Homem é preso por enviar bomba para empresa que não quis mudar a senha dele

Um homem foi sentenciado a seis meses e meio de prisão nesta sexta-feira por ter enviado uma carta-bomba a uma operadora de Bitcoins da Inglaterra.

O caso foi investigado pela polícia Metropolitana de Londres, que descobriu que Jernu Michael Salonen, 43, havia sido o responsável por enviar pelo correio uma bomba caseira potencialmente letal para a Cryptopay, em Londres.

De acordo com a investigação, o explosivo foi enviado em novembro de 2017, como retaliação de Salonen pela firma ter se recusado a lhe enviar uma nova senha de acesso ao sistema, alegando que isso ia contra as políticas de privacidade dela. O explosivo só não foi acionado por pura sorte, porque o funcionário responsável pela correspondência abriu o pacote cortando a parte de baixo do envelope, que estava programado para detonar caso alguém tentasse abri-lo pela aba de cima.

Além do atentado à Cryptopay, também em 2017 Salonen já havia enviado uma série de cartas com um pó branco (usado para disseminar o vírus Antraz) para políticos da Suécia, incluindo o primeiro-ministro do país.

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *