Elon Musk mostra como é o túnel da Boring Company sob Los Angeles

Elon Musk sabe como chamar atenção para seus projetos e não seria diferente com o túnel feito abaixo de Los Angeles pela sua empresa The Boring Company. Ele publicou em seu perfil no Twitter um vídeo em que mostra todo o caminho do túnel considerado por ele “perturbadoramente longo”.

Apesar de o vídeo de pouco mais de 30 segundos mostrar um caminho realmente grande, o túnel até o momento tem pouco mais de 3 quilômetros de extensão. No vídeo, ele apresenta o que será o primeiro trecho a entrar em funcionamento em 10 de dezembro, na região sudoeste da cidade.

VIDEO

“Eu andei por todo o caminho do túnel da Boring abaixo de Los Angeles esta noite. Perturbadoramente longo. No trecho que será aberto em 10 de dezembro, será bem unidimensional”, ele informou pela rede social. O setor será liberado no dia de estreia para testes gratuitos.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

É curioso que Musk considere seus 3 quilômetros “perturbadoramente longos”. Para se ter uma ideia, apenas a linha 1-Azul, entre Tucuruvi e Jabaquara da cidade de São Paulo, tem cerca de 20 quilômetros de extensão. A menor, a 4-Amarela, tem, ao menos, 12 quilômetros ao todo. Ou seja, o três de sua empresa não são nem de longe realmente longos.

Contudo, o importante aqui não é essencialmente a distância em um primeiro momento, mas a velocidade do veículo: a proposta é que ele faça o trecho a 240 km/h. Ou seja, ele é capaz de vencer estes 3 quilômetros em pouco mais de 1 minuto (o vídeo publicado por Musk no Twitter está em velocidade avançada). Em comparação, os metrôs de São Paulo andam a uma média de velocidade de 80 km/h.

Outra ideia do projeto de Musk é elevar os veículos nos quais o usuário vai entrar até a superfície, diferente de as pessoas terem de descer para entrar na estação. Esse teste também serve para mostrar o funcionamento desses elevadores, já que é possível que a Boring Company venda “estações privadas” para prédios e locais públicos.

Fonte: Twitter

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *