Serviços Apple podem ter US$ 100 bilhões de receita anual em 2023

Tudo sobre

Apple


De acordo com previsões de Katy Huberty, da firma financeira Morgan Stanley, o segmento de serviços da Apple deve continuar em crescimento acelerado, alcançando uma receita anual de US$ 100 bilhões para o ano de 2023. No ano fiscal de 2018, esse valor está em US$ 37,2 bi.

Para Huberty, a Maçã somente conseguirá se manter no topo com o crescimento de seu setor de serviços, pois, em sua visão, a Apple “tem uma base de usuários iOS mais engajada e assim pode ampliar seu portfólio de serviços”. A analista também entende que a Apple terá um crescimento anual de 20% nos próximos cinco anos, com esse impulso sustentado pela divisão de serviços, e não tanto pela de hardware.

A pesquisa da Morgan Stanley indica que 40% dos usuários Apple pagam por aplicativos, com este número aumentando para pelo menos 50% nos próximos cinco anos. O gasto anual bruto também vai aumentar: de US$ 120 por ano para US$ 220 por ano até 2023. Huberty também vê o número de usuários pagando pelo armazenamento adicional do iCloud aumentar em cinco anos: hoje, esse percentual é de 30%, mas pode chegar a 50% em 2023 — gerando um aumento de receita de 24% apenas com o iCloud.

Assista Agora: Nunca mais contrate funcionários para sua empresa! Comece o ano em uma realidade completamente diferente!

E quanto ao Apple Music, as previsões também são otimistas. A analista entende a base de entre 5 e 10 milhões de usuários experimentais como sendo “fácil de converter para usuários pagos” e, nos próximos cinco anos, a empresa prevê que o Apple Music possa abocanhar 14% do mercado de streaming de músicas, com um crescimento de 28% em sua receita até lá.

Já ao analisar os principais rivais da Maçã no ramo de serviços, Hubert enxerga a Alphabet e a Amazon como os maiores obstáculos da Apple para a expansão de seus serviços nos Estados Unidos, enquanto que, na China, os principais concorrentes são Alibaba, Baidu e Tencent. A categoria de serviços da Apple inclui, além do iCloud e do Apple Music, coisas como a assistência técnica AppleCare+ e o serviço de pagamentos digitais Apple Pay, bem como iTunes e App Store.

Fonte: Apple Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *