Intel lança driver universal para suas placas de vídeo

A Intel começou, nesta semana, a liberar o primeiro Universal Windows Driver para suas placas de vídeo. A disponibilização está sendo feita de maneira segmentada, mas a ideia é que usuários dos sistemas operacionais Windows 10 ou Server 2019 e posteriores possam realizar o download e instalação diretamente pelo app de atualizações da plataforma, sem a necessidade de processos separados ou dedicados a isso.

Uma das principais vantagens do sistema de drivers universais do Windows é o funcionamento similar em diferentes plataformas. Com uma única liberação, fabricantes e desenvolvedoras que usam o sistema podem atualizar seus componentes em computadores, notebooks, híbridos, tablets e todo tipo de dispositivo que os tenha em seu anterior, facilitando o processo de suporte a soluções variadas e garantindo um alcance maior que qualquer liberação individual.

A ideia da Intel é realizar uma transição para o novo formato, com o driver universal substituindo aqueles instalados em chips da sexta geração, conhecida como Skylake, em diante. A novidade funcionará apenas em sistemas operacionais de 64-bit com as mais recentes atualizações do Windows instaladas e traz suporte a games recentes, como Artifact e Farming Simulator 19, além de sistemas de otimização voltados a jogos notoriamente exigentes, como The Witcher 3, PUBG, Far Cry 5, FIFA 18 e outros.

Além disso, a versão 25.20.100.6444, responsável pela mudança para o sistema UWD, diz reduzir o consumo de memória pela API gráfica OpenGL e trabalhar de forma diferente com a taxa de atualização e estabilidade de alguns modelos de monitores. Com isso, também se reduz o consumo de energia e os usuários de notebooks podem contar com um pouco mais de autonomia, principalmente durante a execução de jogos.

A mudança também resolve uma série de bugs e falhas das versões anteriores dos drivers de GPU da Intel, como anomalias gráficas ou travamentos em alguns títulos. Ao criar uma solução ligada diretamente ao Windows, a fabricante espera reduzir consideravelmente a lista de problemas desse tipo, além de mitigar os existentes de forma mais fácil, com uma solução integrada e que acompanha o desenvolvimento do próprio sistema operacional.

Para a maioria dos usuários, a transição será feita de forma automática, com o Windows Update sendo o responsável pela desinstalação dos drivers antigos e instalação dos novos. No futuro, nem mesmo será preciso realizar o download destas soluções, com o sistema operacional fazendo todo o trabalho junto com seus updates costumeiros.

Problemas, é claro, podem acontecer nessa etapa inicial, mas a Intel não recomenda o retorno aos drivers legados. Segundo a empresa, isso é até possível, mas o downgrade envolve um processo complicado que pode gerar problemas de estabilidade no sistema. Da mesma maneira, pelo menos por enquanto, um arquivo ZIP para instalação separada também não será fornecido pela companhia, por motivo semelhante.

O processo de transição começou nesta quinta-feira (29) e os novos drivers já estão chegando a alguns usuários. A ideia é que, nas próximas semanas, todos já tenham acesso às novidades e estejam por dentro da maneira como a Intel vai trabalhar com suas GPUs no Windows daqui em diante.

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *