Parceria entre Facebook e MIT criará um IA para geração de endereços

Depois de praticamente definir todo o cenário atual das redes sociais, o Facebook agora está expandindo suas fronteiras para outro tipo de serviço social. Em parceria com o MIT Media Lab, do Instituto de Tecnologia de Massachussets, a empresa está desenvolvendo uma IA que irá criar endereços para as pessoas que ainda não os possui.

De acordo com uma pesquisa feita pelo MIT, mais da metade das rodovias e estradas do planeta não possuem um sistema de endereçamento oficial reconhecido. Sobretudo nas regiões rurais, os moradores muitas vezes precisam recorrer à utilização de caixas-postais porque moram numa região que não possui endereço ou CEP.

Para resolver esse problema, os pesquisadores do MIT criaram uma IA que escaneia imagens de satélite em busca de estradas e rodovias e converte essas informações em pixels. Em seguida, o algoritmo analisa esses pixels para determinar quais são as áreas centrais das cidades e onde ficam as moradias mais periféricas. Assim que ele termina o reconhecimento da região, a região é dividida em bairros, estradas e ruas, com a IA definindo um endereçamento para todos aqueles que ainda não possuem um.

Os pesquisadores estimam que hoje cerca de 4 milhões de pessoas no mundo todo moram em regiões que não foram endereçadas. Comparando os resultados da análise do programa com mapas já existentes, a IA criada em parceria com o Facebook conseguiu identificar corretamente cerca de 80% das regiões não endereçadas onde há moradores. Isso significaria que, com a ajuda do algoritmo, cerca de 3,2 bilhões de pessoas teriam suas casas rapidamente endereçadas, fazendo com que apenas 20% desses locais necessitem que seja feito um endereçamento manual.

Este não é o primeiro algoritmo para endereçamento automático criado, mas o Facebook garante que será o melhor. Segundo a companhia, as demais alternativas — que já foram usadas de forma oficial na Mongólia e na Turquia — usam um sistema de três palavras aleatórias para definir o endereço. Enquanto isso, o sistema do Facebook também usará três palavras, mas elas serão baseadas nas estradas e topologia do local, o que facilitará para entregadores saber se os endereços são próximos entre si ou não.

Além de facilitar a vida das pessoas que moram nessas regiões sem endereço, criar um sistema de endereçamento nessas regiões tem o potencial de aumentar o público de e-commerces, já que morar em um local sem endereço para entrega torna impossível se fazer compras pela internet.

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *