Baixe agora os wallpapers do novo Samsung Galaxy S8

Além de especificações, fotos e vídeos dos novos Samsung Galaxy S8 e Galaxy S8 Plus, os papéis de parede dos aparelhos também acabaram de vazar na internet. Porém, se você está esperando aquele wallpaper chamativo e bem bonito, pode se decepcionar: eles são bem limpos e minimalistas.

Caso não saiba, a aparência da interface de usuário e os ícones utilizados no Android 7.0 Nougat que estará presente nos modelos S8 também já apareceram. Se você quiser refrescar a memória, basta acessar aqui.

Os wallpapers vazados não estão com uma qualidade bem nítida, mas alguns deles devem ficar bonitos o suficiente no seu aparelho. Uma das imagens foi alterada pelo pessoal do DroidViews, já que estava com resolução inferior ao Full HD 1080p.

Abaixo, você vê a galeria com quatro papéis de parede oficiais e os respectivos links para download.

Agora, você vê uma galeria com os papéis de parede não oficiais da Samsung, mas que podem surgir ao longo do tempo. Os wallpapers na cor vermelha e azul estão em resolução QHD, 2560×1440. Para baixar algum papel de parede não oficial, clique aqui.

via Novidades do TecMundo

Ofertas da semana: tem Moto G5, Galaxy S7, TV, fone JBL e muito mais

Se alguém disser para você que não gosta de economizar, pode chamar a ambulância e internar essa pessoa. Afinal de contas, gastar o mínimo possível é sempre uma excelente pedida para todos, não é mesmo?

Pois, pensando nisso, o TecMundo decidiu criar mais uma seção de descontos para todos os leitores. É o “Ofertas da Semana”, que usamos para apresentar todas as ofertas mais arrasadoras que conseguimos para vocês.

Gostou da ideia? Esperamos que sim! Separamos todas de acordo com o segmento do produto para facilitar a localização da oferta que melhor se encaixa às suas necessidades. Será que temos o que você mais busca?

Vale dizer que grande parte das ofertas está sendo mencionada com o preço para pagamento à vista e no boleto, e algumas podem ser alteradas pelas lojas participantes sem aviso prévio.

1. Moto G5 32GB

2. Quantum Fly Q7

3. Fone Bluetooth JBL T450

4. Xiaomi Redmi 3s

5. GoPro Hero Plus

6. Sony Xperia XA Ultra

7. Smart TV Philco LED 32″

8. Notebook HP 14-AC141BR

9. Samsung Galaxy S7

………

Já sabe qual oferta você vai aproveitar?

via Novidades do TecMundo

Galaxy S8+ com processador Exynos 8895 também tem benchmarks vazados

Curioso para saber o quão poderoso é a variante do Samsung Galaxy S8+ com processador Exynos 8895? Pois então saiba que você está com sorte. O aparelho acaba de surgir no famoso site de benchmarks Geekbench, mostrando todo o potencial de seu hardware – que, aparentemente, supera por pouco a versão do smartphone com Snapdragon 835.

Como você pode conferir pelos números mostrados na imagem abaixo, o desempenho do dispositivo é surpreendentemente alto: no teste single-core, o Galaxy S8+ com Exynos 8895 teve 1.978 pontos; já no multi-core, o escore foi de 6.375. Em comparação, os benchmarks vazados da versão com Snapdragon 835 tiveram 1.929 e 6.084 pontos, respectivamente.

Sim, a diferença é pequena. Mas ela existe – e é especialmente notável na hora de usar múltiplos núcleos. Os números, vale notar, não são exatamente surpresa, já que o processador da Samsung costuma se sair melhor nesses testes.

Acima, os números mostram que o Galaxy S8+ é realmente poderoso

A má notícia é que os consumidores não vão ter muita escolha com relação a qual aparelho utilizar. Em compensação, isso provavelmente vai fazer pouca ou nenhuma diferença no desempenho real de quem comparar o celular, já que ambas as versões do S8+ parecem poderosas o suficiente para praticamente qualquer tarefa.

Logo, tudo o que resta é esperar para ver se esses rumores são verdade. Mas convenhamos que, com tantos vazamentos ocorrendo, fica difícil pensar que seria algo falso.

via Novidades do TecMundo

Samsung Galaxy S8 contará com supercâmera lenta de 1.000 FPS

Galaxy S8 Conceito

Novo dia, novo rumor sobre o Galaxy S8. Nesta sexta-feira (17) surgiu a informação que a Samsung adicionou o recurso de supercâmera lenta ao flagship.

Atualmente os smartphones topo de linha que contam com esse recurso são capazes de gravar vídeos a 240 quadros por segundo, o que já é bastante impressionante. Mas a fabricante sul-coreana quer ir além e, segundo rumores apurados pelo pessoal do Droid Life, decidiu por usar um sensor capaz de filmar a incríveis 1.000 quadros por segundo.

Apesar da quantidade absurda de capturas por segundo, ainda não se sabe qual resolução terão os vídeos gravados nesse modo. No Google Pixel, por exemplo, que grava a 240 FPS, a resolução é restrita a 720p, não chegando sequer a Full HD. Sendo assim, será que teríamos de sacrificar a resolução para fazer vídeos com tantos quadros? Torçamos para que não.

Também ainda não se sabe exatamente qual sensor a Samsung empregará no Galaxy S8. Recentemente a Sony anunciou um novo sensor chamado Motion Eye que é capaz de fazer gravações a 960 fps. Porém, é improvável que seja esse o componente escolhido pela sul-coreana.

Leitor de íris

Fora a suposta supercâmera lenta, também surgiram detalhes sobre o leitor de íris que virá acompanhando o Galaxy S8. De acordo com o referido site, o leitor contará com um sensor RGB de 3,7 megapixels dedicado à leitura da íris dos usuários.

Ao lado dele estará a câmera frontal, essa sim dedicada a fazer fotografias, com um sensor de 8 megapixels.

Claro, tudo isso deve ser tratado como especulação e toda a verdade deve ser revelada daqui a duas semanas, mais precisamente no dia 29 de março, quando a Samsung apresentará o Galaxy S8 para o mundo e dirá quando ele chegará às lojas. O Canaltech, claro, estará no evento acompanhando tudo de perto para contar tudo para você. Fique ligado!

Fonte: Droid Life

via Canaltech

Até tu? Pôster oficial do evento do Galaxy S8 já está na rede [imagem]

Pelo visto, o Galaxy S8 já pode ser considerado um dos aparelhos com mais material vazado. Na última quinta-feira (16), por exemplo, surgiram imagens mostrando como seria o aparelho na opção preto brilhante, e agora é a vez de termos uma ideia de qual é o pôster que a companhia apresentará no evento de lançamento.

O pôster em questão foi obtido por um usuário chinês do Twitter conhecido como Ice unverse, e mostra um desenho mais estilizado na parte superior e o mês de abril na parte de baixo – só faltou mesmo a data em que o aparelho estará nas lojas, mas isso certamente será revelado no evento agendado para acontecer em 29 de março.

Caso esteja curioso, há rumores de que provavelmente o dispositivo móvel esteja disponível em 28 de abril, mas o mais seguro neste momento é aguardar mais alguns dias antes de depositar todas as esperanças nesta data.

Mais rumores

Para aqueles que estão curioso para saber de algumas especificações técnicas do aparelho, há relatos de que ele talvez chegue às lojas equipado com uma tela Super AMOLED e duas possibilidades para processador: o Snapdragon 935 ou o Exynos 9 Series 8895.

De concreto, sabe-se apenas que Galaxy S8 terá a Bixby como assistente virtual, e você pode saber um pouco mais sobre isso clicando aqui.

via Novidades do TecMundo

Câmera do Samsung Galaxy S8 poderá gravar em ultra slow motion (1000 fps)

Sim, existem algumas pessoas que falam: “Para bater o iPhone, você precisa ter uma câmera melhor”. É inegável que os dois maiores expoentes de smartphones são os iPhones e os Galaxy S, é a dualidade do mundo celular. Então, a Samsung está aumentando a potência das câmeras para os novos Galaxy S8 e Galaxy S8 Plus, de acordo com os últimos rumores.

A Samsung vai usar DRAM para processar o tipo de vídeo

Além de um óbvio aumento na quantidade de megapixels, a Sammy vai colocar a capacidade de gravação em ultra slow motion — ou seja, gravação em 1.000 fps. Vale lembrar que a Sony já fez algo similar com a câmera Motion Eye IMX400, presente na linha Xperia XZ Premium.

É comum que fabricantes busquem peças de empresas “concorrentes” — a própria Sony fornece módulos de câmeras para outras marcas e a Apple utilizava displays da Samsung. Contudo, a Sammy deve fugir desse padrão e desenvolver a própria solução de ultra slow motion.

Slow motion (1.000fps)

Segundo o rumor, a companhia sul-coreano vai utilizar um elemento de memória DRAM adicional entre o sensor da câmera e o circuito do processador de sinal de imagem. Dessa maneira, o módulo poderá capturar a gravação mais fácil, que exige uma grande quantidade de dados. A câmera traseira presente tanto no Galaxy S8 quanto no Galaxy S8 Plus também deve apresentar um foco automático bem melhorado, de acordo com o mesmo rumor.

Uma câmera de 3,7 MP servirá para scanner de íris

Já sobre a câmera frontal, é esperado que a Samsung continue com 8 megapixels, porém, um sensor com 3.7 megapixels será adicionado. No caso, ele será exclusivo para o scanner de íris — desbloqueio de tela com o “olho”.

Se você quiser acompanhar toda a avalanche de vazamentos sobre os smartphones Samsung Galaxy S8 e Samsumg Galaxy S8 Plus, acompanhe esta página.

via Novidades do TecMundo

Samsung Galaxy S8 pode ter edição exclusiva com 6 GB de RAM na China

Samsung Galaxy S8

Pensou que passaria um dia sem uma especulação do Galaxy S8? O boato desta quinta-feira (16) é que a Samsung está preparando uma variante do próximo flagship com 6 GB de memória RAM e que seria exclusiva para a China.

O rumor ganhou força depois que Kevin Wong, diretor de pesquisa da analista de mercado IHS, comentou que a Samsung iria transferir sua estratégia de conquistar o mercado chinês traçada para o Note7 para o Galaxy S8. Sim, a fabricante tinha planos de levar uma variante mais poderosa do finado phablet para a China a fim de ganhar mais market share. Não deu certo pelos motivos que todo mundo conhece.

Apesar do contratempo, a Samsung não teria desistido do plano. Agora, a ideia seria oferecer o novo Galaxy S8 em duas versões diferentes: a básica, com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento; e uma mais potente, com 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento.

A estratégia é clara: agradar um público mais hardcore, que busca desempenho acima de tudo, e assim conquistar uma fatia maior do mercado. De acordo com o PhoneArena, o plano deve até mesmo ser replicado na Coreia do Sul, país natal da empresa, mas não no restante do mundo — nada de regalias para nós.

Obviamente isso tudo ainda é especulação e a Samsung não falou nada sobre o assunto. Todo o mistério em torno do Galaxy S8 deve chegar ao fim no dia 29 de março, quando ele será apresentado para o mundo todo e provavelmente ganhará uma data de lançamento. Até lá, seguimos a programação de um rumor ou um vazamento do Galaxy S8 por dia.

Fonte: Kevin Wang (Weibo), PhoneArena

via Canaltech

Galaxy J7 Prime: um intermediário esforçado

Samsung Galaxy J7 Prime

A Samsung destina à linha Galaxy J os seus smartphones menos sofisticados. Mas isso não quer dizer que esses aparelhos não podem oferecer boa experiência de uso. Ou quer? Bom, eu usei o Galaxy J7 Prime como meu celular principal por duas semanas para descobrir.

