Apple não revelará número de unidades vendidas de iPhones, Macs e iPads

A Apple revelou que fará uma grande mudança na divulgação de seu relatório de ganhos e, a partir de dezembro, não vai mais divulgar o número de unidades vendidas de seus aparelhos, o que inclui iPhones, Macs, Apple Watches e iPads.

Segundo a empresa, o número de unidades vendidas se tornou “menos relevante” para a empresa nos últimos anos. Falando com os acionistas da companhia, o chefe financeiro da Apple, Luca Maestri, deu mais detalhes sobre o assunto. Ele explicou que o total de dispositivos vendidos em um trimestre não costuma ser alto, o que não representa o poder econômico da Apple como um todo.

“Como demonstrado pela nosso desempenho financeiro nos anos recentes, o número de unidades vendidas em um período de 90 dias não é necessariamente representativo da força subjacente do nosso negócio”, comentou Maestri, enfatizando a “irrelevância” dos dados levando em conta o cenário atual da empresa. “As unidades vendidas são menos relevantes para nós hoje do que no passado devido à amplitude do nosso portfólio e maior disperção de preço de venda de qualquer linha de produto”.

“As unidades vendidas são menos relevantes para nós hoje do que no passado”

Tim Cook, o CEO da Apple, também comentou o assunto dando um exemplo bem didático sobre como a empresa vê a situação. “Você vai no mercado e empurra o carrinho para o caixa e o antendente diz, ‘quantas unidades você tem aí?’. Não importa quantos produtos estão ali em comparação ao valor total do que está no carrinho”.

De acordo com o CEO, a empresa agora considera fatores como lealdade à marca mais relevantes para o crescimento da companhia. “Nossa base de consumidores está crescendo a dois dígitos, E isso é uma métrica muito mais significativa para nós no ponto de vista do ecossistema e fidelidade do cliente”, explica Cook.

Cupons de desconto TecMundo:

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *