Vazamento mostra aplicativo da Microsoft para desenhos com caneta stylus

O Whiteboard dá mais precisão nas formas desenhadas e compreende escrita cursiva realizando até buscas de imagens usando essas informações

Após ter apresentado um pouco do aplicativo Whiteboard para Windows 10 no evento do Surface Pro no mês passado, a Microsoft vai ter que lidar agora com um vazamento do programa, que caiu na internet e já está sendo usado por algumas pessoas. Vale lembrar que o app só seria lançado mais para o final do ano.

O lado bom disso é que podemos matar um pouco mais da nossa curiosidade sobre o aplicativo de desenho que tem suporte para caneta stylus. Tendo como foco a educação, o Whiteboard dá mais precisão nas formas desenhadas, compreende escrita cursiva realizando até buscas de imagens usando essas informações, e faz pinturas automáticas.

A versão vazada é chamada de “Education Preview”, tem como foco escolas e instituições de educação e apresenta uma grande variedade de ferramentas como canetas de todas as formas e tamanhos, borracha, recortes e um recurso bastante impressionante: você pode escrever à mão uma equação matemática e ela é automaticamente mostrada em um gráfico que você pode editar.

Além disso, o aplicativo vai permitir a realização de trabalhos colaborativos (que não pode ser testada pois não funciona na versão vazada) e possui um sistema de formas inteligentes que “entende” o que você está tentando desenhar e corrige alguns traços para você. A Microsoft não se pronunciou sobre o vazamento.

via Novidades do TecMundo

Vídeo mostra como é um fidget spinner genuinamente russo

Ah, a Rússia! Terra maravilhosa, de um povo que, quando tá cheio de vodka na cabeça, mata os amigos em discussão sobre placas de vídeo e também consegue subverter qualquer moda ao seu estilo muito louco de viver. É o caso dos fidget spinners, os pequeninos objetos giradores que tomaram o mundo: os russos resolveram fazer um desses, só que de um jeito bem peculiar.

Um grupo chamado “Garage 54” pegou três Lada Samaras, um veículo autenticamente russo, serrou os carros no meio e juntou as três partes dianteiras, de forma que o motor e o eixo de tração de cada um dos veículos ficasse intacto. O resultado? Bom, eles gravaram um vídeo para mostrar:

VIDEO

É claro que o resultado final não gira tão bem quanto o esperado, mas não dá pra negar que se o objetivo de um fidget spinner é desestressar, a ideia parece bem divertida. Os russos inclusive fizeram um vídeo de 11 minutos mostrando todo o processo de transformação dos três veículos em um objeto rotativo gigantesco.

Pode ser útil, caso você fique muito louco de vodka algum dia e resolva que soldar três carros e sair rodopiando por aí é uma boa ideia.

via Novidades do TecMundo

Pesquisa mostra quem confia mais em dispositivos eletrônicos e tecnologia

Entre as coisas que menos incomodam as pessoas estão termostatos inteligentes, dispositivos vestíveis, como pulseiras fitness, e câmeras de segurança

Mesmo fornecendo uma constatação óbvia, o estudo feito pela organização SafeHome mostrou um ótimo panorama sobre o relacionamento entre as pessoas e a tecnologia, além de confirmar que pessoas mais velhas confiam menos em dispositivos tecnológicos, enquanto que os mais jovens não veem muitos problemas nisso.

A pesquisa listou diversos dispositivos eletrônicos e plataformas tecnológicas e perguntou para pessoas de todas as faixas etárias de qual deles elas desistiriam para manter a privacidade. Entre as coisas que menos incomodam as pessoas estão termostatos inteligentes, dispositivos vestíveis, como pulseiras fitness, e câmeras de segurança.

Já no outro oposto, como as coisas que mais poderia interferir na privacidade das pessoas pesquisadas, estão rastreadores de localização, sistemas de segurança doméstica, redes sociais e dispositivos inteligentes com acesso a IoT (SmartTVs, assistentes virtuais etc.).

Jovens e idosos possuem visões diferentes sobre a tecnologia

Dados detalhados

No infográfico criado para demonstrar os resultados da pesquisa, é bem fácil notar que a grande mudança entre as gerações que confiam mais e menos na tecnologia está naquela que adentra os 45 anos de idade. Dessa faixa para a frente, todos os pesquisados se mostraram bem mais desconfiados de todas essas plataformas do que os mais jovens.

Maiores detalhes sobre a pesquisa feita pela SafeHome podem ser encontrados neste link (em inglês).

via Novidades do TecMundo

Documentário mostra como startups brasileiras chegaram aos EUA

Competindo no planeta das startups bilion?rias

A Academia PME, escola de negócios e empreendedorismo, lançou nesta terça-feira, 20, um vídeo-documentário baseado em uma jornada de conhecimento e aprendizado nos mais importantes ecossistemas de startups, empreendedorismo e inovação do mundo, entre eles: Vale do Silício, Boston, Nova Iorque, Los Angeles, Austin e Miami e algumas cidades brasileiras. 

Em “Competindo no planeta das startups bilionárias”, são abordadas as melhores práticas das diferentes dimensões de um negócio e que influenciam no sucesso de uma startup como, por exemplo, a validação da ideia, a busca pelo product/market fit, alternativas de investimento, aspectos legais e societários, crescimento e tração, além de aspectos comportamentais como a atitude empreendedora.

O documentário, de pouco mais de 1 hora de duração, conta com a participação de 28 empreendedores, entre 150 entrevistados durante a jornada, que compartilham suas experiências frente a seus negócio, entre eles: Felipe Fioravante e Patrick Sigrist, do iFood; Camila Achutti, do Mastertech; Guilherme Junqueira, da Gama Academy; Gabriel Braga, do QuintoAndar; Roberta Vasconcelos, do BeerorCoffee; Eduardo Casarini, da Flores Online; Max Oliveira, da MaxMilhas; Daniel Almeida, do StayFilm; Vitor Pamplona, da EyeNetra; Guilherme Cerqueira, da Worthix; Israel Salmen, da Méliuz; Márcio Willian, da eGenius; Lucas Judice, da MidStage e Leandro Scalise, do RankMyApp. 

O processo de pesquisa, entrevistas e produção foi conduzido por Iglá Generoso, CEO da Academia PME, que está em sua sexta startup desde o final da década de 90 e é um entusiasta pelas transformações econômicas e sociais que a inovação promove.

“As startups têm criado inovações fantásticas para a sociedade, alavancado oportunidades para geração de empregos e atraindo a atenção de investidores do exterior. O objetivo do documentário foi justamente inspirar e educar empreendedores para continuar essa transformação econômica e social muito positiva para nosso país” complementa Iglá Generoso.

Para assistir o documentário gratuitamente, basta acessar o site da Academia PME. Além do documentário, mais de 30 horas de vídeos práticos e educacionais dessa jornada empreendedora estarão disponíveis gratuitamente na plataforma de ensino a distância da Academia PME. 

Sobre a Academia PME

A Academia PME é uma escola de negócios que prepara empreendedores e gestores para liderar empresas de alto desempenho. Nosso método de ensino é baseado em estudos de casos práticos com a colaboração de empreendedores de sucesso e professores especialistas.

via Canaltech

Apple mostra a mágica por trás da função Memories em comercial comovente

iPhone 7

Nesta semana, a Apple soltou um novo comercial do iPhone. Diferente de muitas outras publicidades da empresa, o vídeo em questão não aborda as especificações técnicas do smartphone da Maçã, e foca apenas na função Memories, um recurso recém-adicionado ao iOS 11.

O vídeo mostra um bibliotecário que, com muito cuidado, monta uma apresentação em vídeo de um momento muito comovente entre uma mãe e seu filho. O material publicitário faz alusão ao recurso Memories, que gera apresentações de momentos marcantes utilizando coleções de fotos e vídeos presentes na memória do dispositivo.

Para complementar o comercial, a Apple também lançou um vídeo explicativo, mostrando como acessar o Memories nos dispositivos da Maçã em apenas três passos simples. Confira:

Via: Cult of Mac

via Canaltech

Memórias: comercial da Apple mostra ‘mágica’ da criação de filmes no iPhone

Você imagina como era o trabalho de editar um filme antes de termos os aplicativos de edição mais modernos? Pois pode apostar que a coisa era muito mais complexa do que parece. Afinal de contas, qualquer corte errado nos rolos de filme poderia causar um grande problema para o resultado final.

Mas foi relembrando esta época que a Apple decidiu criar o seu novo comercial para falar sobre o recurso “Memories” do seu aplicativo de fotos para iOS. No vídeo (que você confere logo abaixo), um senhor de idade é visto fazendo edições manuais com vídeos e fotos para montar um filme e fazer com que o resultado final seja alcançado.

VIDEO

Como você pode perceber, o senhor neste caso está dentro do próprio iPhone. Ou seja: ele está trabalhando como se fosse o app que milhares de usuários utilizam para criar seus álbuns com muito mais facilidade. Em resumo: a Apple está mostrando que todo o “trabalho pesado” fica com o software e você só precisa escolher o material que vai ser usado. Você gostou do comercial?

via Novidades do TecMundo

Vazamento mostra que Meizu tem concorrente de peso para o Xiaomi Mi Mix

Embora muitas fabricantes estejam apostando em novas proporções de tela e bordas mínimas para valorizar o espaço em seus celulares, parece que a Xiaomi é o grande alvo da Meizu com seu novo projeto. Graças a imagens vazadas na web, ficamos sabendo que a fabricante chinesa pode ter muito em breve a sua própria versão do belíssimo Mi Mix.

A foto praticamente confirma um rumor disseminado recentemente por Jack Wong, o chefão da Meizu, e indica que a marca pode ter deixado de lado a sua recorrente inspiração nos aparelhos da Apple para bater de frente com sua competidora local. Afinal, estamos falando de um smartphone que, conforme mostram as fotos abaixo, traz um espaço assustadoramente amplo para o display – inclusive movendo alguns elementos de lugar para abrigar a peça.

Frente do aparelho

No clique que mostra a parte frontal do dispositivo, por exemplo, é possível perceber que a fabricante trouxe a selfie cam para a porção inferior do gadget – aproveitando melhor a única borda mais encorpada que restou no projeto. No verso do celular, temos o kit padrão de muitos flagships da atualidade: câmera dupla na vertical, flash duotone e leitor de impressões digitais.

Parte traseira

Como o jeitão dele não é muito próximo de equipamentos anteriores da marca e a tela gigantesca é o grande destaque do projeto, fica claro que a Meizu pode sim estar trabalhando em um concorrente à altura do Xiaomi Mi Mix – e provavelmente de sua segunda versão, que ainda não foi anunciada oficialmente, mas já conta com múltiplos vazamentos.

Detalhes e expectativas

O site Android Headlines conseguiu tecer algumas especulações em cima das imagens do celular misterioso. Muito provavelmente ele é mais robusto que o normal, com carcaça de metal e tamanho mais próximo dos phablets, e terá entre as suas opções de cor o combo vermelho e branco – o que deve despertar a ira da mesma galera que odiou essa combinação no iPhone 7 feito em parceria com a Product RED.

Em relação a hardware, a suposição é apenas que o aparelho deve ter mais de 5,5 polegadas, portar ao menos 4 GB de RAM e rodar a interface Flyme OS por cima do Android Nougat. A fonte que postou as fotos na web afirma apenas o preço do brinquedinho: ele deve chegar ao mercado chinês por cerca de US$ 586 (pouco mais de R$ 1,9 mil). E aí, gostaria de ter um desses ou prefere esperar pelo Meizu PRO 7?

via Novidades do TecMundo

Sensor molecular para smartphone mostra qual é a fruta mais doce

O primeiro smartphone capaz de detectar a composição química de vários materiais foi apresentado durante a Consumer Electronics Show (CES). Com o aparelho, chamado de Changhong H2, o usuário pode descobrir, por exemplo, quantas calorias uma fruta tem ou qual o percentual de gordura presente em seu corpo.

À primeira vista, o dispositivo não aparenta ser muito diferente de um smartphone tradicional. Dentro dele, no entanto, há um mini espectrômetro infravermelho, um tipo de sensor que mede as propriedades da luz. Quando o espectrômetro é direcionado a um objeto, a luz que é refletida do objeto é analisada pelo sensor. Desse modo, ele tem a capacidade de descobrir qual é a “assinatura” molecular do material.

O sensor, porém, ainda não funciona em qualquer objeto. Isso porque desenvolvedores precisam criar aplicativos que detectem composições químicas específicas. Um app que já pode ser usado, por exemplo, mede a quantidade de açúcar que há em uma fruta. Para usá-lo, basta apontar o smartphone para a fruta e iniciar a análise.

Outro app informa qual é a porcentagem de gordura corporal de um usuário. A pessoa só precisa mirar o sensor nos bíceps que o aplicativo irá dizer se ela está acima ou abaixo da média no quesito gordura. Há ainda outra aplicação que detecta quando uma pílula de Viagra é verdadeira ou falsa.

O produto poderia trazer grandes benefícios para as pessoas. Os consumidores poderão selecionar as melhores frutas e legumes, manter suas dietas e necessidades nutricionais e ainda verificar a autenticidade de vários tipos de produtos.

O smartphone foi desenvolvido em parceria entre a Changhong, uma fabricante asiática de produtos eletrônicos, e a Analog Devices, uma multinacional americana. Já o sensor, chamado de SCiO, foi criado pela Consumer Physics.

O Changhong H2 tem tela de 6 polegadas, bateria de 3.000 mAh e sensor de impressões digitais. Por enquanto, ele está disponível apenas na China. Preço e disponibilidade para outros países não foram divulgados.

Confira como o sensor funciona no vídeo (em inglês) abaixo:

Este conteúdo foi originalmente publicado em Exame.com.

via Superinteressante

CES 2017 mostra que tecnologia também está de olho nos deficientes físicos

Evento teve a presença de diversas empresas e novas tecnologias pensadas em melhorar a vida de pessoas com as mais variadas deficiências

Quem sofre de algum tipo de deficiência física sabe bem que não tivemos grandes avanços tecnológicos quando o assunto são acessórios como cadeiras de rodas, bengalas e afins. Felizmente, parece que isso pode estar para mudar: a CES 2017 virou palco de vários dispositivos interessantes que prometem ser de grande ajuda para quem utiliza esses tipos de instrumentos, adicionando um toque smart muito bem-vindo a eles.

Um dos primeiros exemplos surgidos no exemplo é a Dring, uma bengala inteligente que vai aumentar em muito a segurança de quem a utiliza. E o que ela traz de diferente? Bem, para começar, ela conta com um módulo GPS que permite a você enviar suas informações de posicionamento para contatos específicos do celular.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Imagem mostra suposto novo design do Samsung Galaxy S8

Samsung Galaxy S8

O lançamento do Samsung Galaxy S8 ainda não está tão perto assim, mas os rumores para o próximo grande lançamento da fabricante sul-coreana estão a todo vapor. Uma nova imagem vazada aponta o que supostamente pode ser o novo design do smartphone, com mudanças significativas no design, com a eliminação de um botão home na frente do aparelho.

A imagem apareceu nesta quinta-feira (05) em uma conta do Weibo, uma espécie de Twitter chinês. O aparelho guarda semelhanças com o S7 Edge, com uma tela que vai até as bordas laterais do smartphone.

No topo do telefone está a saída de som e na parte de baixo, apenas uma barra com o logo da Samsung, sem qualquer botão home ou leitor de impressões digitais. Segundo rumores recentes, um leitor biométrico ultrassônico poderá vir na tela do aparelho, o que substituiria o botão home. Mesmo assim, a tela do aparelho não mostra qualquer tecla de navegação, o que levanta dúvidas sobre a veracidade da tal imagem.


Suposta imagem do novo Samsung Galaxy S8 (Foto: reprodução/ Weibo)

A foto vazada pode ser nada mais que algum troll da internet que pegou um Galaxy S7 e fez algumas alterações visuais para que ele parecesse um novo smartphone, criando um burburinho para o que pode vir da Samsung mais na frente. Mesmo assim, a expectativa continua.

A Samsung está apostando pesado no sucesso do Galaxy S8, ainda mais depois do fiasco do Galaxy Note 7, que teve mais de quatro milhões de unidades recolhidas e sua venda suspensa no final do ano passado. Todos os olhos estão em cima do próximo top de linha dos sul-coreanos.

A data de lançamento para o smartphone ainda é incerta. Usualmente a companhia revelava o aparelho em fevereiro, durante o Mobile World Congress, em Barcelona. Entretanto, fontes divulgaram que a Samsung quer fazer um grande barulho com o lançamento, possivelmente adiando seu anúncio para abril, em um grande evento em Nova York.

Enfim, o que resta é resperar. Continue ligado aqui no Canaltech para saber de todas as novidades.

Fonte: Phone Arena

via Canaltech