Número de malwares para Macs cresceu mais de 50% só no primeiro trimestre

Grande parte disso que é considerado malware trata-se, na verdade, de adware, anúncios que são exibidos em diversos programas ou websites

A McAfee, especialista em segurança digital, revelou em um relatório que a quantidade de malwares feitos para atacar computadores com sistema operacional macOS cresceu 53% apenas nos três primeiros meses do ano. Isso é o equivalente a cerca de 700 mil ataques nos sistemas da Apple no primeiro semestre de 2017.

Ainda assim, o número total de malwares é infinitamente menor do que aqueles que atacam outros sistemas operacionais, como o Windows. A Apple não se mostra tão preocupada também, pois entende que grande parte disso que é considerado malware trata-se, na verdade, de adware, anúncios que são exibidos em diversos programas ou websites e que, apesar de chatos, não oferecem risco para o computador.

Mesmo assim, a empresa vem trabalhando sempre em atualizações de segurança para evitar que seus usuários sejam prejudicados por aplicações mal-intencionadas. Confira o relatório completo (em inglês) neste link.

via Novidades do TecMundo

A criação do primeiro iPhone foi muito mais inusitada do que você imagina

Não há como negar que, na época em que foi lançado, o primeiro iPhone mais parecia uma máquina mágica, de tão misterioso que era seu funcionamento. A parte engraçada nessa história? Mesmo para os envolvidos na criação do aparelho, boa parte do smartphone também era um mistério.

A bizarra curiosidade surgiu em uma conversa durante um evento para o Museu de História do Computador. Nela, o ex-chefe da divisão iOS da companhia, Scott Forstall, deixou escapar algumas informações bastante engraçadas sobre a criação do iPhone – incluindo, é claro, a já mencionada falta de conhecimento dos funcionários da divisão sobre o smartphone.

Para começar, Forstall revelou que o projeto inicial de Steve Jobs para o iPhone era um tablet com tela multitoque capacitiva, e que a ideia foi concebida simplesmente porque o chefão da Apple odiava certo funcionário da Microsoft. E não, esse funcionário não era Bill Gates, mas sim alguém que estava se vangloriando do desenvolvimento de tablets e stylus.

Quanto à ideia de fazer um celular? Bem, isso surgiu durante um almoço entre Forstall e Jobs. Ambos notaram que as pessoas a sua volta não paravam de usar seus smartphones, e que ninguém achava eles uma experiência agradável de usar. Assim, o na época CEO mudou as orientações de seu time para aumentar seus esforços no aperfeiçoamento da tecnologia multitoque, bem como tornar tudo isso miniaturizável para caber no bolso.

Um mistério para quase todos

Já sobre a antes mencionada história da falta de conhecimento da empresa, a história é simples: pelo visto, os funcionários só eram informados da parte que lhes cabia, justamente para impedir que o projeto vazasse.

Como resultado, a equipe de hardware do sistema não tinha nenhuma ideia das capacidades desse smartphone. “A equipe de hardware sabia [que a tela] era multitoque”, contou Hugo Fiennes, um ex-engenheiro da Maçã também no evento do Museu, “Mas a primeira vez que eu vi o pinçar-para-aproximar foi na apresentação”, admitiu ele.

É claro que, para muitos, tanta segurança pode parecer demais. No entanto, basta considerar o sucesso do smartphone e como essa ideia revolucionou o mundo da tecnologia para ficar bem claro que, nesse caso, todo o cuidado foi mais do que válido.

via Novidades do TecMundo

Google Glass recebe seu primeiro update em quase três anos

Primeira atualização do óculos desde 2014 traz correções de bugs, melhorias de performance e suporte para conexão de aparelhos Bluetooth.

via IDG Now!

São Paulo recebe primeiro festival de realidade virtual do Brasil

PlayStation VR

São Paulo vai receber o primeiro festival de realidade virtual do Brasil. O HYPER Virtual Reality Festival 2017 acontece no próximo dia 16 de setembro e promete explorar todas as possibilidades oferecidas por essa nova tecnologia ao mesmo tempo em que permite ao público experimentar e conhecer as novidades que devem chegar ao mercado no futuro.

O foco do evento é apresentar ao público brasileiro os novos tipos de conteúdo que estão sendo desenvolvidos a partir de experiências em realidade virtual. Embora a gente ouça muito falar em jogos que utilizem essa tecnologia, o festival pretende ir além e trazer também filmes, documentários, animações e outras experiências diferentes com base nessa imersão em 360º, seja em dispositivos móveis seja em aparelhos dedicados ao VR. Isso significa que as pessoas vão poder conferir demonstrações do que está sendo feito do Gear VR ao Oculus Rift e PlayStation VR.

Entre as atrações já confirmadas estão a exibição do filme I, Phillip, uma ficção-científica produzido pela francesa Okio Studio; o documentário brasileiro Step to the Line produzido por Ricardo Laganaro em parceria com a Oculus e o Facebook; além de animações premiadas pela Google Spotlight Stories. Também foi confirmada a presença de Chris Milk, criador do aplicativo Within.

Além disso, o HYPER Virtual Reality Festival vai contar ainda com um ciclo de palestras e debates, assim como workshops dedicados à tecnologia e às possibilidades que ela oferece ao mercado atual. A ideia dos organizadores é discutir tanto a produção quanto a situação do mercado. Também está programada a realização de exposições de produtos.

Como dito, o evento acontecerá no dia 16 de setembro, na EBAC – Escola Britânica de Artes Criativas, na Vila Madalena, em São Paulo. As atividades acontecerão entre as 10h e 20h e os ingressos já estão à venda pelo site. A entrada custa a partir de R$ 33.

via Canaltech

“Internet – O Filme” ganha primeiro trailer

Longa nacional celebra o bom momento vivido pelos youtubers e reúne celebridades da web

“Internet – O Filme”, produção nacional que reúne celebridades da web para capitalizar o bom momento vivido pelos youtubers, ganhou seu primeiro trailer. A trama gira em torno de uma convenção em uma disputa pela fama, com direito a campeonato de Street Fighter. Claro que a ideia é brincar com a personalidade de cada um, com toques de humor.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

HyperX anuncia o Pulsefire, seu primeiro mouse gamer

razer pulsefire

A HyperX, divisão da Kingston focada em produtos de alta performance para gamers, overclockers, casemodders e entusiastas de tecnologia, revelou na CES 2017 a expansão de sua linha de periféricos gamers, que, entre outras novidades, passa a contar com o primeiro mouse fabricado pela marca, o Pulsefire.

O primeiro mouse da HyperX oferece recursos para jogos competitivos, tem sensor óptico e quatro configurações predefinidas com indicadores LED de 400, 800, 1600 e 3200 DPIs, que podem ser alterados sem a necessidade de um software.

Completam a lista de lançamentos na CES os teclados Alloy RGB, com switches mecânicos Cherry MX Red e o Alloy FPS com switches mecânicos Cherry MX Brown.

Todos os novos produtos foram totalmente projetados nos laboratórios da HyperX e rigorosamente testados por jogadores profissionais e casuais de esportes eletrônicos antes de serem anunciados.

Segundo Paulo Vizaco, diretor executivo da Kingston/HyperX Brasil, o lançamento do mouse Pulsefire a HyperX passa a contar com uma linha completa de periféricos gamers, que já incluía headsets, teclados e mousepads.

“A HyperX é totalmente comprometida com o desenvolvimento dos melhores produtos gamers do mercado e com a oferta de soluções que atendam tanto jogadores ocasionais como jogadores profissionais.”

Além dos novos periféricos, a HyperX também apresenta na CES um kit de memórias Predator DDR4 com retroiluminação em LED, o primeiro da marca. Os módulos de memória DDR4 contam com sistema de cores RGB, que podem ser emparelhados com placas-mãe habilitadas com a mesma tecnologia de controle de cores, como, a Asus Aura Sync, a Gigabyte RGB Fusion e a MSI Mystic Light Sync. Ainda não há previsão de chegada dos produtos ao mercado brasileiro.

O Canaltech está nos Estados Unidos acompanhando de perto todos os lançamentos da CES, o maior evento anual de tecnologia de consumo do mundo. Fique ligado para saber todas as novidades!

via Canaltech

CES 2017: Acer revela novas informações sobre o Predator 21X, primeiro notebook gamer com tela curva

A Acer mostrou na CES 2017 como elevar o patamar dos notebooks intitulados gamers, com o Predator 21 X. Esse monstro de cerca de 9 Kg que foi apresentado pela primeira vez durante a IFA 2016, é simplesmente o primeiro notebook da história a oferecer tela curvada, tendência que desembarcou há alg…

via Hardware.com.br

Acer Predator 21 X é o primeiro notebook gamer com tela curva do mundo

Notebooks gamers geralmente são bem caros. Mas a Acer conseguiu levar esse consenso a um novo patamar ao divulgar, na CES 2017, o valor do Predator 21 X, seu primeiro laptop gamer com tela curva — o modelo foi relevado em agosto.

A máquina custa a “bagatela” de US$ 9 mil, ou quase R$ 30 mil na cotação atual. Quem quiser (e puder) desembolsar esse valor, no entanto, vai receber uma configuração poderosa. O Predator 21 X vem equipado com tela curva de 21 polegadas, que oferece resolução de 2560×1680 pixels à taxa de atualização de 120 Hz, além de suporte à tecnologia G-Sync, que elimina problemas de sincronização de imagem.

O notebook conta ainda com processador Intel Core i7-7820HK de sétima geração (Kaby Lake) combinado com duas GPUs GeForce GTX 1080 configuradas em SLI. São 64 GB de RAM e espaço para cinco dispositivos de armazenamento — um HD de 1 TB e quatro SSDs de 512 GB.

É uma configuração boa o suficiente para suportar a reprodução de jogos e vídeos sem problemas na tela curva do laptop, em um monitor externo 4K, ou até em óculos de realidade virtual (que costumam ser bem exigentes).

O Predator 21 X também tem teclado mecânico completo com switches Cherry MX Brown, além de teclado numérico que, ao ser removido, dá espaço a um touchpad. Completam a configuração da máquina quatro speakers, dois subwoofers, duas fontes de energia e um sistema de refrigeração com cinco fans e dois heat pipes. Só que essa configuração toda não é muito amigável para ser levada na mochila: o Predator 21 X pesa incríveis 8,8 quilos.

O primeiro notebook gamer com tela curva do mundo estará disponível a partir de fevereiro nos Estados Unidos. Ainda não há previsão de lançamento no Brasil.

Acer Predator 21 X é o primeiro notebook gamer com tela curva do mundo

via Tecnoblog

CES 2017: HyperX apresenta o Cloud Revolver S, seu primeiro headset com som surround Dolby 7.1 Plug-and-Play

A HyperX, divisão da Kingston focada em produtos de alta performance para gamers, overclockers, casemodders e entusiastas de tecnologia, acaba de anunciar à véspera da CES 2017 – principal feira de tecnologia do mundo, que acontece em Las Vegas/EUA – seu mais avançado headset…

via Hardware.com.br

Primeiro robô bípede e tripulado do mundo dá seus primeiros passos

rob

Uma empresa sul-coreana revelou o protótipo de um robô que seria o primeiro modelo do mundo tripulado e a ter duas pernas. A máquina, de quatro metros de altura e que lembra os robôs militares do filme de ficção científica Avatar, de 2009, foi projetada por Vitaly Bulgarov, que já trabalhou em filmes de Hollywood como Robocop e Exterminador do Futuro.

Denominado Method-2, o robô foi criado para uso na construção e na indústria, e em áreas perigosas onde humanos precisam de proteção, como limpeza após acidentes industriais. O modelo ainda precisa passar por alguns ajustes antes de ser lançado em 2017 pela companhia Hankook Mirae. Cada unidade deverá ser vendida por US$ 8 milhões.

A invenção, porém, vem sendo alvo de questionamentos por algumas publicações especializadas. O site Live Science, por exemplo, diz que a empresa coreana praticamente não tem presença na internet e era desconhecida por pesquisadores em robótica consultados pelo site.

Conheça melhor as facetas do robô Method-2 no vídeo abaixo:

Fonte: BBC Brasil

via Canaltech