Facebook libera Messenger Day para todos os usuários brasileiros

Recurso do app de mensagens da rede social permite que usuários compartilhem vídeos em tempo real e slides de fotos que desaparecem em 24 horas

via IDG Now!

Facebook libera no Brasil o Messenger Day, recurso de mensagens efêmeras

O Snapchat lançou moda lá em 2011 e desde então toda rede social que se preze vem adicionando a função de mensagens efêmeras, aquelas que se autodestroem depois de um certo tempo. Agora é o Facebook que libera essa mesma função no Brasil. O Messenger Day vem para você ilustrar seu cotidiano em imagens, GIFs ou vídeos de até 15 segundos e já está em funcionamento desde a noite de quinta-feira (16).

A novidade por enquanto não está disponível para o Messenger na versão desktop

Para experimentar, inicialmente você precisa executar o Messenger em seu dispositivo móvel Android ou iOS — o recurso ainda não está disponível para a versão desktop — e logo você vai notar um símbolo ensolarado em destaque. É só apertar ali que a interface com adesivos abre para você brincar com a moldura de sua gravação.

Ao gravar seu conteúdo você terá a opção de adicionar o conteúdo em “Meu Dia”, que passará a ser exibido na parte superior do comunicador instantâneo no período de 24 horas, seja para todos ou uma lista específica — isso também pode ser escolhido nas Configurações. Há ainda a alternativa de você armazenar no rolo de câmera — mas não esqueça que logo esse o material será excluído.

A partir daí, a opção “Meu Dia” fica visível e o rol de publicações de seus amigos na interface do serviço assim que abrir o app.

Personalize sua mensagem

Da mesma forma que acontece no Snapchat, no WhatsApp Status e no Instagram Stories, o Messenger Day traz ferramentas para você inserir textos e grafismos em suas mensagens. Os usuários podem escolher entre 5 mil molduras, efeitos e stickers para incrementar suas postagens.

Vale lembrar que a novidade ainda não chegou para todo mundo e vem sendo distribuída gradualmente, principalmente para quem está com as atualizações do sistema operacional em dia.

via Novidades do TecMundo

Facebook quer colocar usuários mais perto de seus representantes políticos

Nova função da rede social é ambição de Zuckerberg e pretende facilitar o contato entre cidadãos e políticos de todas as esferas

Mark Zuckerberg possui diversas ambições para sua rede social, o Facebook. Entre elas, está uma maior dedicação das pessoas em assuntos políticos, seja dando a elas uma motivação maior para votar (o que não é obrigatório nos Estados Unidos, por exemplo), seja fazendo com que os cidadãos tenham maior contato com seus representantes, cobrando atitudes que considerem melhorias para a sociedade onde vivem.

Para ajudar nisso, um novo recurso foi inaugurado no Facebook para usuários norte-americanos: trata-se do Town Hall (em português, “Prefeitura”), que pode ser encontrado no menu lateral do aplicativo da rede social. Ao acessá-lo, o usuário deverá inserir seu endereço residencial para, segundo o app, “descobrir quem são seus representantes” e “contatá-los para que sua voz seja ouvida”.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Google e Facebook intensificam seu duopólio na publicidade digital nos EUA

Novo relatório da eMarketer revela que os gastos com anúncios digitais chegarão a 83 bilhões de dólares este ano, com as duas empresas abocanhando mais da metade

via IDG Now!

Cansou de Snap? Calma que tem mais: Facebook Stories vai chegando

Meu amigo, daqui a pouco você vai acordar, caminhar até o espelho e encontrar uns vídeos de amigos rolando no canto do vidro — Mirror Stories, talvez? Enquanto isso ainda não chegou, a obsessão de Mark Zuckerberg pelo Snapchat agora chegou ao Facebook, praticamente fechando o portfólio de produtos.

Vamos lá: Instagram, WhatsApp e Facebook. Os principais produtos de Zuckerberg agora contam com as histórias em fotos e vídeos em uma área dedicada. Este último, que foi batizado de Facebook Stories, começou a ser liberado hoje para mais regiões no mundo e usuários com celulares Android e iOS.

O Facebook Stories será praticamente igual ao Instagram Stories

Você usa o Snapchat? Então deve ter notado que as investidas pesadas de Mark Zuckerberg estão fazendo um certo sucesso, já que muitos usuários relatam queda nas visualizações. Você sentiu isso? Diga nos comentários.

O Facebook Stories será praticamente igual ao Instagram Stories, com as mesmas funções e capacidades — e os vídeo e fotos também ficam apenas 24 horas no ar. A rede social “mãe” deve ganhar uma área própria para isso, como você vê nas imagens.

O que você acha? O Facebook Stories é uma pá de cal no Snapchat? Vale notar que ainda não há uma data para a função chegar ao Brasil.

via Novidades do TecMundo

Facebook Stories começa a ser liberado para usuários de diversos países

Facebook Stories

Depois de estrear o Facebook Stories – o clone do Snapchat Stories – na Irlanda em janeiro deste ano, a empresa de Mark Zuckerberg está começando a liberar o recurso para todos os usuários.

O Stories é um recurso que leva até o Facebook o recurso de imagens que desaparecem em até 24 horas, que foi popularizado pelo Snapchat e copiado por diversos outros aplicativos de mídia social e até mesmo pelo WhatsApp.

A novidade aparece em um layout horizontal acima do Feed de Notícias, de forma bem parecida como já acontece no Instagram. Com a novidade, o ícone do Messenger foi movido da parte superior direito do aplicativo para a parte inferior da tela, dando espaço para um menu que leva até as mensagens efêmeras enviadas diretamente para o usuário.

A versão do Facebook para o Stories também possui filtros e a opção de enviar mensagens especificamente para cada publicação. Outro recurso são as mensagens diretas, que abrem uma nova funcionalidade da rede social batizada de "Direct". Sendo assim, o usuário pode tirar uma foto e postá-la em modo público ou enviá-la a um contato específico no Stories. Essas mensagens são separadas do Messenger e já funcionam desde o ano passado na Irlanda.

Por enquanto, a novidade parece estar disponível apenas para usuários beta do aplicativo da rede social em alguns países.

Vale lembrar que, há poucos dias, o Facebook lançou o Messenger Day, outro recurso que permite aos usuários postar vídeos e fotos que duram exatas 24 horas.

Via Tech Crunch

via Canaltech

Facebook Stories, nova cópia do Snapchat, é liberado para mais usuários

Usuários no mundo todo reportaram que recurso já se encontra disponível para eles. Companhia ainda não confirmou data para lançamento global da novidade

via IDG Now!

Facebook Messenger para Windows 10 Mobile ganha sistema de votações

O mensageiro instantâneo permite fazer pesquisas através da rede social e emite alertas sempre que uma contribuição é submetida

Quem costuma usar o Facebook Messenger para se comunicar através do Windows 10 Mobile ganhou um recurso um tanto inusitado na última terça-feira (14). Agora, o comunicador permite organizar votações sobre temas variados e em seguida publicá-las para seus contatos na rede social.

Ainda disponível para uma quantidade limitada de usuários, o recurso está sendo distribuído aos poucos pelo serviço de Mark Zuckerberg. O sistema inclui uma opção que gera um alerta toda vez que alguém decidir participar de alguma votação ou pesquisa que você tenha criado através da ferramenta.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Facebook Stories é mais uma tentativa da rede social em copiar o Snapchat

Como se não bastasse incluir uma cópia do Snapchat no Messenger, alguns usuários estão percebendo que o Facebook já começou a colocar o recurso de Stories até no aplicativo principal. Isso mesmo: depois de alguns testes esporádicos, parece que a rede social vai seguir mesmo com a ideia de integrar o Stories onde tiver espaço.

A descoberta é do TechCrunch, que notou “uma grande quantidade de usuários” ao redor do mundo recebendo o recurso Stories. Como de costume, elas ficam no topo do aplicativo; englobam fotos, vídeos e ferramentas de edição; e somem depois de 24 horas.

Nos testes que o Facebook fez na Irlanda, o Business Insider percebeu que as histórias do Facebook não aparecem no feed de notícias ou na timeline do seu perfil. No Instagram, mesmo que a pessoa não te siga, ela pode ver sua história se clicar na foto do seu perfil. Já que se trata do Facebook, imagino que deva ter alguma configuração de privacidade atrelada às Stories, tal como em posts comuns.

Só para você não se perder: agora, praticamente todos os aplicativos que o Facebook é dono já incorporam as Stories. Primeiro foi o Instagram, que conseguiu, de fato, cutucar o Snapchat. Depois foi o WhatsApp, com o Status, que até agora não engrenou muito. Em seguida o Messenger, com o Messenger Day; e agora, por fim, o aplicativo principal do Facebook.

Como já falamos aqui, o Messenger Day recebeu várias críticas de usuários por deixar o aplicativo mais poluído e confuso, com ferramentas que desviam bastante do propósito original do Messenger. Considerando que mais de 1 bilhão de pessoas usam o Facebook exclusivamente pelo aplicativo, vejamos como esse recurso será recebido pelos usuários.

Entramos em contato com o a rede social para comentarem a disponibilidade do recurso, inclusive para usuários brasileiros, mas não obtivemos resposta até a publicação desta matéria. Vamos atualizá-la conforme forem surgindo novas informações.

Facebook Stories é mais uma tentativa da rede social em copiar o Snapchat

via Tecnoblog

Privacidade do Facebook é alterada para evitar uso indevido de dados

Os dados pessoais armazenados pelas redes sociais podem causar problemas e afetar as liberdades pessoas de um indivíduo, principalmente se caírem nas mãos de quem não deve.

Para evitar esse tipo de abuso de poder por parte das autoridades, o Facebook e o Instagram criaram novas políticas de privacidade para conter essas ações por parte das forças da lei

Em 2016, o Facebook, o Instagram e o Twitter foram criticados pela União Americana de Liberdades Civis (American Civil Liberties Union – ACLU) após autoridades terem usado dados dessas plataformas para cercear a liberdade de cidadãos norte-americanos. Manifestantes que fizeram parte de protestos de maneira legal em Ferguson, no estado do Missouri, foram rastreados por meio de informações encontradas nas redes sociais.

Para evitar esse tipo de abuso de poder por parte das autoridades, que utilizam dados pessoas dos usuários dessas plataformas para gerar ferramentas de vigilância – que são ilegais –, o Facebook e o Instagram criaram novas políticas de privacidade para conter essas ações por parte das forças da lei.

Protestos em Ferguson: pessoas rastreadas por meio das redes sociais

Esclarecendo as políticas

Segundo uma declaração oficial do Facebook, “hoje estamos acrescentando idiomas às nossas políticas de plataforma do Facebook e do Instagram para explicar com maior clareza que desenvolvedores não podem ‘usar dados obtidos de nós para fornecer ferramentas que são usadas para vigilância’. Nosso objetivo é tornar nossa política mais explícita. Durante os últimos meses, tomamos providências rígidas em relação aos desenvolvedores que criaram e comercializaram ferramentas feitas para vigilância, violando nossas políticas existentes; queremos ter certeza que todo mundo entenda a política fundamental e como cumpri-la”.

Organizações de direitos civis e que defendem a liberdade de expressão dos cidadãos receberam bem a notícia

Organizações de direitos civis e que defendem a liberdade de expressão dos cidadãos receberam bem a notícia, pois consideram que a vigilância em massa das redes sociais é uma violação aos direitos das pessoas e um meio de desestimular a livre manifestação, direito de qualquer cidadão que busca condições de vida mais justas.

via Novidades do TecMundo