Estudo levanta (de novo) ideia de que Oumuamua é objeto criado por alienígenas

No final do ano passado, descobrimos um objeto interestelar visitando o Sistema Solar. Chamado de Oumuamua, o objeto causou bastante divergência na comunidade científica, com alguns estudos mostrando que ele era coberto por isolamento orgânico, enquanto outros mostravam que ele poderia ter vindo de um sistema com dois sóis. Também não houve um consenso quanto ao que seria o Oumuamua, com alguns acreditando que ele poderia ser um cometa ou um asteroide.

Agora, um novo estudo levanta (de novo) a ideia de que o Oumuamua — objeto de aproximadamente 400 metros de comprimento e 40 metros de largura — pode ser uma espécie de “veleiro de origem artificial”, indicando ter sido construído por uma civilização alienígena altamente avançada. O estudo foi publicado no início de novembro e conduzido pelo Centro de Astrofísica da Harvard Smithsonian.

Arte imagina como é a aparência do Oumuamua (Imagem: ESO)

O estudo sugere que a estranha “aceleração excessiva” do objeto pode ser indício suficiente de sua artificialidade, considerando que ele não seja mesmo um cometa ativo. “Considerando uma origem artificial, uma possibilidade é a de que o Oumuamua seja um veleiro flutuando no espaço interestelar como um resíduo de um equipamento tecnológico avançado”, escrevem os pesquisadores.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A equipe chega até a teorizar que o objeto “pode ser uma sonda totalmente operacional enviada intencionalmente à vizinhança terrestre por uma civilização alienígena”, ainda que essa ideia seja considerada “exótica” pela comunidade.

O Oumuamua, no momento, se afasta do Sol a uma velocidade aproximada de 112 mil quilômetros por hora em direção à parte externa do Sistema Solar. Dentro de quatro anos, mais ou menos, ele passará a órbita de Netuno a caminho do espaço interestelar. E, quem sabe, até lá, não saibamos ao certo do que ele se trata.

Fonte: Fox News

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *