Apesar de estável nas vendas, Qualcomm registra baixa nas ações

Apesar de se manter estável em vendas, a Qualcomm está encarando uma situação prejudicial, em partes por causa de sua contínua luta judicial contra a Apple. No relatório do último trimestre, divulgado nesta quarta-feira (6), a companhia de tecnologia móvel registrou um prejuízo de US$ 493 milhões, chegando a US$ 0,35 por ação. A empresa também sofreu em despesas, com custos totais subindo 16%, totalizando US$ 6,46 bilhões.

Em relação aos lucros, a Qualcomm informou que foi de 90 centavos por ação, superando os 83 centavos por ação esperados pelos analistas. Para efeito de comparação, o lucro no mesmo período do ano passado foi de US$ 168 milhões, 11 centavos por ação. A receita foi de US$ 5,8 bilhões no mais recente trimestre, menos de 2% em relação a 2017.

Como dito, a Qualcomm segue firme em vendas, registrando US$ 4,65 bilhões em seu segmento de chips. Vale apontar que antes dos impostos, os negócios tinham caído 18%, US$ 796 milhões. Porém, as remessas de modems móveis aumentaram 5%.

Quanto ao licenciamento, as vendas caíram 6%, US$ 1,14 bilhão, e o lucro ante aos impostos nos negócios caiu 11%, US$ 739 milhões. Além disso, por conta das ações movidas contra a Apple, a Qualcomm não registrou nenhuma receita de licenciamento no trimestre, já que a companhia de Cupertino está retendo o pagamento de royalties em uma disputa de licenças.

Na ocasião, a Qualcomm havia acusado a Apple de transferir sua propriedade intelectual para a Intel, que está agora fornecendo chips para os novos modelos de iPhone. No início dessa semana, um juiz federal inclusive determinou que a Qualcomm deveria licenciar algumas de suas patentes para fornecedores de chips rivais em uma ação antitruste.

A desaceleração nas vendas globais de smartphones está prejudicando os licenciamentos da Qualcomm. Quanto ao trimestre vigente, a empresa espera que as remessas de chips modernos caiam 22%, ou cerca de US$ 185 milhões de unidades. O declínio reflete, em partes, o lançamento dos novos iPhones sem os chips da Qualcomm.

A previsão de receita para o atual trimestre, por sua vez, é de US$ 4,5 bilhões e US$ 5,3 bilhões, e lucro por ação entre 78 centavos e 88 centavos. A expectativa para os lucros ajustados é de US$ 1,05 ou US$ 1,15 por ação – lembrando que os analistas preveem que seja de 94 centavos por ação.

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *