Homem que queria ficar 20 mais novo perde disputa nos tribunais

Emile Ratelband, 69 anos de idade, ganhou noticiários do mundo todo no mês passado quando iniciou no início de novembro uma ação legal para ter a sua idade oficialmente reduzida para 49. Como era de esperar, um tribunal holandês rejeitou o pedido do autoproclamado “guru da positividade”.

A ideia de Ratelband em diminuir 20 anos de sua idade em sua certidão de nascimento era simples: evitar os preconceitos contra idosos. Segundo revelou no mês passado ao The Guardian, ele se sente duas décadas mais jovem do que realmente é e poder afirmar isso oficialmente traria benefícios.

“Com 69 anos, sou limitado”, afirmou. “Se tiver 49 anos, posso comprar uma casa nova, dirigir um carro diferente. Posso conseguir mais trabalho. Quando estou no Tinder e digo que tenho 69 anos, não recebo uma resposta. Quando [digo que] tenho 49 anos, com o rosto que tenho, estarei em uma posição privilegiada”, completou.

Mudar a idade de Ratelband geraria uma série de implicações legais e sociais indesejáveis, afirma a Justiça holandesa

O apelo, entretanto, não comoveu os juízes e a sua idade seguirá o curso natural. E a Justiça holandesa nem se importa com ele se sentir mais novo do que é, alegando apenas os problemas com “20 anos de registros desaparecessem” como motivo para não atender à demanda.

“O senhor Ratelband é livre para se sentir 20 anos mais jovem do que ele realmente é e agir de acordo com isso”, afirma o tribunal em comunicado. “Contudo, alterar a sua data de nascimento faria com que 20 anos de registros desparecessem dos livros de nascimentos, óbitos, casamentos e parcerias registradas. Isso teria uma série de implicações legais e sociais indesejáveis”, finaliza a corte.

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *