Ex-funcionário da Tesla roubou US$ 9,3 milhões da empresa em desvios de verbas

Tudo sobre

Tesla


Como resultado de uma investigação do FBI, na última quinta-feira (8), um júri federal estadunidense acusou o ex-funcionário da Tesla Salil Parulekar de desviar, ao longo de dois anos, mais de US $ 9,3 milhões da empresa de Elon Musk. Ele teria se envolvido em um esquema de desvio de verbas, falsificação de faturas e roubo de identidade, de acordo com a Procuradoria do Distrito Norte da Califórnia:

De acordo com a acusação, Parulekar soube em janeiro de 2017 que a Tesla encerrou sua relação de fornecedores com a Schwabische Huttenwerke Automotive GmbH (“SHW”). No momento da rescisão, a SHW havia fornecido apenas um número limitado de produtos de amostra, especificamente, bombas de motor, para a Tesla. Parulekar supostamente sabia que a rescisão significava que Tesla estava retendo pagamentos futuros para a SHW e que Parulekar não estava autorizado a infringir essa decisão. Não obstante esses fatos, Parulekar redirecionou uma série de pagamentos destinados a outro fornecedor, a Hota Industrial Manufacturing Co., Ltd. (“Hota”), e fez com que eles fossem pagos à SHW.

Ao todo, Parulekar responde por nove acusações de fraude eletrônica, cada uma delas ensejando penas máximas de 20 anos de prisão além do pagamento de multas de até US $ 250 mil. Há também contra ele uma acusação de roubo de identidade agravada, que pode render até mais dois anos de cadeia e mais uma multa no mesmo valor. Nos EUA, as penas se somam e não há um limite máximo para as sanções de restrição de liberdade, como há no Brasil.

Até o momento, não há comunicados oficiais sobre o caso vindos da Tesla ou de Elon Musk.

Assista Agora: Descubra o jeito certo de criar verdadeiros times de alta-performance e ter a empresa inteira focada em uma única direção.

Fonte: Gizmodo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *