Spotify testa função que importa músicas locais no Android

O Spotify tem cerca de 40 milhões de músicas e podcasts em seu acervo. Apesar disso, não são pequenas as chances de um álbum ou um artista que você gosta não estar disponível na plataforma. Mas esse problema pode ser amenizado em um futuro próximo: o Spotify está testando a importação de músicas locais no seu aplicativo para Android.

Novo Spotify PremiumNovo Spotify Premium

A funcionalidade em teste foi revelada por Jane Manchun Wong, desenvolvedora que tem um longo histórico de descobertas de recursos experimentais em aplicativos de serviços amplamente utilizados, como Facebook e Instagram.

No caso do Spotify, o recurso experimental funciona de modo semelhante à importação de músicas no desktop: se você usa o Windows, por exemplo, pode incorporar ao aplicativo do serviço músicas disponíveis em seu computador e acessá-las a partir da opção Arquivos Locais da sua biblioteca.

Repare, todavia, que essas músicas permanecem locais: pelo menos atualmente, não é possível enviá-las imediatamente às nuvens para reprodução a partir de outros dispositivos.

As capturas de tela liberadas por Wong sugerem que, no Android, o processo é praticamente o mesmo: o usuário precisa apenas armazenar as músicas em seu smartphone ou tablet e importá-las para o aplicativo do Spotify. Com isso, não será necessário ter um player à parte para reproduzir essas faixas.

De acordo com a desenvolvedora, esse não é o único recurso que o Spotify está testando no Android: ela também encontrou uma funcionalidade que permite salvar podcasts para mais tarde. A ideia é que você possa acessar rapidamente episódios não terminados ou que não puderam ser reproduzidos antes.

Mas, de novo, esses são recursos experimentais. Não há nenhuma garantia de que as funcionalidades serão mesmo disponibilizadas. As chances de que elas venham a ser implementadas não são pequenas, no entanto: o Spotify tem se esforçado para conquistar cada vez mais usuários pagantes e, nesse sentindo, pequenos atributos como esses ajudam a tornar o serviço mais interessante.

Com informações: SlashGear.

via Tecnoblog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *