Android 9 Pie está aumentando consumo de bateria de smartphones

Uma das novidades do Android 9 Pie, anunciado em agosto deste ano, foi o novo sistema de consumo adaptável de bateria. A ideia era que o aparelho captasse a forma como a pessoa usa o smartphone e, então, otimizasse a bateria de acordo com a utilização. Embora alguns tenham percebido inicialmente um aumento da carga quando mudaram para o novo sistema operacional, a Google já relatou que há diminuição de desempenho dos dispositivos e até do tempo de carga da bateria após um longo uso.

Conforme a empresa disse ao Venture Beat, seus engenheiros registraram que houve queda de 5% em capacidade total de CPU, além e 10% de redução em dados de segundo plano.

O mais curioso, contudo, é que usuários também disseram ao site que têm sentido que, ao contrário do esperado, a bateria passou a durar menos após alguns dias de adaptação ao sistema operacional. Alguns deles, em fóruns do próprio Pixel e no Reddit, também estão discutindo como a bateria de seus aparelhos não têm respondido conforme o esperado, ou mesmo não durando o dia todo, como era antes.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Pior ainda é que não é possível nem mesmo resolver a questão com o Android Pie, simplesmente desligando o sistema de bateria adaptável. Segundo relatos no Reddit, isso tem feito até mesmo com que o aparelho tenha redução ainda mais rápida de bateria. Em média, o aparelho pode chegar a ter carga reduzida entre 10% a 20% por hora.

Um segundo problema mostra que o sistema ainda não está sabendo efetivamente como prever quanto de bateria ainda resta no aparelho nem quanto isso vai durar. Conforme relatos, também no Reddit, alguns usuários viram seus aparelhos simplesmente desligarem com cerca de 5% de bateria após a atualização.

É provável que alguns apps de mídia, como os do Google (YouTube, por exemplo) e outros terceirizados, como Spotify, possam causar o problema. Isso porque eles têm um limite de execução em segundo plano muito maior do que outras versões do sistema operacional, podendo consumir mais do sistema.

A Google já tem agendado para este dia 1 de novembro uma atualização para tais programas em sua plataforma, o que espera que possa ajudar a melhorar o consumo de bateria. Por conta disso, a recomendação é passar a utilizar durante todo tempo o modo de economia de energia.

Embora ele possa derrubar parte do desempenho do seu smartphone, também evita que tais apps possam continuar funcionando em segundo plano, aumentando consideravelmente o tempo que seu aparelho aguenta com a mesma carga.

A Google já informou ao Venture Beat que está ciente do problema e investiga o que pode estar acontecendo. A expectativa é de que ela solte um novo update para solucionar esta questão em breve.

Fonte: Venture Beat

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *