Polícia Civil do Rio de Janeiro prende quadrilha que roubava roteadores

A Operação Router, comandada pela Polícia Civil do Rio de Janeiro, desarticulou uma quadrilha especializada no roubo de roteadores nesta segunda-feira (5). Os aparelhos roubados eram comercializados na internet de forma clandestina.

O objetivo da operação era cumprir 13 mandados de prisão, com oito deles já em andamento. O prejuízo causado pela corja chegou a R$ 5,4 milhões somente na operadora de telefonia Claro, principal vítima.

Os bandidos trabalhavam com divisão de tarefas e de forma bastante organizada. Os equipamentos eram roubados com "rompimentos de obstáculos, abuso de confiança e concurso de pessoas", segundo a polícia.

A operação também descobriu que os integrantes da quadrilha eram funcionários ou ex-funcionários de empresas da área de telecomunicação e que várias regiões do Rio de Janeiro foram atingidas. Até setembro deste ano, cerca de 90 roteadores, com custo estimado em R$ 60 mil cada, foram roubados.

Na internet, os aparelhos eram vendidos por valores entre R$ 6 mil e R$ 25 mil.

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *