Apple tem queda nas ações e deixa de ser uma empresa de US$ 1 trilhão

A divulgação dos resultados do terceiro trimestre deste ano, na quinta-feira, dia 1º de novembro, depois do fechamento do pregão, fizeram as ações da Apple abrirem em queda de aproximadamente 7 por cento nesta sexta-feira. Isso significou uma perda de valor de mercado de US$ 2,5 bilhões. Sendo assim, por enquanto a companhia deixou de valer acima de US$ 1 trilhão.

Ontem as ações fecharam em alta de 1,54%, mas os resultados do terceiro trimestre não foram muito animadores, de acordo com alguns analistas. Embora a empresa tenha superado as expectativas do mercado em relação à receita, que foi de US$ 62,9 bilhões, a taxa de crescimento nas vendas de iPhones não apresentaram crescimento em relação ao mesmo período do ano passado.

O que impulsionou a receita para cima foi o preço médio do iPhone lançado este ano, que foi de US$793, superando em muito o valor projetado pelo mercado. Como as vendas mundiais de smartphones têm diminuído há pelo menos 1 ano, aumentar o valor cobrado pelo produto acaba compensando a baixa na demanda.

Outras informações que podem ter contribuído para a queda nas ações são o fato da Apple ter projetado seus ganhos para o primeiro trimestre de 2019 entre valores um pouco abaixo do que o mercado esperava, além de ter anunciado que não vai mais revelar os números de vendas do iPhone, iPad e Mac em seus balanços.

Isso pode significar que a companhia está prevendo que as vendas desses dispositivos chegaram no seu limite, ou também que ela pretende voltar sua atenção para a área de serviços, diminuindo sua dependência das vendas de hardware.

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *