Venda de tablets, já em declínio há 4 anos, despenca ainda mais no 3º trimestre

As vendas de tablets foram despencando, gradativa e regularmente, nos últimos 4 anos. No terceiro trimestre de 2018 houve 8,6% menos vendas que no mesmo período do ano anterior, quando 39,9 milhões de tablets foram comprados em todo o mundo.

A queda registrada entre julho e setembro é um pouco mais suave que as estatísticas de janeiro a junho, segundo a IDC. No levantamento feito, a Apple continua no topo do pódio com a venda de seus iPads, sendo seguida pela Samsung e então a Amazon.

Entretanto, a Huawei conseguiu registrar um feito que vai contra a lógica do mercado: a chinesa é a única entre as cinco maiores empresas que vendem tablets a registrar aumento de vendas de 2017 para cá.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Estatísticas de vendas de tablets no mundo, segundo levantamento da IDC (Imagem: Reprodução)

Dentre as cinco empresas que mais vendem tablets, a Apple ocupa o pódio mas perdeu 600 mil unidades em comparação com o terceiro trimestre de 2017. Espera-se que o anúncio do novo iPad Pro 2018 possa ajudar a Maçã a alavancar as vendas de fim de ano. Entretanto, como o mercado de tablets encolheu, a participação de mercado da Apple subiu 0,7%, atingindo 26,6% no período.

A sul-coreana Samsung vendeu 700 mil unidades a menos que no terceiro trimestre de 2017, além de perder 0,7 pontos de participação no descrescente mercado, ficando nos 14,6%. Os novos Galaxy Tab S4 e Galaxy Tab A 10,5″ parecem não ter animado muito os consumidores, que, segundo o IDC, têm preferência pelos modelos com teclados destacáveis.

A Amazon vendeu 4,4 milhões de tablets no período, números sensivelmente menores que os registrados no terceiro trimestre de 2017, mas o suficiente para que o marketplace subisse ao terceiro lugar no ranking com uma participação de mercado de 12%. Segundo o IDC, esses ganhos foram devidos ao Prime Day.

Completam o Top 5 a Huawei com seu aumento de 200 mil tablets vendidos no período, representando crescimento anual de 7,1% — o único crescimento registrado no período. A Lenovo aparece em quinto lugar, com a maior queda anual: 24,5%, tendo vendido 800 mil tablets a menos que no terceiro trimestre de 2017 e ficando com 1,4% a menos de participação de mercado.

Segundo o analista de pesquisas da IDC, Lauren Guenveur, era esperado que os modelos com teclados destacáveis, como o Galaxy Tab S4, vendessem mais, o que ainda pode acontecer no último trimestre de 2018, durante as compras de fim de ano.

Fonte: Venture Beat

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

via Canaltech

Publicado por Carlos Trentini

Eu, eu mesmo e eu, agora e nas horas vagas...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *