Sega adia lançamento de Sonic Mania e anuncia novo Sonic Forces

Sonic Mania

Para os fãs do Sonic, boas notícias. A Sega divulgou durante o SXSW, nos Estados Unidos, informações sobre dois games contando com o famoso porco-espinho. Sonic Mania foi adiado para o segundo semestre e Sonic Forces, novo jogo com o personagem, foi finalmente revelado.

Sonic Mania, um projeto já divulgado pela Sega desde 2015 e que promete a jogabilidade clássica em 2D dos games do Mega Drive, estava previsto para sair no segundo trimestre deste ano. Entretanto, a desenvolvedora preferiu adiar o lançamento para aperfeiçoar o título, criar novos inimidos e desafios. Segundo a Sega, Sonic Mania será o jogo retrô definitivo de Sonic – uma boa justificativa para atrasar a sua chegada.

Quando anunciou Sonic Mania, a empresa também sugeriu o desenvolvimento de um novo jogo do personagem em 3D, que recebeu o título provisório de Project Sonic. Agora o game tem um título oficial: Sonic Forces.

Sonic Forces roda em um novo motor gráfico chamado The Hedgehog Engine 2 e será lançado no final de 2017. Para oficializar a novidade, a Sega mostrou um trailer com imagens inéditas de gameplay da aventura.

Apesar dos games já terem suas janelas de lançamento divulgadas, a Sega anunciará as datas específicas em que cada um chegará às lojas. Quanto às plataformas, a companhia já confirmou que eles chegarão para Xbox One, PS4 e PC.

Fonte: MSPowerUser

via Canaltech

Ingram Micro anuncia parceria de vendas com a Autodesk no Brasil

Autodesk Pier 9

A Ingram Micro Brasil, subsidiária local de uma das maiores distribuidoras globais de serviços de tecnologia, anunciou esta semana uma parceria de vendas com a Autodesk, empresa de softwares de design 3D e 2D.

Pelo acordo, a Ingram Micro passa a distribuir a linha OPEN, composta pelo AutoCAD LT, software que ajuda compartilhar e documentar desenhos 2D; AutoCAD 360 Pro, aplicativo para criação de desenhos; MudBox, software avançado de modelagem 3D com pincel de alta resolução e SketchBook, aplicativo de pintura e desenho intuitivo e pelo Fusion 360, software para modelar objetos tridimensionais.

Muito utilizadas nos mercados de construção, edificação, entretenimento, manufatura e mídia, as soluções da Autodesk serão disponibilizadas na plataforma automatizada de serviços em nuvem Ingram Micro Cloud Marketplace, que permite aos revendedores da distribuidora em todo o país comprar, provisionar, gerenciar e faturar suas compras via online.

De acordo com José Furst, diretor de vendas para a área de cloud da Ingram Micro, a parceria entre a Ingram Micro e a Autodesk traz ao país uma parceria que já existe em outros países como Estados Unidos e México. A

"Aqui no Brasil, esperamos que as nossas revendas parceiras se beneficiem e complementem seus portfólios com os produtos da fabricante e, da mesma forma, as revendas que já conhecem os produtos Autodesk ampliem suas ofertas com as soluções existentes no Ingram Micro Cloud Marktplace”, diz Furst.

A Autodesk passa a contar também com a plataforma de e-commerce e com um portfólio de soluções financeiras – IM Linha Fácil -, que atende praticamente todas as demandas de uma revenda. Já as revendas terão treinamento e poderão contar com o nível de atendimento da Ingram Micro.

Para a Autodesk Brasil, o plano com a parceria é o de expandir a presença em mercados estratégicos dentro do território nacional, usando a rede de parceiros da Ingram Brasil.

“Estamos muito entusiasmados com a expansão dessa parceria aqui no Brasil. Ao juntarmos forças com uma empresa com a presença tão forte no mercado como a Ingram Micro, vamos oferecer aos clientes um portfólio completo de soluções”, afirma José Carlos Yazbek, Head de Canais da Autodesk Brasil.

via Canaltech

Cubo coworking anuncia duas novas startups residentes

Cubo ita?

O Cubo coworking Itaú, centro de empreendedorismo tecnológico fundado pelo Itaú Unibanco, em parceria com a Redpoint eventures, acaba de anunciar a chegada de duas novas residentes: a Recruta Simples e a Round Pegs. Com estas empresas, o Cubo passa a reunir 56 startups em seu prédio, localizado na Vila Olímpia, em São Paulo.

A Recruta Simples foi criada há oito meses por Humberto Barros, Vinicius Poit, Rony Chung, e André Moretszohn. A empresa tem cinco colaboradores e oferece ao mercado uma solução para a contratação de profissionais para micro e pequenas empresas.

Já a Round Pegs, com sede no Vale do Silício, iniciou as operações no Brasil em agosto de 2016. Fundada por Pedro Donati, é startup é um Corporate Venture Builder, especializado em inovação digital e possui a missão de viabilizar corporações a conceber, criar e operar startups internas.

Segundo o diretor do Cubo, Flávio Pripas, a Recruta Simples e a Round Pegs foram escolhidas para integrar a rede de startups residentes pelo fato de preencherem uma lacuna de mercado.

"A primeira facilita a captação de talentos e a segunda leva o ambiente de inovação para grandes corporações”, afirma o Pripas.

Além dos segmentos de recrutamento e digital innovation, nos quais atuam as novas residentes, o Cubo possui startups das áreas de big data, cloud computing, economia compartilhada, fintech, realidade virtual, mobile, marketing, entre outros.

Inaugurado em setembro de 2015 pelo Itaú Unibanco, em parceria com a Redpoint eventures, o Cubo é uma organização sem fins lucrativos que propõe transformações para o mercado de empreendedorismo tecnológico em diferentes frentes. Além de oferecer espaço de coworking para startups digitais, os residentes contam com o apoio de mentores especializados nos mais diversos temas e com uma plataforma de eventos que prevê workshops, palestras, entre outras ações voltadas para empreendedores e interessados do setor.

via Canaltech

AMD anuncia chegada de processadores Ryzen 5 para abril

Os processadores Ryzen 7 foram lançados faz pouquíssimo tempo, mas a AMD já tem planos para atualizar a linha com outros modelos focados no mercado intermediário.

Segundo comunicado oficial, os processadores Ryzen 5 têm lançamento programado para o dia 11 de abril de 2017. Voltados para o mercado de desktops, os novos componentes prometem alto desempenho por preços adequados.

A linha de componentes Ryzen 5 é baseada na arquitetura “Zen”, sendo que conta com chips em opções de 6 núcleos (com 12 threads) e 4 núcleos (com 8 threads). Os valores sugeridos vão de US$ 169 (R$ 525) até US$ 249 (R$ 774).

A AMD projetou tais processadores para oferecer alto desempenho em jogos (principalmente títulos AAA), streaming e atividades pesadas. Com base na nova plataforma AM4 e tecnologia AMD SenseMI, os chips Ryzen 5 prometem performance elevada em multitarefas.

Para se ter uma ideia do poder desses componentes, a AMD fez uma demonstração prévia, situação em que o Ryzen 5 1600X superou o Intel Core i5-7600K por 69% no teste do Cinebench R15. É claro que essa é apenas uma atividade e não serve como único referencial de performance, mas o resultado ainda é impressionante. Confira as especificações das CPUs:

AMD Ryzen 5 1600X

  • Núcleos: 6
  • Threads: 12
  • Clock base: 3,6 GHz
  • Clock boost: 4,0 GHz

AMD Ryzen 5 1600

  • Núcleos: 6
  • Threads: 12
  • Clock base: 3,2 GHz
  • Clock boost: 3,6 GHz

AMD Ryzen 5 1500X

  • Núcleos: 4
  • Threads: 8
  • Clock base: 3,5 GHz
  • Clock boost: 3,7 GHz

AMD Ryzen 5 1400

  • Núcleos: 4
  • Threads: 8
  • Clock base: 3,2 GHz
  • Clock boost: 3,4 GHz

Além do lançamento dos novos processadores, a AMD revelou que também vai disponibilizar os novos coolers Wraith, inclusive o Wraith Spire e o Wraith Stealth, junto com determinados chips Ryzen. De acodo com a fabricante, essas novas soluções térmicas foram projetados para trabalhar de forma silenciosa e com resfriamento superior.

O lançamento dos processadores Ryzen 5 está marcado para 11 de abril em e-commerces de todo o mundo. Compatíveis com o soquete AM4, esses chips podem ser usados nas placas-mãe já disponíveis pelas principais fabricantes, incluindo ASRock, ASUS, Gigabyte e MSI. Os chipsets compatíveis são: X370, B350 e A320.

via Novidades do TecMundo

YouTube anuncia que deixará de oferecer suporte à ferramenta de anotações

Quem acessa os diversos canais existentes no YouTube certamente já deve ter visto algumas anotações que surgem nos vídeos, seja com links para outros materiais presentes no canal ou com alguma informação importante. Não há dúvidas de que elas ajudam em diversas situações, mas a equipe responsável pelo site anunciou que o recurso em questão vai deixar de existir em breve.

Para a empresa, essa medida pode ser explicada pelo simples fato de que as anotações não funcionam de maneira correta nos dispositivos móveis, além de mencionar que muitos consumidores dos vídeos presentes no site achavam esse recurso pouco usual. Por conta disso, elas deixam de existir a partir de 2 de maio, mas as que já foram inclusas continuam aparecendo normalmente na versão do YouTube para desktop.

Muitos consumidores dos vídeos presentes no site achavam esse recurso pouco usual

“[O] Editor de Anotações foi lançado em 2008, antes de todo mundo partir para os dispositivos móveis. Com 60% do tempo gasto com os vídeos do YouTube sendo originários do celular, por que se dar ao trabalho de criar anotações que não serão vistas pela maior parte da sua audiência? [A] Tela Final e [o] Cartões funcionam no mobile e no desktop, dando a você mais retorno”, escreveu Muli Salem, gerente de produto do YouTube, no blog oficial da empresa.

No texto, também foi mencionado que a Tela Final e o recurso de cartões geram bem mais cliques dentro do YouTube, e certamente podem ser bons aliados daqueles que possuem um canal no site de vídeos.

via Novidades do TecMundo

MSI anuncia a placa-mãe Z270 Gaming M6 AC

A MSI anunciou mais um modelo de placa-mãe da alta performance voltada para a 7ª geração de processadores Intel Core, Kaby Lake, a Z270 Gagming M6 AC. A placa conta com o formato ATX, soquete LGA 1151 e o chipset Z70, que é o mais completo da geração Kaby Lake.
A Z270 Gagming M6 A…

via Hardware.com.br

YouTube anuncia parceria para transmitir a Esports Championship Series

É fã de Counter-Strike: Global Offensive? Então há grandes chances de que você acabe curtindo essa novidade

Ampliando a sua lista de conteúdo relacionado a jogos, a equipe do YouTube anunciou a realização de uma parceria com a FACEIT para tentar atrair ainda mais a atenção dos fãs de eSports, e o fruto desse acordo será a transmissão da Esports Championship Series (ou ECS para quem curte siglas).

Com esse acordo, o YouTube terá a oportunidade de transmitir a terceira temporada do campeonato, que está agendada para acontecer em 25 de março com uma competição de Counter-Strike: Global Offensive.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Swatch anuncia planos de desenvolver sistema operacional para smartwatches

Swatch

Uma das mais importantes fabricantes de relógios do mundo, a Swatch anunciou nesta quinta-feira (16) planos de entrar no mercado de smartwatches com um sistema operacional próprio.

A suíça também revelou sua ambição em colocar um smartwatch próprio no mercado até o final de 2018. Com a marca Tissot, o relógio inteligente já viria equipado com o novo SO e traria algumas melhorias interessantes em relação ao que vemos atualmente no mercado.

Em um evento que aconteceu na sede da Omega, na Suíça, o CEO da Swatch, Nick Hayek, reconheceu que o principal problema dos smartwatches é a autonomia da bateria. Pensando nisso, a empresa está trabalhando na redução das dimensões dos componentes que fazem o gadget funcionar a fim de mantê-lo mais tempo longe da tomada.

"Os wearables têm potencial de se tornar um produto de consumo, mas você tem de pensar em miniaturizá-los e ter um sistema operacional independente", revelou Hayek.

O mercado reagiu bem ao anúncio da fabricante e seus papéis valorizaram 1,6% no fim do dia. Mas, se de um lado a novidade agradou alguns, do outro ela também despertou o ceticismo em outros. O analista da Exane BNP Paribas, Luca Solca, disse não estar convencido de que esse é o melhor a se seguir. "As pessoas que usam um smartwatch esperam poder usar os mesmos aplicativos que têm nos seus smartphones. Um sistema operacional proprietário acabaria com isso", ponderou.

Sobre esse assunto, a Swatch disse que oferecerá todo o apoio necessário para que os desenvolvedores tragam suas soluções para o sistema. Hayek disse que muitos já estão interessados no sistema e mais de 100 pedidos por mais informações já foram feitos à empresa, sendo a maioria deles de empresas menores do Vale do Silício que não querem depender exclusivamente do Android e do iOS.

Com a chegada de um terceiro player nesse segmento do mercado, vai ser interessante ver como Google e Apple vão lidar com a concorrência. E, claro, fica a dúvida: será que o sistema operacional da Swatch vai decolar? Façam suas apostas.

Fonte: Bloomberg

via Canaltech

AMD anuncia oficialmente os novos processadores intermediários Ryzen 5

Ryzen 5

Depois de lançar, no início do mês, a linha de chips de alto desempenho Ryzen 7, a AMD anunciou oficialmente nesta quarta-feira (15), mais detalhes dos processadores mainstream Ryzen 5, como os preços e data de lançamento.

Previsto para chegar ao mercado no dia 11 de abril, o Ryzen 5 virá em quatro modelos diferentes, sendo dois deles QuadCore e dois deles HexaCore, todos com SMT, a nova tecnologia da AMD que é análoga ao HyperThreading da sua concorrente Intel. Nos Estados Unidos, os processadores Ryzen 5-1600X, Ryzen 5-1600, Ryzen 5-1500X e Ryzen 5-1400 custarão US$ 249, US$ 219, US$ 189 e US$ 149, respectivamente.

Os processadores Ryzen 5-1600X possuem seis núcleos. O clock do 1600X é de 3.6GHz (podendo chegar a até 4GHz), enquanto que o do 1600 é de 3.2GHz (podendo chegar a até 3.6GHz). Já os processadores AMD Ryzen 5-1500X e o Ryzen 5-1400 possuem quatro núcleos. O clock do 1500X é de 3.5GHz (podendo chegar a até 3.7GHz) e o do 1400 é de 3.2GHz (até 3.4GHz).

"O Ryzen trará inovação e concorrência a praticamente todos os segmentos do mercado de PCs, e o Ryzen 5 é o próximo grande passo nessa jornada, projetado para atingir novos níveis de desempenho computacional para milhões de usuários de PCs", disse Jim Anderson, vice-presidente e gerente geral do Grupo de Computação e Gráficos da AMD.

Fonte: (Via) TechPowerUp

via Canaltech

Samsung anuncia sua nova linha de TVs QLED em evento global em Paris

Samsung logo

Nesta terça-feira (14),  a Samsung realizou no Carrousel du Louvre, em Paris, um grande evento para anunciar updates em sua linha de televisores, sendo uma novidade "quase experimental" a abertura dos anúncios.

Logo no início das apresentações, a sul-coreana mostrou o porquê de sua escolha do Museu do Louvre para o evento, introduzindo a "The Frame", um modelo de televisor criado para ser uma obra de arte no ambiente. Parece que o monstro saiu da CES, e agora avança com força como produto que, de fato, chega ao mercado europeu e americano nos próximos meses.

Para quem não se lembra, esse modelo traz moldura de quadro e aspecto não intrusivo, assim o The Frame passa desapercebido entre quadros de verdade. 

Com dois televisores numa parede de demonstração claramente trabalhando de forma normal, fica quase impossível notar que à volta deles existem modelos The Frame em modo "quadro", exibindo obras de arte no ambiente.

Nesse modo não intrusivo, o The Frame exibe imagens de arte certificada pela própria fabricante, suprindo a demanda de clientes que buscavam integração com a casa nos momentos em que o televisor ocupa um enorme espaço preto e vítreo na parede, criando uma zona morta nos seus períodos de não uso.

Para que a imagem seja convincente, o The Frame conta com sensores que medem o ambiente em tempo real para certificar que a imagem seja o mais próximo possível de um quadro de verdade.

Bônus: o televisor não mostra distorção de ângulo de visão, tendo em suas versões de 55" e 65" representações convincentes de quadros quando não usadas de forma ativa.

Segundo a empresa, novas versões ainda virão, tal como a empresa costuma apontar para suas próprias novidades.

Linha QLED

Ignorar que todo ano alguma TV nova aparece com alguma coisa que é melhor na versão passada faz parte do bom entendimento do que a Samsung tentou explicar na sua apresentação. Não foi batido na tecla de que "havia mais 4k e HDR" aqui e ali. Aparentemente, o foco da linha QLED é trazer a melhor imagem, porém não com esse foco.

A percepção da linha QLED para o consumidor é a UX, ou "user experience". Seus suportes são desenhados para que a TV possa ser colocada na parede com um simples gesto de pendurar, por exemplo. Os controles de integração da TV com outros aparelhos foram melhorados, garantindo mais integração e controle direto de outros aparelhos apenas pelo controle inteligente da televisão.

Daí vem a questão que gira sobre a novidade: o HUB da Samsung que já conhecemos, onde você deixa todas as conexões HDMI e afins conectadas, sendo um único cabo que vai em direção ao televisor. Nada demais, porém o cabo agora é invisível.

QLED significa levar num cabo óptico todas as conexões de entrada da TV de um local oculto (como o interior de um móvel) para a TV sem sinal aparente de cabos. Dessa forma, a Samsung tenta mostrar uma linha de TVs que apesar das melhorias técnicas bate com o estilo de vida, segundo suas próprias apresentações.

As TVs com tecnologia QLED (com tamanhos que vão de 55" a 88") e seus acessórios chegam no mercado nos próximos meses, com tamanhos diferentes e modelos planos/curvos convivendo lado a lado.

Fique ligado aqui no Canaltech para mais novidades.

via Canaltech