O modelo tem tela de 5,5 polegadas, processador Exynos 7870 Octa, 3 GB de RAM e 32 GB para armazenamento interno de dados. À primeira vista, essa combinação convence, mas o que importa mesmo é saber como o dispositivo se comporta no dia no dia, concorda? Pois bem, conto as minhas impressões a seguir.

Design

Mesmo que os dizeres “Samsung” não estivessem ali na frente, você descobriria na hora que o J7 Prime é um smartphone da marca. O modelo não foge do padrão de design que, apesar de repetitivo, caracteriza com competência os smartphones Galaxy.

Eu testei a versão dourada do Galaxy J7 Prime, que exibe a cor branca ao redor da tela. É uma combinação de tons interessante para quem quer fugir do preto — mas o dispositivo também está disponível nessa cor para quem faz questão do tradicional.

Samsung Galaxy J7 Prime

A traseira, de alumínio e textura fosca, se dobra nas bordas para cobrir as laterais do smartphone. Essa curvatura deixa o modelo mais bonito, por outro lado, pode afetar a pegada. Não que o Galaxy J7 Prime seja escorregadio, mas eu achei que é mais fácil deixá-lo escapar das mãos do que outros smartphones, inclusive da própria Samsung, como o Galaxy J7 Metal ou o Galaxy A5 2017.

Samsung Galaxy J7 Prime

Na lateral direita, a Samsung colocou o botão liga/desliga e, um pouco mais acima, quase na ponta, a saída de áudio. Pisou na bola aqui, Samsung! Essa posição é horrível: ao jogar ou assistir a vídeos na vertical, por diversas vezes eu tampei essa saída com o dedo. Não tinha como escapar: se a saída ficasse virada para cima, eu tampava com a mão esquerda; se para baixo, com a direita.

Samsung Galaxy J7 Prime

Os botões de volume ficam no lado esquerdo, assim como as duas bandejas. Sim, duas. Uma guarda o SIM card principal. A outra tem os slots para o segundo SIM card e para o microSD — você pode usar um cartão de até 256 GB. É uma ideia que deve agradar muita gente: você não corre o risco de deixar um chip cair enquanto coloca o outro.

Samsung Galaxy J7 Prime

Tela

A tela tem 5,5 polegadas e resolução full HD (401 ppi). Já o painel é do tipo TFT LCD, mas incrementado com PLS, basicamente, uma tecnologia da Samsung que aproxima o display da qualidade de uma tela IPS, tanto quanto possível.

Funciona? Olha, a tela do Galaxy J7 Prime não faz feio, mas muitos smartphones por aí — inclusive intermediários — ganham na comparação. As cores têm boa saturação, e os níveis de contraste e brilho são aceitáveis. Porém, as tonalidades são afetadas quando você desloca o aparelho para os lados. Sem contar que o reflexo é muito perceptível: em ambientes bem iluminados, talvez você tenha que mudar de posição para enxergar o conteúdo.

Efeito da câmera: a tela não é azulada assim

Efeito da câmera: a tela não é azulada assim

Mas o que mais me incomodou é a ausência do sensor de luminosidade. Para compensar, o smartphone tem um modo externo que deixa o brilho no máximo para quando você está em um lugar com incidência de luz solar, por exemplo. Mesmo assim, o sensor faz falta: você vai sofrer um pouquinho para achar o modo externo se estiver em um ambiente muito claro.

E não espere milagres: mesmo com o brilho no nível máximo, talvez você tenha que se esforçar para enxergar o conteúdo da tela por conta dos tais reflexos.

Modo externo

Software

Procurando um celular com Android 7.0 Nougat? Então o Galaxy J7 Prime não é uma opção para você. O aparelho sai de fábrica com o Android 6.0.1 Marshmallow e não há previsão de atualização para a versão mais recente, embora essa possibilidade não esteja descartada.

Pelo menos a interface, a TouchWiz, trabalha bem: assim como tem acontecido com outros smartphones da linha Galaxy lançados nos últimos anos, ela não deixa o sistema lento e é fácil de usar.

Samsung Galaxy J7 Prime - TouchWiz

Também não há excesso de “lixo”: há aplicativos de terceiros pré-instalados, mas não são muitos. Alguns deles podem ser bastante úteis, na verdade, como os apps do Microsoft Office e o Opera Max (relembrando, o app ajuda a economizar dados em redes móveis). Também não há excessos nos aplicativos próprios: o Samsung Notes e o S Health até que são legais.

Câmeras

A câmera traseira do Galaxy J7 Prime tem 13 megapixels e lente com abertura f/1,9. De modo geral, o componente entrega bons resultados, mas vira e mexe vai te lembrar que você está usando um smartphone intermediário.

Samsung Galaxy J7 Prime

Quando as condições de iluminação ajudam — você pegou um dia ensolarado, por exemplo —, a câmera registra imagens com boa fidelidade de cores, nitidez e baixo ruído. Mas, olhando com mais atenção, a gente percebe alguma perda de definição causada pelo pós-processamento.

Foto registrada com o Samsung Galaxy J7 Prime

Foto registrada com o Samsung Galaxy J7 Prime

Foto registrada com o Samsung Galaxy J7 Prime

Foto registrada com o Samsung Galaxy J7 Prime

Não é nada dramático, é verdade. Porém, os probleminhas ficam mais evidentes quando você está em ambientes fechados. Mesmo quando a iluminação artificial é bastante forte, dá para notar cores mais suavizadas ou escurecimento na imagem. Quando isso acontece, o modo HDR pode ser a salvação.

Sem HDR

Sem HDR

Com HDR

Com HDR

Sem HDR

Sem HDR

Com HDR

Com HDR

À noite, se você tiver o mínimo de iluminação e fizer fotos com calma, vai conseguir registros interessantes, pois a abertura mais generosa permite mais entrada de luz. Interessantes, mas não livres de ruídos e problemas de definição, porém.

Sem HDR

Sem HDR

Com HDR

Com HDR

Agora, o que me aborreceu foi o autofoco. É normal você ter um pouco mais de trabalho para conseguir focar a imagem quando a iluminação é mais baixa. Nessa circunstância, a imagem sai tremida ou borrada, te obrigando a tentar de novo. Só que, no Galaxy J7 Prime, isso ocorreu até em ambientes abertos e bem iluminados. Não é um problema frequente, felizmente. Ele só ocorre quando, por alguma razão, o ajuste automático deixa o obturador mais lento.

A câmera frontal está lá, é claro, e vem com 8 megapixels (5 megapixels está deixando de ser padrão?), lente com abertura f/1,9 e flash LED. Ela faz registros aceitáveis, com equilíbrio de cores e baixo nível de ruído em condições favoráveis. Mas o pós-processamento é mais presente aqui: às vezes, o efeito de “rosto lavado” se torna facilmente perceptível.

Foto registrada com o Samsung Galaxy J7 Prime

Hardware e bateria

A Samsung pôs um processador Exynos Octa 7870 no Galaxy J7 Prime, um chip com oito núcleos Cortex-A53 de 1,6 GHz acompanhado da GPU Mali-T830MP2, além de 3 GB de RAM. É uma combinação que, de fato, condiz com um aparelho intermediário.

Nas atividades básicas do dia a dia — redes sociais, web, reprodução de áudio e vídeo, entre outros —, o smartphone se comportou bem. Porém, com jogos pesados como Unkilled e Need for Speed No Limits, dá para perceber que o aparelho sofre um pouquinho. Nas cenas mais movimentadas, não raramente há uma ligeira, mas perceptível queda na taxa de frames. Isso acontece até com configurações gráficas medianas ativadas, ainda que com menos frequência.

Pontuações no Antutu (esquerda), 3DMark e Geekbench 4

Pontuações no Antutu (esquerda), 3DMark e Geekbench 4

Por causa da posição infeliz da saída de som, passei a maior parte do tempo usando o celular com fones de ouvido — teria que fazê-lo de qualquer forma, pois o alto-falante tem baixa qualidade. O áudio fica muito superior nesse tipo de acessório, mas se você estiver usando fones de boa qualidade, poderá melhorar ainda mais o som ajustando o equalizador e ativando os efeitos nas configurações do sistema.

Ah, neste ponto, devo dizer que o botão físico frontal do J7 Prime também é um leitor de digitais. Funciona bem, mas o sensor não é dos mais rápidos, sem contar que você tem que pressionar o botão (ou o liga/desliga) para tirar o aparelho do standby para só então conseguir fazer a leitura da digital. Apesar disso, o método ainda é mais rápido do que o desbloqueio via senha ou desenho na tela.

O botão físico também é leitor de digitais

O botão físico também é leitor de digitais

E a bateria? Ela tem 3.300 mAh, mas não impressionou nos testes. Rodei o filme O Poderoso Chefão: Parte 3 (2h50min) via Netflix e brilho máximo de tela, escutei música (30 minutos), joguei Need for Speed No Limits (30 minutos), naveguei na web (uma hora) e fiz uma chamada (10 minutos). Após essas tarefas, a carga da bateria caiu de 100% para 52%, considerando aqui um intervalo médio de três minutos entre elas.

O tempo de recarga de 15% para 100% foi de 2h12min (o carregador fornecido é “normal”, isto é, não tem tecnologia de recarga rápida).

Conclusão

Samsung Galaxy J7 Prime

O J7 Prime cumpre a missão de dar um ar premium à linha Galaxy J. Alguns detalhes, como ausência de NFC, falta de sensor de luminosidade e tela que é apenas ok, deixam claro qual é a categoria do aparelho. Por outro lado, há características que realmente tornam o modelo relevante.

As câmeras, por exemplo, têm lá suas limitações, mas são bem boas para a categoria. Os 32 GB de espaço (24,4 GB livres para o usuário) estão dentro do mínimo aceitável para os dias atuais. O acabamento externo é robusto. E recursos como leitor de impressões digitais e 3 GB de RAM em vez de 2 GB são mais do que bem-vindos.

Samsung Galaxy J7 Prime

No dia a dia, o aparelho se comporta bem, mas é preciso estar ciente de que ele pode ficar “ofegante”: os apps mais comuns vão rodar numa boa, assim como jogos não muito exigentes; games pesados também vão rodar, mas você vai notar o esforço.

No fim das contas, o Galaxy J7 Prime é uma boa opção para quem quer ir além do básico, mas não precisa de grande poder de fogo. Mas, como sempre, faça questão de um bom desconto: o dispositivo foi lançado no Brasil em novembro de 2016 com preço sugerido de R$ 1.599, mas, pesquisando rapidamente antes de publicar este review, o encontrei no varejo online por cerca de R$ 1.100.

Especificações técnicas

  • Bateria: 3.300 mAh;
  • Câmera: 13 megapixels (traseira) e 8 megapixels (frontal);
  • Conectividade: 3G, 4G, Wi-Fi 802.11n, GPS, Bluetooth 4.1, USB 3.20, rádio FM;
  • Dimensões: 151,7 x 75 x 8 mm;
  • GPU: Mali-T830MP2;
  • Memória externa: suporte a cartão microSD de até 256 GB;
  • Memória interna: 32 GB;
  • Memória RAM: 3 GB;
  • Peso: 167 gramas;
  • Plataforma: Android 6.0.1 Marshmallow;
  • Processador: octa-core Exynos 7870 de 1,6 GHz;
  • Sensores: acelerômetro, proximidade, impressões digitais;
  • Tela: TFT LCD de 5,5 polegadas com resolução de 1920×1080 pixels (401 ppi) e proteção Gorilla Glass.

Galaxy J7 Prime: um intermediário esforçado

via Tecnoblog

Imagens vazadas mostram como seria o Galaxy S8 na opção preto brilhante

Quem está acompanhando todas as notícias referentes ao Galaxy S8 pode ter se deparado com a informação de que ele deve chegar às lojas trazendo sete cores diferentes (dourado, prata, preto brilhante, preto fosco, azul, orquídea e rosa). Com esses dados em mãos, há uma chance de que alguns tenham ficado curiosos para saber como seriam algumas delas, e as imagens que trazemos a seguir mostram uma dessas opções.

Na galeria que apresentamos abaixo é possível ver o modelo preto brilhante por alguns ângulos diferentes. É possível dizer que ele até lembra um pouco o iPhone 7 com acabamento Jet Black, e as imagens também permitem ver o logo da Samsung na parte traseira, a câmera e o leitor de digitais.

Por falar em vazamento, essa não é a primeira vez que a rede recebe informações que possivelmente seriam divulgadas apenas em um momento mais oportuno. Já tivemos outras fotos rodando a rede anteriormente, bem como a chance de ver o Galaxy S8 e o Galaxy S8 Plus rodando lado a lado.

Vale lembrar, o aparelho deve chegar às lojas equipado com uma tela Super AMOLED e duas possibilidades para processador: Snapdragon 835 ou Exynos 9 Series 8895, e trará a Bixby como assistente virtual.

via Novidades do TecMundo

Sim, o Galaxy S8 terá versão com 6 GB de RAM, mas ela não chega ao Brasil

Que o Galaxy S8, prestes a ser anunciado pela Samsung, vai ter um hardware de ponta, todo mundo já sabe. Afinal, a sul-coreana precisa, além de substituir a popular família Galaxy S7, superar toda a história trágica envolvendo o Note 7. A novidade do momento, no entanto, é que o próximo top de linha da marca pode se basear em uma estratégia do finado phablet para ganhar uma versão ainda mais poderosa – mas restrita apenas ao mercado chinês. Se os rumores estiverem certos, essa edição vai trazer os aguardados 6 GB de RAM ao gadget.

O responsável por divulgar essa informação dos bastidores da indústria é Kevin Wong, diretor de pesquisa da IHS. A notícia dá ainda mais força para o assunto, que já vem sendo discutido há meses junto dos restantes dos vazamentos a respeito dos novos aparelhos da fabricante. Com isso, a expectativa é que o modelo internacional do Galaxy S8 e do S8 Plus ofereça mesmo algo como 64 GB de armazenamento e 4GB de memória RAM, enquanto a galera na China poderá contar com um dispositivo de até 128 GB de espaço e 2 GB extras de memória.

Quem der uma passada na China pode acabar levando um S8 turbinado para casa

A tendência é que isso também que confirme com a série S8

Antes de ser tirado das prateleiras, a programação da Samsung incluía um Galaxy Note 7 com 6 GB de RAM para os consumidores chineses. Como isso não foi possível, a sul-coreana acabou replicando a tática em um lançamento mais recente de outra linha, o C9 Pro. Assim, a tendência é que isso também que confirme com a série S8, para que o dispositivo premium possa saciar a fome da China por quantidades obscenas de memória – mesmo que, em muitos casos, isso não faça uma diferença tão grande na prática.

Seja como for, a expectativa é que a Samsung coloque no mercado equipamentos que vão dar bastante trabalho para a concorrência e que devem fazer frente ao aguardado iPhone 8 – ou 7s, dependendo da veracidade dos rumores sobre o futuro celular da Apple. Isso porque, independentemente da quantidade de RAM desses brinquedinhos, eles devem trazer uma infinidade de novas tecnologias e contar com processadores Exynos 8895 ou Snapdragon 835 para dar conta de qualquer tarefa mobile.

Os chineses já possuem um celular Samsung com 6 GB de RAM

E aí, empolgado para ter o Galaxy S8 ou o S8 Plus em mãos? Fique de olho no TecMundo para mais notícias a respeito desses aparelhos, que devem ser anunciados no dia 29 de março e podem chegar ao mercado internacional em 21 de abril.

via Novidades do TecMundo