Maioria dos estudantes não consegue identificar notícias falsas na web

Jovem Facebook

Um novo estudo feito por pesquisadores da Universidade Stanford, do estado da Califórnia, nos EUA, revela que, apesar de todo o tempo que passam mexendo na internet e em redes sociais, a grande maioria dos estudantes do ensino médio não conseguem identificar e diferenciar notícias falsas de reportagens confiáveis.

De acordo com a pesquisa, que envolveu a participação de 7.804 estudantes, 82% deles não conseguiram ver diferença entre uma propaganda classificada como "conteúdo patrocinado" de uma notícia real de um site confiável. Muitos destes estudantes julgaram a credibilidade de tweets noticiosos baseados em quantos detalhes eles continham.

Outro detalhe que mais gerou credibilidade era se esses tweets tinham uma foto grande anexada ou não. Ainda segundo o estudo, poucos olharam para o que era mais importante: qual era a fonte da notícia.

Combate às notícias falsas

Lançado nesta terça-feira, 22, o estudo surge em meio a uma das principais discussões recentes sobre mecanismos de busca e redes sociais: como as notícias falsas têm se espalhado com facilidade. Neste sentido, tanto o Facebook quanto o Google estão começando a se mexer para impedir que os sites que espalham notícias falsas usem suas plataformas de propagandas.

A rede social de Mark Zuckerberg inclusive anunciou neste fim de semana seus planos para colocar um ponto final na disseminação de notícias falsas na plataforma. A decisão foi tomada após várias acusações de que a rede social teria influenciado os resultados das eleições presidenciais nos Estados Unidos.

Muitas escolas também estão agindo para melhorar essa situação, ao ensinar para seus estudantes como escolher melhor em quais fontes de informação confiar. Isso é algo que os educadores têm chamado de "alfabetização de mídia".

Outra conclusão que o estudo tira é que existe uma necessidade de que os pais ensinem seus filhos desde cedo a ter um ceticismo saudável sobre as notícias que eles leem na internet.

Fonte: Adrenaline

via Canaltech

NBCUniversal investe mais US$ 200 milhões no site BuzzFeed

BuzzFeed

A NBCUniversal, empresa do grupo de mídia norte-americano Comcast, anunciou que investiu mais US$ 200 milhões no site BuzzFeed, no qual já havia injetado o mesmo valor em agosto do ano passado.

Com o novo aporte, o valor de mercado do BuzzFeed pode chegar a US$ 1,7 bilhão, de acordo com um representante da empresa. Vale lembrar que o site de notícias e entretenimento já levantou US$ 500 milhões em financiamentos de investidores como Lerer Hippeau Ventures, Andreessen Horowitz, New Enterprise Associates, RRE Ventures, SoftBank Capital e a Hearst Ventures.

As empresas afirmaram que vão estender a sua relação de publicidade e vendas com o novo investimento. Isso significa que o BuzzFeed colaborará com o Content Studio da NBCU, que oferece conteúdo digital para vídeos de curta duração para anunciantes, enquanto a NBCU também venderá o inventário de anúncios do BuzzFeed. Elas também trabalharão em conjunto para "criar novas experiências aos consumidores digitais" do conteúdo premium do grupo de mídia americano.

Em um comunicado, Jonah Peretti, fundador e CEO do BuzzFeed, afirmou que o investimento da NBCU "nos permite permanecer uma empresa totalmente independente, mas com acesso e recursos da melhor empresa de mídia que existe".

Fonte: Variety

via Canaltech

Facebook Messenger é alvo de novo golpe que rouba senhas dos usuários

Facebook

Um novo golpe vem sendo aplicado por cibercriminosos no Facebook Messenger. O objetivo é o mesmo de sempre: roubar senhas e dados financeiros dos usuários do mensageiro instantâneo.

A ação se desenrola em torno do envio de um link malicioso, que engana as vítimas por aparentemente redirecioná-las para uma imagem no formato SVG. Ao clicar no endereço malicioso, os incautos são encaminhados para uma versão falsa do YouTube, que pede para instalar uma extensão antes de assistir ao vídeo. Ao aceitar a instalação, a desgraça está feita.

Malware chega em forme de link para uma imagem no formato SVG (Reprodução: Bart Parys) 

Ao invés de uma extensão, a vítima acaba instalando um malware, que atuará em segundo plano no computador coletando todas suas credenciais de acesso a sites e serviços, além de informações bancárias e de cartão de crédito.

Além disso, o software malicioso sequestra a conta do Facebook do descuidado e envia o mesmo link para toda a lista de amigos, infectando todos os que clicarem na URL.

Em uma publicação em seu blog pessoal, o especialista em segurança de computadores Bart Parys afirma que a nova praga também abre brechas para que os cibercriminosos instalem ransonware no computador das vítimas. Esse seria o último estágio do golpe, bloqueando o computador da vítima e exigindo um pagamento para que ela recobre o acesso à máquina.

Ao clicar no link, usuário é redirecionado para uma página falsa do YouTube, que pede para instalar uma extensão. Ao fazer isso, vítima acaba instalando um malware em seu computador (Reprodução: Bart Parys) 

Ainda de acordo com Parys, aparentemente o Google e o Facebook tomaram conhecimento da falha e já estão bloqueando a instalação da extensão maliciosa e filtrando o envio de links para imagens SVG.

Mesmo assim, a dica é desconfiar de links estranhos recebidos até mesmo de seus amigos. Nesses casos, evite clicar neles e pergunte se foram eles mesmo que enviaram a mensagem. Portanto, fique esperto e não caia nessa.

Via The Guardian, Bart Parys (blog)

via Canaltech

Galaxy Tab A (2016) com caneta S Pen chega ao Brasil por R$ 2.099

A Samsung divulgou nesta segunda-feira (21) a chegada oficial ao Brasil do tablet Galaxy Tab A (2016), com tela de 10,1 polegadas. A grande novidade do modelo é a adição da caneta S Pen, antes disponível também na linha de smartphones Galaxy Note.

Disponível na versão 4G, o Galaxy Tab A (2016) traz um processador octa-core Exynos 7870 de 1,6 GHz, além de 3 GB de RAM e armazenamento de 16 GB, expansível para até 256 GB via cartão microSD. A bateria é de 7.300 mAh, e a Samsung promete autonomia de até 14 horas de utilização moderada. O sistema operacional é o Android 6.0 Marshmallow.

samsung-galaxy-tab-a-7-0-2016-sm-t285

Para quem gosta de tirar fotos com um tablet, a câmera traseira é de 8 MP, com abertura de f/1,9 que, segundo a Samsung, ajuda nos cliques em ambientes com menos luz. No modo Profissional, é possível controlar diferentes funcionalidades, como abertura e ISO da imagem. A câmera frontal é de 2 MP.

O design mantém o formato já característico dos aparelhos Samsung, com cantos arredondados, pesando 558 gramas e com 8,2 mm de espessura.

Para aproveitar melhor a S Pen, o Galaxy Tab A (2016) aposta em diferenciais de software, como o ArtCanvas (aplicativo para criar desenhos) e recursos para fazer anotações de reuniões, visualizar a tradução de uma palavra ou criar GIFs animados de até 15 segundos a partir de qualquer vídeo. Ele também traz um sistema multi-usuário (com suporte para até 8 perfis diferentes) e um Modo Infantil, que permite controlar o tempo e os aplicativos que podem ser abertos.

sm-p585mzkpzto-311760-1

O Galaxy Tab A (2016) possui tela de 10,1 polegadas, com resolução de 1920×1200 pixels e 224 ppi. A função Anti Brilho se ajusta automaticamente de acordo a incidência de luz externa, e o recurso Filtro de Luz Azul ajusta a intensidade da luz azul para não interferir no período de sono do usuário. Disponível nas cores branco e preto, o preço sugerido é de R$ 2.099.

Galaxy Tab A (2016) com caneta S Pen chega ao Brasil por R$ 2.099

via Tecnoblog

Pelo segundo ano consecutivo, vendas de eletrônicos continuam a cair

Ano de 2016 não foi bom para o mercado de eletrônicos em geral, com quedas consideráveis em quase todas as áreas – e um crescimento mínimo nos aparelhos premium

A esse ponto, muitos já devem saber bem que o mercado de eletrônicos não está em seus melhores dias, com previsões constantes de declínio que já vêm ocorrendo. Agora, uma nova pesquisa do Gartner veio reforçar exatamente isso: segundo eles, as vendas de PCs e dispositivos móveis devem apresentar uma queda de 3% – a segunda queda consecutiva, depois dos 0,75% de declínio de 2015.

Segundo os dados, a situação como um todo não vem se mostrando nada boa. Com exceção dos ultraportáteis premium, que devem apresentar um crescimento pequeno neste ano, o resto do mercado de eletrônicos só deve cair. Basta conferir a tabela abaixo para ter uma ideia:

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Ipsos: gasto médio mensal com e-commerce já supera o feito em shoppings

Oito em cada dez usuários brasileiros desse tipo de serviço, no entanto, apontam preocupação com segurança na internet

Com a proximidade da Black Friday, muita gente já prepara o bolso e o mouse para gastar uma graninha nos produtos em promoção. Parte dos consumidores, no entanto, ainda tem uma certa resistência com as negociações online. Uma pesquisa realizada pela Ipsos em nove regiões metropolitanas brasileiras revela que usuários de internet já gastam, em média, mais com compras online que em shopping centers. Porém, a alta preocupação com segurança na internet ainda faz com que muitos acabem optando por comprar em lojas físicas.

Segundo dados do EGM (Estudo Geral de Meios), os internautas gastam em média R$ 428 mensalmente no e-commerce nacional, enquanto o valor declarado gasto em shoppings é de R$ 229. Os gastos na categoria variam de acordo com a classe social do cliente: o investimento feito por aqueles das classes AB pode chegar a R$ 475, ao passo que o montante despendido pelo público DE é de R$ 269 – um ticket mais humilde, mas ainda superior ao do comércio tradicional.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Galaxy S8 deve ter dock multimídia e diversas capas de proteção

A nova rodada de acessórios oficiais da Samsung deve ser apresentada durante o Mobile World Congress 2017

Conhecida por produzir diversos acessórios para seus aparelhos top de linha, a Samsung deve repetir a história com o Galaxy S8. Segundo fontes consultadas pelo site SamMobile, a fabricante já prepara produtos opcionais que vão de um dock para a reprodução de conteúdos multimídia até uma grande variedade de capas de proteção.

Muitos das opções devem ser similares àquelas disponíveis para o Galaxy S7, incluindo proteções Clear View, LED View e S View, bem como uma proteção com um teclado abarcado. No entanto, nem tudo deve permanecer igual: a nova Backpack case deve ter sua capacidade reduzida de 3.100 mAh para 2.600 na nova geração do smartphone.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Spotify promove primeiro rap criado a partir de inteligência artificial

O Spotify, líder mundial em streaming de música, acaba de incluir uma nova faixa em sua lista de lançamentos. Dessa vez, diferente de qualquer outra disponível na plataforma, é o primeiro rap do mundo criado a partir da combinação de uma rede neural artificial e da intervenção humana criativa do…

via Hardware.com.br

Pokémon Sun e Moon venderam quase 2 milhões de cópias no Japão

Pokémon Sun/Moon

Pokémon Sun e Moon venderam quase 2 milhões de cópias durante sua estreia no Japão. Para ser mais exato, foram comercializadas 1.905.107 de unidades dos novos games da franquia em apenas três dias.

Ainda falando sobre lançamentos para o Nintendo 3DS no Japão, esse número só é eclipsado pelo lançamento de Pokémon X e Y, que venderam 2.096.050 cópias nos primeiros dias após seu lançamento. Já os remakes Pokémon Omega Ruby e Alpha Sapphire ficaram "apenas" na casa dos 1,5 milhões de unidades vendidas no mesmo período de tempo.

Levando em consideração os títulos lançados para outros consoles no país, Sun e Moon ficam como a nona melhor estreia no ranking geral. É importante ressaltar que os números divulgados não incluem as vendas digitais na Nintendo eShop.

O sucesso já era esperado, uma vez que os dois novos games tiveram remessas de 10 milhões de unidades para suprir a demanda global dos jogadores. Enquanto os japoneses batem recordes de compra, os brasileiros ainda não têm uma previsão de quando Pokémon Sun e Moon chega oficialmente ao país, uma vez que seu lançamento por aqui foi adiado indefinidamente.

Via Eurogamer

via Canaltech