Microsoft inaugura em Curitiba centro de inovação para novas tecnologias

Microsoft Innovation Center visa aproximar universidades, iniciativas públicas e privadas visando acelerar a adoção de novas tecnologias e fomentar o mercado de startups

via IDG Now!

Microsoft barra atualizações no Windows 7 e 8.1 em PCs com processadores novos

Você montou um computador novo ou fez upgrade, mas decidiu ficar com uma versão antiga do Windows? É melhor repensar sua decisão: a Microsoft confirmou oficialmente que está bloqueando a instalação de atualizações de segurança no Windows 7 e 8.1 em máquinas com processadores mais recentes.

No documento de suporte, a empresa diz que você poderá obter o erro “Seu PC utiliza um processador que não é suportado por esta versão do Windows e você não receberá atualizações”, ou ainda uma mensagem de erro desconhecido, com o código 80240037, se tiver um processador AMD Bristol Ridge, AMD Ryzen, Intel Core de 7ª geração (Kaby Lake) ou Qualcomm Snapdragon 820.

Esses chips novos suportam apenas o Windows 10. Faz tempo que a Microsoft “restringe” os sistemas operacionais antigos aos chips antigos: segundo a empresa, isso permite que o Windows fique integrado de forma mais profunda com as novas tecnologias dos processadores, ao mesmo tempo em que mantém a confiabilidade e compatibilidade em modelos antigos de chips e sistemas operacionais.

Se você tem um Windows 7 ou 8.1, está recebendo a mensagem de erro e não quer ficar com um sistema operacional cheio de buracos, o jeito é atualizar para o Windows 10.

Microsoft barra atualizações no Windows 7 e 8.1 em PCs com processadores novos

via Tecnoblog

Adeus, Vista: Microsoft não vai mais oferecer suporte ao antigo sistema

O que isso significa? Para aqueles que utilizam essa versão do sistema operacional, não haverá mais atualizações de segurança ou reparos

Como aconteceu em outras ocasiões, sempre que uma nova versão do Windows é lançada a Microsoft vai, aos poucos, deixando de trabalhar nas opções mais antigas. Isso aconteceu com o Windows XP há algum tempo, e agora é a vez do Windows Vista seguir pelo mesmo caminho que o seu “parente” mais velho.

Segundo informações divulgadas pela empresa de Bill Gates, o suporte ao Windows Vista será encerrado em 11 de abril. A partir dessa data, o sistema operacional não vai mais receber nenhum tipo de atualização ou suporte da parte da companhia.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Microsoft bloqueia atualizações Windows 7 e 8.1 para PCs com CPUs Ryzen ou Kaby Lake

Após toda a polêmica se novos processadores da AMD e Intel seriam suportados no Windows 7 e Windows 8.1 agora a Microsoft deixou bem claro a resposta: Não. Funcionar é bem diferente de suportar, é óbvio que um computador com CPU Ryzen ou Kaby Lake com Windows 7 ou 8.1 instalado irá fun…

via Hardware.com.br

Microsoft deve lançar próximo Surface Book no modelo de laptop comum

A segunda versão do Surface Book deve ser parecida com um laptop comum, sem a tela destacável e a possibilidade de transformá-lo em um tablet. De acordo com o periódico Digitimes — especializado em componentes eletrônicos na região de Taiwan —, a Microsoft deve optar pelo design “concha” para baratear o produto.

Novidade pode ser revelada no final do mês ou em abril

A produção em massa de 1,5 milhão de Surface Book 2 já começou e ele deve vir com uma tela de 13,5 polegadas em liga de magnésio-alumínio, a US$ 1 mil (aproximadamente R$ 3,2 mil, sem as taxas, na cotação desta quinta-feira). A previsão é de que o produto seja apresentado até o final do mês ou em abril.

Uma das razões da mudança seria para evitar concorrência com a linha Surface Pro

As mudanças, de acordo com a publicação, estariam relacionadas a intenção da Microsoft de aumentar as vendas — em 2016 foram comercializadas 500 mil unidades — e de evitar conflito com a linha Surface Pro.

A companhia de Redmond não confirma nada disso, mas muita gente acredita que o Digitimes pode estar certo, já que no ano passado o jornal acertou com detalhes o lançamento do all-in-one Surface Studio.

via Novidades do TecMundo

Meta 2 é um headset de realidade mista que concorre com o Microsoft HoloLens

O HoloLens, da Microsoft, combina objetos virtuais ao mundo real. Desde seu anúncio, concorrentes decidiram apostar no segmento de realidade mista, e uma delas é a Meta Vision.

O headset Meta 2 está sendo distribuído para desenvolvedores e custa US$ 949 – bem menos que os US$ 3.000 cobrados atualmente pela Microsoft. Quais as diferenças em relação ao HoloLens?

O Meta 2 possui resolução 2550 x 1440 pixels e um amplo campo de visão de 90 graus, enquanto o HoloLens oferece apenas 30 graus – se você olhar para os lados, o efeito de realidade mista desaparece.

No entanto, o headset requer um computador com placa de vídeo ou chip gráfico dedicado, e precisa ser conectado a ele por fios. (A companhia espera oferecer headsets sem fio em 2018.)

O Meta 2 é grande, mas segundo o Mashable, se encaixa confortavelmente na cabeça graças a um peso uniformemente distribuído, e a uma espuma ao redor do display e na parte de trás.

Os sensores frontais de profundidade rastreiam o mundo ao seu redor e também acompanham suas mãos, exibindo uma malha 3D quando elas entram no campo de visão. Há sensores para rastrear o movimento da cabeça e do corpo, quatro alto-falantes surround e um conjunto de microfones.

É possível interagir com objetos virtuais sem usar gestos específicos como no HoloLens. (Por exemplo, o usuário precisa levantar a mão, deixar a palma para cima, reunir as pontas dos dedos e abrir a mão para voltar ao menu Iniciar – isso se chama “bloom”.) Basta pegar objetos virtuais e movê-los ao redor.

Uma das demonstrações do Meta 2 na SXSW em Austin (EUA) envolvia um cérebro dividido em áreas específicas flutuando na sua frente. Segundo o Engadget, a imagem era muito nítida e permanecia fixa mesmo com os movimentos do usuário; no entanto, o headset teve alguns problemas para reconhecer quando ele tentava interagir com objetos virtuais.

O maior desafio para o Meta 2 é software. Ele roda um sistema operacional personalizado e ainda não há muito o que fazer com ele, por isso a empresa está cobrando relativamente pouco pelo headset – ela espera atrair a atenção de desenvolvedores. Mas Ryan Pamplin, vice-presidente de vendas, avisa ao Engadget que o Meta 2 será “substancialmente mais caro” quando estiver amplamente disponível para mais clientes.

A disputa pela realidade mista ainda está começando. Será que ele consegue competir com o HoloLens, que está mais à frente em questão de software?

Meta 2 é um headset de realidade mista que concorre com o Microsoft HoloLens

via Tecnoblog

Microsoft Teams agora está disponível a todos os assinantes do Office 365

Ferramenta de colaboração voltada para o ambiente corporativo já está disponível para os clientes do Office 365 Business em 181 países e em 19 idiomas

via IDG Now!

Microsoft Teams chega a todos os assinantes do Office 365

Equipe Teams

A Microsoft anunciou nesta terça (14) que já está disponível para usuários globais do Office 365 a nova ferramenta Teams. A novidade segue a tendência dos chats de trabalho (como Slack e Trello), pelos quais membros de uma empresa ou de grupos colaboradores podem trocar ideias e compartilhar conteúdo colaborativo entre equipes. O recurso chegou simultaneamente a 181 países e está disponível em 19 idiomas. 

Em novembro, a companhia lançou a versão preview da plataforma, que já se tornou conhecida dos testadores em mais de 50 mil empresas. 

“Em um mundo onde a informação é abundante, mas o tempo e a atenção humana permanecem escassos, aspiramos ajudar pessoas e grupos a serem mais produtivos, seja onde estiverem”, afirma Satya Nadella, CEO da Microsoft. “O Office 365 é a plataforma mais ampla e o conjunto de ferramentas mais universal para a criação, a colaboração e a comunicação. Hoje, adicionamos uma nova ferramenta ao Office 365 com o Microsoft Teams, um ambiente de trabalho baseado em chat para empoderar a criação das equipes”.

