Assinaturas 5G devem chegar a 1,5 bilhões até 2024, aponta relatório

A Ericsson publicou um novo Mobility Report com informações importantes sobre o 5G, considerado o próximo grande passo em termos de conectividade móvel. De acordo com o documento, 40% da população mundial terá cobertura 5G até o final de 2024, ultrapassando a marca de 1,5 bilhão de assinaturas de banda larga móvel e tornando o 5G a tecnologia de celular mais rápida a ser lançada em escala global.

América do Norte e Ásia deverão ser as regiões líderes na adoção da nova tecnologia, com, respectivamente, 55% e 43% de toda a população assinando o 5G até o final de 2024. Na Europa Ocidental, o número esperado é de 30%. Das 4,1 bilhões de conexões IoT previstas para 2024, a região nordeste da Ásia deve responder por 2,4 bilhões do total.

Vale lembrar que a adoção de tecnologias como NB-IoT e Cat-M1 estão impulsionando o crescimento do número de conexões em todo o mundo. O NB-IoT e o Cat-M1 são módulos de tecnologia de rede, sendo o primeiro capaz de permitir baixo consumo em áreas amplas e o segundo uma interface que permite conectar dispositivos com média taxa de dados.

O relatório também mostra que o tráfego de dados móveis cresceu cerca de 79% nesse terceiro trimestre de 2018 (a maior taxa desde 2013) devido, principalmente, ao alto número de uso de smartphones adquiridos pelo mundo, em especial na China.

Apesar disso, a América do Norte segue sendo a maior responsável pelo consumo de dados per capita entre os locais pesquisados — ao todo, cada usuário de smartphone da região consumirá cerca de 8,6 gigabytes por mês até o final deste ano. Para efeito de comparação, pense em um streaming de vídeo HD sendo assistido por mais de 12 horas por mês.

Entre 2018 e 2024 é esperado que o tráfego de dados móveis aumente cinco vezes, já que as redes 5G são projetadas para transportar 25% de todo o tráfego móvel até o final do período previsto. Por fim, o Mobility Report da Ericsson ainda afirma que o mercado de streaming de vídeo deve dominar o uso das redes pelos próximos anos.

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *