilidades na imagem e quase eliminam as inconveniências na degradação de cores. Um dos grandes benefícios desses produtos é a reprodução fiel do conteúdo de ângulos mais ousados, de modo que mesmo se o espectador ficar num ângulo de 60 graus ainda é possível aproveitar imagens ricas em detalhes e sem distorção de cores.

Os modelos apresentados na InnoFest Latin America 2017 foram a SJ9500, a SJ8500 (na imagem acima) e a SJ8000. Elas diferem levemente nos tamanhos disponíveis e também nas capacidades sonoras, mas todas são equipadas com as mais recentes tecnologias HDR. Esses modelos também devem chegar ao Brasil neste ano, resta aguardar detalhes de preços.

via Novidades do TecMundo

Niantic revela como os TMs vão funcionar em Pokémon GO

Quem acompanha o universo dos jogos estrelados pelos pokémons sabe que os TMs (Technical Machine) podem oferecer diversas vantagens relacionadas a golpes novos para cada uma das criaturas. Há alguns dias, a Niantic anunciou que eles vão estrear em Pokémon GO muito em breve, e decidiu dar mais detalhes sobre como eles funcionarão no game.

Em uma mensagem publicada no Reddit, um funcionário da produtora conhecido como George revelou como o item vai funcionar no game para smartphones. Usando um Exeggutor como exemplo, ele disse que utilizou cinco TMs e conseguiu apenas dois movimentos rápidos: Extrasensory e Bullet Seed, alternando entre os dois a cada novo uso.

E o que isso significa? Observando a lista de golpes da criatura, esses são os únicos dois ataques rápidos que ele pode obter no momento, dando a entender que tanto os golpes mais fracos quanto os mais fortes vão alternar apenas dentro do leque de habilidades que o pokémon pode aprender atualmente (ou seja, esqueça Pikachu com golpes de água e coisas do gênero).

Outro ponto importante nessa história é que os movimentos Legacy (aqueles que o monstrinho podia aprender antes da chegada da segunda geração) não estão nessa lista, bem como o fato de que aqueles que possuem apenas um ataque rápido (como Vaporeon, por exemplo) não poderão utilizar os TMs desse tipo.

Ovos dourados indicam quando uma raid está prestes a começar

E como os TMs serão obtidos?

Conforme a Niantic havia mencionado anteriormente, os TMs vão ser obtidos por aqueles que encararem os inimigos que estão nas raids. Caso consiga superá-los, esse item, juntamente com a Golden Razz Berry e o Rare Candy, serão adicionados à mochila do seu personagem.

via Novidades do TecMundo

Vazamento revela iPhone 8 com mudanças drásticas de design

(Reprodução/Reprodução)

Um novo vazamento de imagens do iPhone 8 reforça um dos principais rumores sobre o smartphone topo de linha da Apple. A loja britânica de eletrônicos MobileFun, a mesma que vazou o design do Galaxy S8 e confirmou o visual do iPhone 7, listou uma capa de proteção para o iPhone 8 em seu site, revelando que o dispositivo terá uma “tela infinita”.

A foto do protetor de tela de vidro temperado mostra o novo iPhone com uma tela alongada de 5,8 polegadas que cobre praticamente toda a parte frontal do aparelho – há um pequeno espaço no topo da tela para a câmera selfie e os sensores.

Esses novos sensores indicam que o aparelho pode ter uma tecnologia de reconhecimento facial, que serviria para desbloquear a tela.

Recentemente, a Apple comprou a RealFace, uma empresa israelense que desenvolve tecnologias de biometria facial. A concorrente Samsung adicionou um recurso similar ao Galaxy S8, seu smartphone topo de linha.

A descrição do produto da MobileFun ainda afirma que a capa suporta 3D Touch e fornece proteção de ponta a ponta para a tela do iPhone 8. O acessório também vem com uma borda curva, o que apoia o rumor de que o novo smartphone teria tela OLED plana – aliás, segundo o jornal japonês Nikkei, a Apple teria encomendado 70 milhões de telas OLED da Samsung.

Ainda falando em OLED, a Apple deve usar essa tecnologia para tornar o “recorte” no topo do smartphone menos visível. Isso porque o OLED é formado por pixels individuais que são capazes de se desligar completamente, produzindo, assim, imagens com preto profundo.

Desde o início de junho, imagens conceituais do iPhone 8 com uma “tela infinita” já circulavam pela internet. Um vazamento revelado pelo site iDrop News comparava as telas do novo iPhone com as do iPhone 7 e do iPhone 7 Plus, mostrando como o display infinito cobria quase toda a frente do gadget.

A empresa de Cupertino ainda não revelou como será a configuração ou o design do iPhone 8. Especialistas esperam que o smartphone da marca seja revelado em setembro, ou seja, daqui três meses. O anúncio irá marcar os dez anos do lançamento do primeiro iPhone, em 2007.

O vídeo abaixo, publicado na conta do Twitter de Benjamin Gesken, um usuário que costuma revelar vazamentos, mostra como é a capa de proteção:

Conteúdo publicado originalmente em EXAME.com

 

via Superinteressante

Vazamento revela visual do tablet ZenPad Z8 (2017)

Nesta semana, vazaram na web algumas imagens do novo tablet da ASUS, o ZenPad Z8 (2017). O dispositivo teve suas fotos publicadas por Evan Blass, um dos mais populares e precisos vazadores de lançamentos do mundo mobile, e  mostra um design bastante elegante, fino e com bordas arredondadas.

Na parte de trás é possível notar a presença de uma câmera posicionada à esquerda, além da logo da ASUS e também da Verizon — o modelo vazado é o desta operadora. Na parte da frente, a tela mostra um bom aproveitamento do tamanho do tablet com bordas laterais bem finas, além de trazer um botão físico e outros dois sensíveis ao toque na parte inferior, o que também dá um ganho maior no aproveitamento da tela.

Novo tablet ZenPad Z8 (2017), da ASUS.

Apesar de publicar as imagens, Blass não deu qualquer informação sobre a configuração do futuro lançamento da ASUS, que ainda não tem data para acontecer. Os principais rumores sobre o novo tablet envolvem o uso de chipset Snapdragon 660, 2 GB de RAM e 16 GB de memória interna — estas duas últimas características são um tanto quanto frustrantes.

via Novidades do TecMundo

Panasonic revela o preço da Lumix GH5; câmera 4K que grava em 60 fps

O dispositivo já havia sido mostrado no passado, mas agora ganha mais detalhes

Em setembro do ano passado, a Panasonic anunciou algumas novas câmeras para o mercado internacional e nisso estava a Lumix GH5. Essa câmera é uma DSLM com lentes simples e um sistema de captura sem espelhos (mirrorless), sendo equipada com alguns recursos bem interessantes para os consumidores. Em dezembro, foi revelado que a câmera chegaria em março, mas ainda não havia detalhes sobre o preço dela.

Agora, durante a CES 2017 a Panasonic revela quanto os consumidores vão gastar para levar cada uma dessas câmeras de alto desempenho para casa. Cada GH5 vai custar US$ 1.999 (R$ 6.396), sendo que este preço é referente somente ao corpo da câmera — ou seja: as lentes precisam ser compradas separadamente.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Panasonic revela robô de mesa para fazer companhia a humanos

Robô é alimentado com processamento de linguagem natural e conta com projetor que pode ser usado para assistir a filmes

via IDG Now!

CES 2017: AMD revela imagens de diversas placas-mãe compatíveis com os processadores Ryzen

A AMD revelou diversas imagens de placas-mãe com socket AM4, que é a plataforma compatível com os novos processadores da companhia, o Ryzen, que é baseado na arquitetura Zen.
Essas novas placas-mãe contam com apoio a diversas tecnologias importantes, como memórias DDR4, suporte ao M.2 Sata, NVMe…

via Hardware.com.br

Asus revela Zenfone 3 Zoom com câmera dupla e Zenfone AR com 8 GB de RAM

Direto de Las Vegas — A Asus anunciou nesta quarta-feira (4) dois novos smartphones durante a CES 2017. O Zenfone 3 Zoom se destaca pela câmera dupla com zoom óptico e pela bateria gigante de 5.000 mAh. Já o Zenfone AR é preparado para realidade aumentada e virtual, sendo o primeiro do mercado a suportar Tango e Daydream no mesmo aparelho.

Zenfone 3 Zoom

O Zenfone 3 Zoom leva o zoom óptico para um smartphone, mas sem a saliência na traseira do modelo original, lançado no Brasil em 2015. A Asus adotou a mesma solução do iPhone 7 Plus, colocando duas câmeras no mesmo aparelho: uma tem lente grande angular (25 mm) com abertura f/1,7 e outra tem distância focal de 59 mm, para enxergar mais longe. Fazendo as contas, o zoom óptico é de 2,3x.

Não é uma solução tão engenhosa quanto a combinação de prismas e motores do Zenfone Zoom, mas é certamente mais eficiente — e deve corrigir a principal deficiência do modelo anterior, que tinha lente mais fechada (f/2,7–4,8) e sofria em condições de baixa iluminação. Além disso, sem nenhum calombo, a espessura ficou em apenas 7,9 mm, o que é ainda mais impressionante se considerarmos que a Asus colocou uma bateria com capacidade de 5.000 mAh dentro do aparelho.

Quanto ao hardware, estamos falando de um smartphone parecido com o Zenfone 3: ele possui tela de 5,5 polegadas (1920×1080 pixels) e processador octa-core Snapdragon 625. A capacidade de armazenamento e a quantidade de RAM não foram revelados, mas espere algo na mesma linha do intermediário premium da Asus.

Segundo a Asus, o Zenfone 3 Zoom é capaz de filmar em 4K por 6,4 horas contínuas com uma única carga (!) e também funcionar como bateria externa para outros dispositivos. Há estabilização óptica e digital, e o foco automático é auxiliado por três tecnologias (deteção de fase, laser e contínuo), o que permite focar um objeto mesmo em movimento em apenas 0,03 segundo.

O Zenfone 3 Zoom será lançado a partir de fevereiro. O preço ainda não foi divulgado.

Zenfone AR

Como o nome sugere, o Zenfone AR tem tudo a ver com realidade aumentada. Ele suporta Tango, a tecnologia de visão computacional do Google que permite criar experiências como mapeamento em 3D, navegação indoor, medição de objetos e interação com o mundo real. É o segundo smartphone do mercado a suportar a novidade, depois do Lenovo Phab 2 Pro.

Mas o Zenfone AR também está preparado para realidade virtual: ele roda Android 7.0 Nougat e tem suporte ao Daydream, plataforma do Google que reúne aplicativos e games de VR. Para melhorar a experiência, o aparelho traz display Super AMOLED de 5,7 polegadas com resolução de 2560×1440 pixels e um sistema de três câmeras (a principal, de 23 megapixels, além de uma câmera de rastreamento de movimento e outra de detecção de profundidade).

Completam o conjunto um processador quad-core Snapdragon 821 e, pela primeira vez num smartphone, 8 GB de RAM. O preço ainda não foi revelado, e o Zenfone AR será lançado a partir do segundo trimestre de 2017.

Paulo Higa viajou para Las Vegas a convite da Huawei.

Asus revela Zenfone 3 Zoom com câmera dupla e Zenfone AR com 8 GB de RAM

via Tecnoblog

Asus revela novo ZenFone 3 Zoom com bateria generosa de 5.000 mAh

ZenFone 3 Zoom

Os rumores de que a Asus estaria preparando o lançamento da nova geração do seu Zenfone Zoom para a CES 2017 foram confirmados hoje, com a apresentação oficial do Zenfone 3 Zoom durante a coletiva de imprensa da empresa na tarde desta quarta-feira (4).

O ZenFone 3 Zoom chega com display Full HD (1080p) de 5,5 polegadas e é três milímetros mais fino do que seu antecessor. Mesmo com a redução do corpo, a taiwanesa conseguiu espremer uma generosa bateria de 5,000 mAh no dispositivo, com a promessa de até 42 dias de duração em stand by.

Infelizmente, essa ainda não foi a aguardada estreia do novo processador Qualcomm Snapdragon 835 em smartphones, como chegou a ser ventilado nas semanas antecedendo a CES 2017. O ZenFone 3 Zoom desembarca com o Snapdragon 625, o mesmo chip já trazido pelo ZenFone 3 apresentado no ano passado. Por enquanto, a memória RAM e armazenamento interno do celular ainda não foram divulgados.

Mas o principal destaque do ZenFone 3 Zoom, como se poderia esperar, fica por conta do conjunto de câmeras do dispositivo. Serão duas câmeras traseiras de 12 megapixels, a primeira com lentes de 25 mm e abertura f/1.7, e a segunda, com 56 mm e zoom óptico de 2,3 x- curiosamente reduzido em relação à geração anterior, que trazia um zoom óptico de 3x. Na parte frontal, o smartphone carrega ainda uma câmera de 13 megapixels com abertura de f/2.0. As câmeras traseiras terão sensores Sony IMX 362 e a frontal, o sensor Sony IMX 214.

ZenFone 3 Zoom chegará em três cores metálicas, com lançamento previsto para fevereiro (foto: divulgação/Asus)

A empresa defende que o smartphone deverá se sair particularmente bem em fotografias em baixa luminosidade, com uma sensibilidade a luz dez vezes superior ao "padrão da indústria" e 2,5 vezes superior a do novo iPhone 7 Plus. O dispositivo também trará embarcada a tecnologia Asus SuperPixel para ajuste inteligente do ISO.

A Asus ainda não deu informações sobre a precificação do dispositivo, mas o lançamento deverá ocorrer já a partir de fevereiro. Em quais países isso deve acontecer, no entanto, ainda é um mistério.

via Canaltech

Asus revela novo ZenFone 3 Zoom com bateria monstruosa de 5.000 mAh

ZenFone 3 Zoom

Os rumores de que a Asus estaria preparando o lançamento da nova geração do seu Zenfone Zoom para a CES 2017 foram confirmados hoje, com a apresentação oficial do Zenfone 3 Zoom durante a coletiva de imprensa da empresa na tarde desta quarta-feira (4).

O ZenFone 3 Zoom chega com display Full HD (1080p) de 5,5 polegadas e é três milímetros mais fino do que seu antecessor. Mesmo com a redução do corpo, a taiwanesa conseguiu espremer uma generosa bateria de 5,000 mAh no dispositivo, com a promessa de até 42 dias de duração em stand by.

Infelizmente, essa ainda não foi a aguardada estreia do novo processador Qualcomm Snapdragon 835 em smartphones, como chegou a ser ventilado nas semanas antecedendo a CES 2017. O ZenFone 3 Zoom desembarca com o Snapdragon 625, o mesmo chip já trazido pelo ZenFone 3 apresentado no ano passado. Por enquanto, a memória RAM e armazenamento interno do celular ainda não foram divulgados.

Mas o principal destaque do ZenFone 3 Zoom, como se poderia esperar, fica por conta do conjunto de câmeras do dispositivo. Serão duas câmeras traseiras de 12 megapixels, a primeira com lentes de 25 mm e abertura f/1.7, e a segunda, com 56 mm e zoom óptico – curiosamente reduzido em relação à geração anterior, que trazia um zoom óptico de 2,3x. Na parte frontal, o smartphone carrega ainda uma câmera de 13 megapixels com abertura de f/2.0.

ZenFone 3 Zoom chegará em três cores metálicas, com lançamento previsto para fevereiro (foto: divulgação/Asus)

A empresa defende que o smartphone deverá se sair particularmente bem em fotografias em baixa luminosidade, com uma sensibilidade a luz dez vezes superior ao "padrão da indústria" e 2,5 vezes superior a do novo iPhone 7 Plus. O dispositivo também trará embarcada a tecnologia Asus SuperPixel para ajuste inteligente do ISO e sensores Sony IMX 362 nas câmeras traseiras e IMX 214 na câmera frontal.

A Asus ainda não deu informações sobre a precificação do dispositivo, mas o lançamento deverá ocorrer já a partir de fevereiro. Em quais países isso deve acontecer, no entanto, ainda é um mistério.

via Canaltech