E o Teams chega com mais de 100 novas ferramentas, contando com experiência otimizada de reuniões, recursos de agendamento, ligações de áudio para mobile, chamadas em vídeo para Android (Windows Phone e iOS em breve), integração com e-mail, novos recursos de segurança e compliance. Também há novidades em termos de acessibilidade, como leitores de tela em voz alta, contraste alto e navegação pelo teclado. 

Você pode começar a utilizar o Teams agora mesmo se já for usuário do Office 365. Os times podem ser personalizados para gerar um hub com a cara de sua empresa ou equipe de colaboradores. Vale dizer que o aplicativo não tem versão gratuita, e apenas assinantes da plataforma da Microsoft conseguem ter acesso a ele. Os planos no Brasil saem a partir de R$ 19,40 por mês.  

Via Microsoft

via Canaltech

Microsoft Teams chega a todos os assinantes do Office 365

Equipe Teams

A Microsoft anunciou nesta terça (14) que já está disponível para usuários globais do Office 365 a nova ferramenta Teams. A novidade segue a tendência dos chats de trabalho (como Slack e Trello), pelos quais membros de uma empresa ou de grupos colaboradores podem trocar ideias e compartilhar conteúdo colaborativo entre equipes. O recurso chegou simultaneamente a 181 países e está disponível em 19 idiomas. 

Em novembro, a companhia lançou a versão preview da plataforma, que já se tornou conhecida dos testadores em mais de 50 mil empresas. 

“Em um mundo onde a informação é abundante, mas o tempo e a atenção humana permanecem escassos, aspiramos ajudar pessoas e grupos a serem mais produtivos, seja onde estiverem”, afirma Satya Nadella, CEO da Microsoft. “O Office 365 é a plataforma mais ampla e o conjunto de ferramentas mais universal para a criação, a colaboração e a comunicação. Hoje, adicionamos uma nova ferramenta ao Office 365 com o Microsoft Teams, um ambiente de trabalho baseado em chat para empoderar a criação das equipes”.

E o Teams chega com mais de 100 novas ferramentas, contando com experiência otimizada de reuniões, recursos de agendamento, ligações de áudio para mobile, chamadas em vídeo para Android (Windows Phone e iOS em breve), integração com e-mail, novos recursos de segurança e compliance. Também há novidades em termos de acessibilidade, como leitores de tela em voz alta, contraste alto e navegação pelo teclado. 

Você pode começar a utilizar o Teams agora mesmo se já for usuário do Office 365. Os times podem ser personalizados para gerar um hub com a cara de sua empresa ou equipe de colaboradores. Vale dizer que o aplicativo não tem versão gratuita, e apenas assinantes da plataforma da Microsoft conseguem ter acesso a ele. Os planos no Brasil saem a partir de R$ 19,40 por mês.  

Via Microsoft

via Canaltech

Microsoft oferece recursos do Team aos assinantes do Office 365

A partir desta terça-feira (14), a Microsoft passou a oferecer aos assinantes do Office 365 os serviços do Microsoft Teams, seu novo ambiente de chat para trabalhos. A nova ferramenta já está disponível para todos os clientes da versão Business da suíte de aplicativos em 181 países e 19 idiomas.

Entre os destaques do aplicativo está sua integração com programas como Outlook, Word e Excel. Segundo a empresa, mais de 100 novas ferramentas foram incorporadas à novidade desde o momento em que sua versão prévia foi anunciada, incluindo recursos de otimização de reuniões, ligações por dispositivos móveis e funções de conformidade.

“Em um mundo onde a informação é abundante, mas o tempo e a atenção humana permanecem escassos, aspiramos ajudar pessoas e grupos a serem mais produtivos”, afirmou Satya Nadella, CEO da Microsoft. “O Office 365 é a plataforma mais ampla e o conjunto de ferramentas mais universal para a criação, a colaboração e a comunicação. Hoje, adicionamos uma nova ferramenta ao Office 365 com o Microsoft Teams, um ambiente de trabalho baseado em chat para empoderar a criação de equipes”.

via Novidades do TecMundo