Dados de 700 mil clientes da American Express estavam expostos na internet

Uma base Mongo DB expôs dados sensíveis de 689.272 clientes do banco American Express na Índia, de acordo com o pesquisador Bob Diachenko, da empresa Hacken. Qualquer pessoa com acesso poderia checar dados como números telefônicos, nomes completos, endereços de email e detalhes do cartão de crédito.

A base já se encontra segura

Grande parte dos registros também inclui mais de 2 milhões de registros criptografados com nomes, endereços, números Aadhar (como o CPF no Brasil), número de cartão PAN e telefones.

De acordo com Diachenko, a base de dados já está segura. “Após um exame mais detalhado, estou inclinado a acreditar que o banco de dados não foi gerenciado pela própria AmEx, mas sim por um deles, seus subcontratados, responsáveis por SEO ou geração de leads”, disse o pesquisador.

  • A American Express respondeu que a base de dados não teve acesso não-autorizado antes da descoberta

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *