Novo Galaxy A7 pode ter resistência à água e câmera frontal de 16MP

Samsung pode estar preparando renovação na linha Galaxy A

Dezembro vai marcar um ano desde que a Samsung lançou o smartphone da sua série de intermediários Galaxy A e tudo indica que veremos uma versão atualizada deste aparelho em breve. A publicação SamMobile recebeu e divulgou vários detalhes das especificações do próximo Galaxy A7.

De acordo com essa fonte, o aparelho terá uma tela Super AMOLED de 5.6 polegadas e resolução 1080p, câmeras frontal e traseira com 16MP, 32GB de armazenamento interno, processador Exynos 7880 de 1.8GHz e 3GB de RAM.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Apple já está desenvolvendo protótipos de óculos de realidade aumentada

hardware apple

Apesar de todo o hype que surgiu redor do gadget quando foi anunciado pela primeira vez, o Google nunca conseguiu fazer seus óculos de realidade aumentada Google Glass decolar de verdade junto ao mercado consumidor.

Mas uma nova reportagem da Bloomberg publicada nesta segunda-feira (14) sugere que agora é a Apple quem está mostrando interesse no setor de "óculos digitais" e pode desenvolver seu próprio "Google Glass" na tentativa de acertar onde a rival falhou com o wearable.

De acordo com fontes próximas ao assunto, o equipamento seria, de certa forma, um acessório similar ao Apple Watch, já que se conectaria ao iPhone para expandir a possibilidade de interação do smartphones. Sua função, é claro, seria bem diferente, com o objetivo que usuários utilizem o gadget para receber informações e imagens através de seu display em realidade aumentada (RA).

Por ora, o produto ainda estaria em fase exploratória, mas a Apple já teria entrado em contato com fornecedores para uma pequena compra de displays que podem ser usados próximos aos olhos – nada que indique o início de uma produção em massa, no entanto.

Apesar de nunca ter apresentado nenhum dispositivo do tipo, a Apple registrou nos últimos anos uma série de patentes que poderiam se encaixar no produto. Desde 2013, a companhia também fez ao menos três aquisições de startups do setor, como a da PrimeSense, responsável pela tecnologia de reconhecimento de movimento do Kinect, da Microsoft.

Além disso, a realidade aumentada é tida como um interesses pessoal do CEO da empresa de Cupertino, Tim Cook, o que pode indicar que o próprio executivo estaria estimulando a exploração de projetos no setor. Se o conceito avançar, as fonte da publicação indicam que a Apple teria potencial de revelar o produto já em 2018.

A empresa tem sofrido pressão do mercado e de consumidores nos últimos meses, tanto pela queda nas vendas de seus iPhones quanto pelo fato de não parecer mais ser a mesma Apple inovadora do passado.

Com sua expertise de hardware e design, no entanto, o novo gadget poderia ser o grande novo lançamento da empresa, em um momento que quase todas gigantes do setor têm focado na realidade virtual e deixado a realidade aumentada de lado – a Microsoft sendo a única exceção notável, com o HoloLens.

Fonte: Bloomberg

via Canaltech

Shazam para Mac mantém o microfone ligado mesmo se você não quiser

Se você tem o Shazam instalado no seu Mac, ele pode estar te escutando neste exato momento. Foi o que descobriu Patrick Wardle, pesquisador em segurança e ex-hacker da NSA. Em um post no seu blog, Wardle explicou como o Shazam mantém o microfone funcionando em segundo plano no Mac mesmo se o usuário marcar a opção para desligá-lo.

01_sz_osx_home

O pesquisador utilizou engenharia reversa para comprovar que o Shazam mantém o microfone gravando mesmo se o usuário não quiser, após receber um email de um usuário do seu programa OverSight. O app emite um alerta quando algum programa tenta utilizar o microfone ou a webcam do Mac. E foi assim que o usuário percebeu que a opção “off” do Shazam não desligava nada.

Para Wardle, isto é um bug que não poderia passar despercebido. Mas de acordo com James Pearson, vice-presidente de comunicação do Shazam, isto é, na verdade, uma funcionalidade do aplicativo, e não uma falha.

Em resposta ao post de Patrick sobre a descoberta, Pearson confirmou que o programa mantém o microfone ligado o tempo todo, mas apenas para melhorar a experiência do usuário. Segundo ele, isto agiliza o funcionamento do programa, e nenhuma informação é capturada ou processada pelo Shazam – apenas “resumos de impressões digitais do áudio” são enviadas aos servidores para reconhecimento.

00_shazam_launch_en

De acordo com Wardle, mesmo que o Shazam não processe as informações, algum app malicioso poderia facilmente utilizar o microfone ativado pelo programa para capturar informações sigilosas. No entanto, Pearson disse à Forbes que a empresa não pretende atualizar o aplicativo, e que a funcionalidade deverá ser mantida por “questões técnicas”. Ainda segundo Pearson, isto não ocorre no Shazam para iOS.

Donos de Mac que não querem correr o risco de ter suas conversas escutadas por terceiros podem utilizar o próprio OverSight, desenvolvido por Patrick Wardle, para monitorar a utilização indevida do microfone e da webcam do seu Mac. Ou, em casos extremos, desinstalar o Shazam e recorrer a outros métodos (ou aplicativos) para descobrir qual é aquela música que não sai da sua cabeça.

Shazam para Mac mantém o microfone ligado mesmo se você não quiser

via Tecnoblog

Perfis do Tinder ganham mais opções de gênero

Até então, só era possível escolher entre homem e mulher nas configurações do aplicativo de encontros

Desde que foi lançado, o aplicativo de encontros Tinder sempre optou pelas opções binárias na hora de selecionar seu gênero no perfil, oferecendo apenas homem ou mulher como alternativas. Isso vai mudar completamente a partir desta terça-feira, com uma atualização que adiciona diversas opções para os usuários.

A companhia admitiu que nunca soube lidar muito bem com pessoas transgênero ou não-binárias, que eram forçadas a escolher uma das duas opções oferecidas pelo aplicativo.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Brasil cai no ranking de velocidade do 4G

4g

O Brasil despencou do 24º para o 51º lugar no ranking de velocidade da internet 4G ao redor do planeta. No entanto, apesar da queda, houve uma melhora na velocidade média da quarta geração de telefonia móvel no país. Os dados foram divulgados pela OpenSignal.

O levantamento, intitulado The State of LTE, mostrou que Singapura é o país onde o 4G atinge a maior velocidade atualmente: 45,9 Mbps. Para efeito de comparação, as conexões feitas pelos brasileiros neste tipo de rede atingem em média 19,68 Mbps. Em 2015, o Brasil registrou uma média de apenas 16 Mbps.

A Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil) se manifestou a respeito do resultado do ranking e disse não saber os motivos da queda de posição do país. "A velocidade brasileira da banda larga 4G, apurada pela OpenSignal, está cima da média mundial, que é de 17,4 Mbps. Desconhecemos as razões para a mudança de posição no ranking, mas o setor entende que a velocidade de 19,68 Mbps mostra um bom desempenho das redes brasileiras de banda larga móvel", disse a Telebrasil por meio de comunicado.

Já em relação à cobertura do 4G, o levantamento da OpenSignal mostrou que a Coreia do Sul lidera em disponibilidade. Os usuários sul-coreanos foram capazes de se conectar a uma rede LTE 95,7% do tempo, tornando o 4G tão onipresente quanto o 3G no país. O Brasil ficou com a 62ª posição com 53,86% de disponibilidade – em 2015 o país estava em 51º lugar no ranking.

Ainda de acordo com a Telebrasil, atualmente existem 300 leis municipais que dificultam e até mesmo impedem a instalação de antenas, um ponto fundamental para a melhoria da qualidade dos serviços móveis. A expectativa é que com a posse de novos prefeitos após a última eleição as coisas mudem de figura.

Fonte: OpenSignal

Com informações da Folha de S.Paulo

via Canaltech

Só no Brasil? WhatsApp já foi bloqueado em pelo menos 12 países neste ano

Estudo mostra que o aplicativo continua sendo alvo de bloqueios governamentais em todo o mundo

A cada vez que surge a possibilidade de o Facebook ou o WhatsApp serem bloqueados, logo surgem os comentários dizendo que isso "só acontece no Brasil". Mas um relatório da instituição Freedom House mostra que a verdade é bem diferente do que a muitos imaginam.

A Freedom House é especializada em lutar pelos direitos da liberdade de expressão e de discurso em todo o mundo, atuando hoje em 65 países. E de acordo com um estudo publicado pelos pesquisadores, neste ano foram realizados bloqueios de vários aplicativos em vários países. O WhatsApp é o grande líder, com bloqueios totais ou parciais em 12 países.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Cabify, concorrente do Uber, oferece 25% de desconto em corridas no Brasil

Cabify

A Cabify anunciou que vai continuar oferecendo descontos de 25% para todos os usuários entre os dias 14 e 21 de novembro. A ideia é atrair mais clientes para o serviço, que é um dos concorrentes do Uber no Brasil.

O desconto no valor máximo de R$ 20,00 pode ser utilizado das 10h às 16h e das 20h às 23h59. Para ter acesso, basta baixar o aplicativo e inserir dados de cadastro e pagamento e, na área de promoções, inserir o código SOUCIDADE. A promoção é válida para todas as cidades de atuação da Cabify no Brasil: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre.

Recentemente, a empresa promoveu uma ação de FreeDay e ofereceu corridas gratuitas para os passageiros.

via Canaltech

WhatsApp libera recurso de videochamadas para todos

WhatsApp Video

Finalmente o WhatsApp está liberando a funcionalidade de videochamadas para todos os seus usuários. Agora, donos de dispositivos Android, iOS e Windows poderão ver os seus contatos enquanto conversam pelo aplicativo.

A expectativa para a chegada das videochamadas era alta desde meados de maio, quando alguns escolhidos puderam ter um rápido contato com a ferramenta. Já em outubro, um grupo maior de aparelhos Android foi habilitado para testar o recurso beta.

Para usar a novidade, basta abrir um bate-papo com a pessoa escolhida e, em seguida, selecionar o ícone de telefone. Nesta fase você terá a opção de escolher entre chamada de voz ou chamada de vídeo, mas é preciso que a pessoa do outro lado do app também tenha a versão mais atualizada do WhatsApp para que o recurso funcione.

Durante nossos testes, as videochamadas tiveram uma qualidade impressionante quando os dispositivos estavam conectados em redes Wi-Fi. No entanto, como já era de se esperar, elas oscilam um pouco quando usamos redes móveis.

Apesar de outros mensageiros, como o Facebook Messenger, já oferecerem a opção de chamadas de vídeo há algum tempo, a chegada da funcionalidade ao WhatsApp amplia as possibilidades para mais de um bilhão de usuários ao redor do planeta.

Via Phandroid

via Canaltech

Executivo da Huawei explica porque a empresa não quis fazer o Pixel

Os chineses descartaram uma possível parceria para produzir o celular da Google

Já faz algum tempo que a chinesa Huawei está tentando se estabelecer como uma competidora de peso no mercado americano de smartphones. A companhia chegou até mesmo a produzir o Nexus 6P em parceria com a Google. No entanto, a empresa não quis repetir a parceria para o lançamento do Pixel, que deve substituir a linha Nexus de celulares.

Algumas suspeitas para o motivo dos chineses não continuarem trabalhando com a Google já tinham surgido por aí, mas não precisamos mais especular, pois um executivo da Huawei veio a público para dar a justificativa deles.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo