Microsoft cria função de lista de tarefas para documentos do Word

A Microsoft está testando uma função para reduzir a distração e aumentar a produtividade durante a edição de documentos mais longos no Word. Com um funcionamento semelhante a uma lista de tarefas, o novo recurso permite adicionar indicações do que falta fazer em um texto para, mais tarde, retornar a elas a partir de uma lista na parte esquerda da tela.

Normalmente, anotações desse tipo são feita com frases comuns, destacadas com marcadores ou em caixa alta, para que o autor não se esqueça delas depois. Com o recurso, a Microsoft oficializa esse tipo de utilização e a torna mais intuitiva, reduzindo, também, o risco de textos serem publicados com os famosos “xxxx”, quando uma informação ainda precisa ser checada, mas, no final, acaba sendo esquecida.

Com o recurso, que está sendo testado com usuários Insiders na versão macOS do Word, basta digitar “TODO: checar essa informação”, por exemplo, para que a nota seja adicionada à lista. Clicar em uma das opções na tela leva o usuário diretamente ao trecho marcado, que pode ser finalizado e ter a indicação deletada após isso.

Assista Agora: Nunca mais contrate funcionários para sua empresa! Comece o ano em uma realidade completamente diferente!

A funcionalidade também permite que usuários sejam marcados em documentos colaborativos caso algo exija a atenção específica de alguém, e, em uma segunda fase de implementação, também vai permitir a criação de chats e anotações diretas. Assim, será possível indicar alguma questão relacionada à alteração, indicar prazos para finalização ou criar comentários adicionais. Também em um momento posterior, a Microsoft diz querer usar a inteligência artificial para facilitar na busca por informações e na indicação aos usuários do que falta fazer em um documento.

Por enquanto, como dito, o recurso está em fase de testes apenas para os usuários Insiders do Office no macOS. O lançamento, entretanto, está próximo, de acordo com a desenvolvedora do pacote, e o recurso deve ser liberado em breve para todas as versões do Word, não apenas no Windows e nos computadores da Apple, mas também na edição web.

Fonte: MS Power User

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *