Venda de tablets, já em declínio há 4 anos, despenca ainda mais no 3º trimestre

As vendas de tablets foram despencando, gradativa e regularmente, nos últimos 4 anos. No terceiro trimestre de 2018 houve 8,6% menos vendas que no mesmo período do ano anterior, quando 39,9 milhões de tablets foram comprados em todo o mundo.

A queda registrada entre julho e setembro é um pouco mais suave que as estatísticas de janeiro a junho, segundo a IDC. No levantamento feito, a Apple continua no topo do pódio com a venda de seus iPads, sendo seguida pela Samsung e então a Amazon.

Entretanto, a Huawei conseguiu registrar um feito que vai contra a lógica do mercado: a chinesa é a única entre as cinco maiores empresas que vendem tablets a registrar aumento de vendas de 2017 para cá.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Estatísticas de vendas de tablets no mundo, segundo levantamento da IDC (Imagem: Reprodução)

Dentre as cinco empresas que mais vendem tablets, a Apple ocupa o pódio mas perdeu 600 mil unidades em comparação com o terceiro trimestre de 2017. Espera-se que o anúncio do novo iPad Pro 2018 possa ajudar a Maçã a alavancar as vendas de fim de ano. Entretanto, como o mercado de tablets encolheu, a participação de mercado da Apple subiu 0,7%, atingindo 26,6% no período.

A sul-coreana Samsung vendeu 700 mil unidades a menos que no terceiro trimestre de 2017, além de perder 0,7 pontos de participação no descrescente mercado, ficando nos 14,6%. Os novos Galaxy Tab S4 e Galaxy Tab A 10,5″ parecem não ter animado muito os consumidores, que, segundo o IDC, têm preferência pelos modelos com teclados destacáveis.

A Amazon vendeu 4,4 milhões de tablets no período, números sensivelmente menores que os registrados no terceiro trimestre de 2017, mas o suficiente para que o marketplace subisse ao terceiro lugar no ranking com uma participação de mercado de 12%. Segundo o IDC, esses ganhos foram devidos ao Prime Day.

Completam o Top 5 a Huawei com seu aumento de 200 mil tablets vendidos no período, representando crescimento anual de 7,1% — o único crescimento registrado no período. A Lenovo aparece em quinto lugar, com a maior queda anual: 24,5%, tendo vendido 800 mil tablets a menos que no terceiro trimestre de 2017 e ficando com 1,4% a menos de participação de mercado.

Segundo o analista de pesquisas da IDC, Lauren Guenveur, era esperado que os modelos com teclados destacáveis, como o Galaxy Tab S4, vendessem mais, o que ainda pode acontecer no último trimestre de 2018, durante as compras de fim de ano.

Fonte: Venture Beat

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *