Saiba como turbinar seu computador investindo apenas R$ 114

Você, que sofre calado diariamente com um computador que demora para iniciar o sistema, e leva "uma vida" para abrir os programas, se liga nessa: sabia que você pode transformar o seu "teco teco" em um "avião" com pouco investimento, só trocando o antigo HD por um SSD?

Fazendo essa simples troca, você vai sentir como se estivesse usando uma máquina nova. SSD é uma unidade de armazenamento que é a evolução do HD, sendo muito mais estável e veloz, além de silencioso. A diferença entre usar um HD e um SSD no mesmo computador é brutal, com o SSD também sendo mais seguro, protegendo seus arquivos ainda melhor.

E uma outra boa notícia: o investimento para isso não é alto, e você não precisa necessariamente investir também em mais RAM para fazer sua máquina "voar": na loja brasileira da Amazon, há diversos modelos de SSDs de marcas diferentes e com armazenamentos diversos com preços imbatíveis, a partir de R$ 114!

Mas o que é mesmo um SSD?

A sigla significa Solid State Drive (ou Disco em Estado Sólido), sendo fabricada em torno de um circuito integrado semicondutor responsável pelo armazenamento. No HD, o sistema é magnético. E o SSD possui memória flash, tal qual a usada em smartphones e pendrives.

Então, os componentes fundamentais do SSD são justamente a memória flash e o controlador, com a memória flash não exigindo partes móveis ou motores para funcionar. Ainda, o SSD funciona eletricamente, sendo, portanto, muito mais veloz na leitura e escrita no disco. Já o controlador gerencia a troca de dados entre máquina e memória flash, sendo ele o responsável pelo desempenho do SSD, criptografando informações, mapeando partes que possam apresentar defeitos, aumentando a vida útil da memória flash e ainda administrando o cache de leitura e escrita de arquivos.

 

Quais as vantagens do SSD?

Primeiramente, o SSD é completamente silencioso, então nada de o computador fazer um barulho parecido com o de uma turbina de avião para funcionar. Ainda, ele é resistente a quedas (o que é especialmente importante caso sua máquina seja um notebook), e consome muito menos energia do que um HD (algo também relevante para laptops). Além disso, o SSD consegue suportar temperaturas mais altas do que o HD, então é ainda mais seguro usar seu computador nos dias quentes de verão sem se preocupar com um resfriamento intenso.

Agora vamos falar da velocidade: sim, o SSD deixa o HD no chinelo nesse quesito. O HD usa um prato magnético para salvar os dados, que são acessados por um braço mecânico que percorre todo o disco em busca dos arquivos. Já o SSD tem os arquivos guardados em módulos de memória flash, sendo muito mais rápido o processo de acessar dados e inicializar programas, incluindo aqueles mais pesados.

Quanto à capacidade de armazenamento, existem SSDs para todos os gostos: desde modelos com 120 GB de espaço até opções com 1 TB — a escolha, portanto, vai depender da sua necessidade de armazenamento, e da verba disponível para o investimento, claro.

 

Antes de comprar seu SSD, considere esses detalhes

No final deste texto, vamos mostrar alguns modelos de SSD que estão com preços imperdíveis na loja brasileira da Amazon, mas segure só um pouquinho a ânsia de aproveitar as boas ofertas e considere alguns detalhes importantes para comprar o modelo certo para sua máquina, sem ter dores de cabeça após a instalação — que recomendamos que seja feita por um profissional especializado, a fim de evitar problemas com o "faça você mesmo", ok?

Ao olhar as especificações do SSD, você verá algo chamado interface SATA III na maioria deles. Isso significa que seu computador precisa ter uma porta compatível (SATA III) — se a máquina só comportar SATA II, o desempenho do SSD será prejudicado, ainda que funcione melhor que um HD.

Outro ponto importante é o tamanho físico do SSD: os modelos mais comuns têm 9mm e são compatíveis com qualquer notebook convencional. Mas se o seu modelo já for aquele ultrafino, você vai precisar comprar um SSD de 7mm. E se sua máquina for um PC, é preciso procurar modelos específicos, ou aqueles que tragam kits de compatibilidade para que o encaixe seja feito corretamente.

E se você é usuário de Windows, após a instalação do SSD o sistema normalmente desativa o desfragmentador de arquivos, mas outros programas não o fazem automaticamente. É importante que você saiba que jamais deve desfragmentar um SSD como é comum de ser feito com HDs, pois suas células possuem um número máximo de vezes que podem ser reescritas com dados diferentes. Então, desfragmentar um SSD adiciona uma carga excessiva e desnecessária na transferência de dados, não fazendo diferença alguma em seu desempenho. Resumindo: se desfragmentar o disco, você vai acabar reduzindo a vida útil do SSD sem sentir melhoria alguma em sua performance.

Agora sim, os SSDs com preços imbatíveis na Amazon Brasil

Demos uma pesquisada nos modelos de SSD disponíveis na loja nacional da Amazon, a maior varejista do mundo, e separamos alguns modelos que estão com preços incríveis, com possibilidade de parcelamento, além de tudo! Confira:

Kingston

  • 120 GB: R$ 114 em até 4 vezes sem juros
  • 240 GB: R$ 192 em até 6 vezes sem juros
  • 480 GB: R$ 419 em até 10 vezes sem juros

Sandisk

  • 120 GB: R$ 119 em até 3 vezes sem juros
  • 240 GB: R$ 181 em até 6 vezes sem juros
  • 480 GB: R$ 397 em até 10 vezes sem juros

Western Digital

  • 120 GB: R$ 137 em até 4 vezes sem juros
  • 240 GB: R$ 184 em até 6 vezes sem juros

Western Digital M.2

As versões M.2 dos SSDs se ligam diretamente nos slots PCI-Express da placa-mãe do PC (verifique a compatibilidade com sua máquina), permitindo até três vezes mais performance do que os SSDs comuns:

  • 120 GB: R$ 199 em até 6 vezes sem juros
  • 240 GB: R$ 261 em até 8 vezes sem juros

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *