Ex-funcionário do governo dos EUA é contratado pela Uber para carros autônomos

Tudo sobre

Uber


Apesar de ainda estar impedida de realizar testes com veículos autônomos nos EUA, a Uber continua movimentando os bastidores para reforçar sua divisão de carros que dirigem sozinhos. Nesta semana, a empresa anunciou um nome de peso para dar mais corpo à iniciativa. Nat Beuse, ex-funcionário do governo norte-americano responsável pela área de pesquisas veiculares e de trânsito pela Administração Nacional de Segurança no Trânsito nas Estradas (NHTSA), órgão de controle veicular nos EUA, se juntou à startup de transportes.

“A abordagem da Uber para veículos autônomos é uma oportunidade para fazer a diferença na comercialização segura desta revolucionária tecnologia, com a qual trabalhei por um tempo considerável nos últimos anos. Está claro para mim que a equipe aqui se dedica a priorizar a segurança”, disse Beuse.

Carro autônomo da Uber envolveu-se em acidente que matou ciclista em março deste ano: desde então, empesa vem tentando obter permissão para retomar testes com veículos sem motorista

Em março, a Uber suspendeu seus testes com veículos autônomos após um de seus carros envolver-se em um acidente fatal resultante do atropelamento da ciclista Elaine Herzberg, que pedalava à noite por uma estrada na cidade de Tempe, no Arizona. De acordo com as investigações, diversos fatores contribuíram para o acidente, mas o principal deles é que o motorista designado para o veículo — que precisa estar sempre atento na pista para assumir o controle caso percebesse que a IA do carro cometeria um erro — estava assistindo a vídeos no smartphone ao invés de prestar atenção na estrada. O CEO da Uber, Dara Khosrowshahi, assumiu a responsabilidade da empresa no caso.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

No último mês, porém, a empresa pediu ao estado da Pensilvânia permissão para retomar os trabalhos com a sua divisão de veículos autônomos, o que ainda não foi julgado pelos órgãos competentes.

Fonte: Reuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *