Comprar um iPhone Xr nos EUA pode te deixar sem acesso ao 4G aqui no Brasil

Má notícia para aqueles que vão aproveitar uma viagem aos Estados Unidos para voltar com um iPhone novo: todos os modelos vendidos nos Estados Unidos não conseguirão acessar a melhor conexão 4G disponível aqui no Brasil, inclusive o recém lançado iPhone Xr.

Quem garante essa informação é a própria Apple, que mantém uma página sobre quais larguras de banda são suportadas por cada aparelho. Seguindo a tendência dos modelos Xs e Xs Max, o iPhone Xr também não irá reconhecer a banda 28, que é a frequência com a velocidade de conexão 4G mais rápida no Brasil.

Durante muitos anos utilizada para transmitir os sinais de TV analógicos, desde 2015, quando se iniciou a transição para um sinal de TV digital, a faixa ficou livre para ser utilizada com outros propósitos, e hoje as teles estão mudando suas redes 4G para ela. A principal vantagem é a velocidade: enquanto a velocidade média das redes 4G nas outras duas bandas do país (7 e 3) é de 12Mbps, a banda 28 consegue trabalhar com velocidades de até 45Mbps.

Isso não quer dizer que, caso compre o iPhone Xr nos Estados Unidos, não será possível acessar a internet por aqui. O aparelho é compatível com todas as redes 2G e 3G do país, além das 4G que não utilizam a banda 28. O problema é que as três maiores operadoras do país (Claro, TIM e Vivo) já migraram suas redes 4G para a banda 28, então caso seja um usuário de alguma delas, com um iPhone Xr comprado nos EUA você provavelmente não conseguirá acessar o 4G aqui no Brasil.

Esse problema é exclusivo dos iPhones vendidos nos Estados Unidos; aqueles que forem comprados na Europa ou na Ásia funcionarão normalmente por aqui, já que essas regiões também utilizam a banda 28 para a implementação de redes 4G. Mas, se você por acaso comprou o um aparelho nos EUA sem saber dessa informação e quer trocar por um modelo brasileiro, saiba que isso não será assim tão fácil. A assessoria de imprensa da marca já confirmou que os iPhones comprados no exterior receberão o mesmo suporte do que aqueles que forem comprados no país, mas que não há uma substituição gratuita do aparelho caso ele não apresente nenhum defeito além da falta de conexão com a rede 4G brasileira. Afinal, isso não seria um defeito, mas apenas uma característica do modelo vendido nos Estados Unidos.

Aqui no Brasil, o iPhone Xr também será o mais barato (ou menos caro) dos modelos lançados pela Apple neste ano, e será vendido por preços a partir de R$ 5.199. Ainda que seja mais caro do que a maioria dos smartphones vendidos no país, ele consegue ser mais de dois mil reais mais barato do que os outros modelos recentes da companhia, já que o iPhone Xs será vendido por aqui a partir de R$ 7.299 e o Xs Max a partir de R$ 7.999.

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *