Experimento do Google permite testar inteligência artificial no seu navegador

Nós falamos bastante por aqui sobre inteligência artificial, mas este assunto ainda é misterioso para muitos. O Google ajudou a criar um experimento que roda no seu navegador e explica de forma prática um dos principais conceitos de IA.

Com o aprendizado de máquina, você ensina conceitos básicos a um computador. Por exemplo, ele pode diferenciar entre fotos com seu rosto, ou com sua mão.

O experimento Teachable Machine permite testar isso na prática. Autorize o acesso à câmera do seu computador, depois clique e segure no botão verde — deixe-o capturar pelo menos 30 imagens.

Agora, levante sua mão no lado esquerdo da câmera, então clique e segure no botão roxo. Novamente, deixe-o capturar pelo menos 30 imagens. Pronto: você ensinou o algoritmo a detectar sua mão: levante-a, e o site vai exibir o GIF de um cachorro; abaixe-a, e ele vai mostrar um gato.

Você pode ir além e ensinar o algoritmo a detectar sua mão direita: levante-a para a câmera, capture pelo menos 30 imagens, e pronto. Neste caso, o site vai mostrar o GIF de um coelho.

O Teachable Machine também pode reagir com sons. Por exemplo, você pode tocar uma “air guitar” e receber aplausos quando terminar.

O site explica que não faz reconhecimento facial, ou seja, ele não vai diferenciar seu rosto de outra pessoa — mas pode aprender a detectar rostos em geral. Ele também não vai adivinhar o nome de objetos, mas pode diferenciar entre uma maçã e uma banana, por exemplo (porque têm cores e formatos diferentes).

O reconhecimento de imagem é feito por uma rede neural, software inspirado pela forma como nosso cérebro funciona. Primeiro, cria-se um conjunto de “neurônios” que enviam mensagens um para o outro. Em seguida, essa rede recebe um treinamento: ela tenta resolver um problema em diversas iterações, fortalecendo as conexões que levam a resultados corretos.

Então, essa rede está pronta para resolver problemas por conta própria. O Teachable Machine usa a biblioteca de código aberto deeplearn.js, que permite rodar modelos de aprendizado de máquina localmente no navegador.

Eu testei o Teachable Machine em diversos navegadores. Ele teve o melhor desempenho no Chrome, o que é esperado, já que foi criado com ajuda do Google. O experimento funciona no Firefox, porém um pouco mais lento. Ele não rodou no Microsoft Edge; e não solicitou acesso à câmera no Opera — portanto não funcionou. Eu não tive problemas no Vivaldi.

É possível rodá-lo até mesmo no smartphone, mas a versão móvel é “altamente experimental” e vai consumir bastante bateria.

Experimente o Teachable Machine em teachablemachine.withgoogle.com. O que você achou?

Experimento do Google permite testar inteligência artificial no seu navegador

via Tecnoblog

Instagram Stories agora permite a criação de pesquisas nas publicações

O aplicativo do Instagram acaba de receber uma nova atualização, trazendo a possibilidade de utilizar adesivos interativos para a elaboração de pesquisas nas publicações do Stories. Além disso, também foram implementadas as funções de conta-gotas no seletor de cores e um modo de alinhamento de stickers.

As pesquisas na rede social de fotos pode ser facilmente adicionada por meio das novas opções de adesivos de enquetes. Feito isso, as pessoas que visualizarem as suas publicações podem votar entre uma das duas alternativas com um simples toque na tela.

Adesivos interativos de enquete no Instagram Stories

Os resultados podem ser visualizados em tempo real pelo autor da postagem e por todos os usuários que seguem ele. Vale notar que as pesquisas e seus respectivos dados ficam disponíveis no período de 24 horas após a sua publicação, ou seja, como qualquer outra imagem publicada no Stories.

Outra novidade que foi adicionada ao Stories é o seletor de cores, que funciona da mesma forma que o conta-gotas de programas de edição de imagem, oferendo uma maior gama de personalização ao utilizar a ferramenta de desenho livre.

Recursos de seleção de cores (à esquerda) e de alinhamento de adesivos (à direita)

Por fim, o recurso de alinhamento oferece uma forma mais simplificada para ajustar o posicionamento de adesivos, exibindo linhas azuis de referência para que os elementos adicionais das imagens sejam ajustados de forma mais simétrica.

Todos os novos recursos já estão disponívels nas últimas versões dos Android e iOS do aplicativo do Instagram.

via Canaltech

App do Google permite criar conta para crianças com menos de 13 anos

De acordo com os termos de serviço do Google, se você for menor de 13 anos, não pode criar uma conta para acessar os serviços da empresa. Tá, a gente sabe que isso não é muito seguido, mas o buscador quer permitir que crianças usem esses serviços sem a atividade delas sair do controle dos pais.

Por meio de um aplicativo, batizado de Family Link, os pais podem criar uma conta do Google para os seus filhos e gerenciar o que eles estão fazendo. Ele serve justamente para essas crianças menores de 13 anos que estão enchendo o saco pedindo carinhosamente para ter um celular, mas os pais não querem que o uso saia do controle.

Os pais conseguem aprovar ou negar o download de um aplicativo, bloquear o celular na hora de dormir ou colocar um limite de uso para as crianças largarem o smartphone e irem fazer outra coisa, como estudar. Fora isso, o app mostra aos pais quanto tempo a tela ficou ligada e em quais aplicativos, além de dar um relatório mensal e semanal da atividade da criança no smartphone.

Por enquanto, o Family Link está restrito aos Estados Unidos e funciona apenas no Android 7.0 Nougat e em certos dispositivos selecionados que ainda rodam o Marshmallow. Quem se encaixa nos requisitos acima pode acessar esta página para pedir um convite ao Family Link.

Com informações: Google.

App do Google permite criar conta para crianças com menos de 13 anos

via Tecnoblog

Uma máquina permite que a Apple monopolize todos os reparos em iPhones

O pessoal da Motherboard conseguiu uma imagem da máquina de reparos de iPhones desenvolvida pela própria Apple. Caso não saiba, quase todas as unidades Apple Store possuem uma máquina dessas, que realiza reparos específicos que só ela consegue fazer — principalmente, substituições de tela. Segundo o relato, os funcionários da Maçã chamam o aparato de “Máquina de Calibração de iPhone”.

Uma máquina grande e desengonçada que não parece ser feita pela Apple

Acontece que esse equipamento pode ser usado pela Apple para ela monopolizar o reparo em iPhones e, dessa maneira, acabar tirando muitas lojas independentes — e mais baratas — do mercado.

Um ex-funcionário da Maçã, também conhecido como Apple Genius, explicou para a Motherboard que a máquina “não parece algo feito pela Apple” (por causa da aparência) e que a companhia começou a utilizar o equipamento após o lançamento do iPhone 5s. “Era uma máquina grande e desengonçada que, honestamente, parecia que alguém tinha a construído no quintal de casa”, notou.

“Existem diferentes moldes em que diferentes modelos de iPhones podem ser colocados, e o processo leva cerca de 30 minutos. Também há um líquido estranho que precisamos colocar e precisamos de luvas para manuseá-lo. Muitas válvulas de gás etc. Parecia um trabalho de quintal de alguém, nada a ver com a Apple”, comentou o ex-Apple Genius.

Máquina

Como funciona o aparato

O relato da Motherboard também detalha tudo que essa máquina pode fazer, porém, se destacam as seguintes funções: calibrar a câmera de iPhones, calibrar a tela de iPhones e capacidade de colocar novos botões Touch ID em dispositivos antigos.

Agora, como isso acontece? A máquina é pareada com um computador iMac, que se conecta ao smartphone via servidor interno da Apple. Isso permite que o sensor Touch ID seja recalibrado para, posteriormente, ser colocado no dispositivo.

Máquina 2

Como acontece esse monopólio

O ex-funcionário nota que, atualmente, nenhuma loja independente consegue realizar esses tipos de reparos e dessa maneira. As lojas não autorizadas, quando vão realizar reparos no display, costumam trocar toda a parte frontal do aparelho e deixam o botão Home antigo — no caso, algo mais “drástico”.

Diferente do método de trabalho dessas lojas independentes, a máquina da Apple consegue interagir com o chip Secure Enclave, que também está presente nos sensores Touch ID — por isso, a Apple também troca o botão Home, não apenas a tela.

O iPhone 8 pode ser o ponto de partida para o monopólio

O ponto em questão aqui é o lançamento iminente do iPhone 8. Caso ela realmente seja lançado com as especificações indicadas, ou seja, um painel frontal todo em vidro e sem o botão Home, a Apple vai monopolizar esse mercado de reparos e, ao longo do tempo, acabar chegando milhares de negócios existentes.

Uma saída para isso, segundo o ex-funcionário, é a Apple comercializar essa máquina de calibração para interessados. Dessa maneira, você não precisaria levar o seu iPhone quebrado apenas nas Apple Stores. Por outro lado, existe o argumento que indica a possibilidade de lojas terceiras alterarem o Touch ID, entrando na questão de privacidade e segurança.

via Novidades do TecMundo

Gmail para Android agora permite enviar dinheiro para outros usuários

Gmail Dinheiro

O recurso que permite usar o Google Waller para enviar dinheiro para outras pessoas por meio do Gmail na web agora chegou ao Android. A atualização permite o envio e solicitação de dinheiro na tela de composição de e-mail.

Por enquanto, a novidade está disponível apenas nos Estados Unidos, e usuários de dispositivos iOS também ainda não receberam o recurso de transferência mobile.

O processo utilizado para enviar dinheiro pelo Gmail para Android é tão simples quanto anexar uma foto ou outro tipo de arquivo a um e-mail. Depois de selecionar o destinatário, o beneficiário simplesmente toca no ícone de anexo e seleciona a opção "Enviar dinheiro" ou "Solicitar dinheiro".

Ao clicar em enviar, uma janela será aberta para que o valor da transação seja inserido. Basta clicar em continuar para anexar a soma e selecionar a opção Enviar. O destinatário também pode optar por receber o dinheiro diretamente em sua conta bancária. De acordo com o Google, taxas de transferência não serão cobradas nessas transações.

Via ZDNet

via Canaltech

Aplicativo permite desligar cartão pelo celular contra fraude on-line

Com quase 1 milhão de usuários no Brasil, o serviço da First Performance Global é utilizado por bancos, processadoras de pagamentos e redes varejistas

via IDG Now!

App de mensagens Viber agora permite criar conversas que se autodestroem

Chamado de Secret Chats, novo recurso também permite bloquear encaminhamento de mensagens e barrar screenshots no Android.

via IDG Now!

Pinterest lança extensão que permite buscar produtos na web a partir de fotos

pinterest

A rede social de compartilhamento de imagens Pinterest quer agora facilitar a vida de quem está procurando por produtos online. Nesta terça-feira (07), a companhia apresentou sua nova extensão para o navegador Google Chrome, que permitirá a busca por produtos na Internet diretamente a partir de fotos e imagens.

A nova extensão faz parte de uma série de atualizações à plataforma lançadas hoje e funcionará mesmo que o usuário esteja fora do Pinterest.

Para buscar algum produto, basta ativar a extensão e contornar o item desejado na imagem com uma ferramenta de seleção. A partir daí, o Pinterest usará sua tecnologia de reconhecimento de imagens para buscar pelo item – ou produtos similares – em sua própria plataforma, trazendo os resultados mais próximos para o usuário.

Extensão permitirá buscar produtos no Pinterest a partir de imagens encontradas na Internet (foto: Reprodução/Pinterest)

Apesar de só agora ter sido disponibilizada em uma extensão própria, tecnologias de busca por imagem já são utilizadas pelo Pinterest há algum tempo. Com a nova ferramenta, no entanto, a rede social deve começar a buscar um reposicionamento da companhia, não só como um portal de imagens, mas como uma alternativa para buscas de produtos e, potencialmente, parceiro de e-commerces.

"Você não deveria ter que expressar seus pensamentos em palavras para encontrar grandes idéias", comentou o co-fundador do site, Evan Sharp, sobre o reposicionamento do serviço em um evento de imprensa em fevereiro.

Por ora, os produtos buscados através da nova extensão não trarão nenhum tipo de receita extra à empresa, mas a ideia é que o serviço popularize o Pinterest como uma plataforma de buscas entre mais usuários – e, possivelmente, começar a rivalizar a busca por imagens da gigante Google.

Via: Recode

via Canaltech

Parceria da Mastercard permite pagar condomínio com cartão de crédito

Empresa fechou acordo com Superlógica e Global Payments para lançar iniciativa pioneira de pagamento mensal por meio do cartão de crédito.

via IDG Now!

Evernote agora permite pagamento via PayPal no Brasil

O Evernote Premium custa R$80 por ano no Brasil, enquanto Evernote Plus custa metade disso. Ambos oferecem vantagens em relação à versão gratuita Basic.

via IDG Now!